domingo, 30 de dezembro de 2007

Certezas (9)

Não compreendo como é possível deixar escapar entre os dedos tantos jogadores talentosos. Este é mais um exemplo claro da cegueira dos treinadores e dos adeptos portugueses. Joga preferencialmente encostado a uma linha, para aí poder usufruir da liberdade que a sua fantasia necessita. É irreverente, procura com frequência o drible, sendo muitas vezes bem sucedido, e é um quebra-cabeças para qualquer opositor. Faz-me lembrar, e muito, o estilo de Quaresma: gosta de humilhar o adversário, de se divertir com a bola, de entusiasmar o público. E junta a tudo isto uma atitude competitiva invejável. Não haverá, para além de Portugal, outro país no mundo em que se produza tantos extremos de qualidade. Creio que este é mais um desses casos e, se bem acompanhado, poderá vir a dar cartas num futuro próximo. Para já, parece não ter convencido aqueles que o acompanham, embora seja claramente melhor que outros. Não cresceu, como os grandes nomes da sua posição (Ronaldo, Quaresma, Simão e Nani) nas escolas do Sporting, mas penso que possui um potencial semelhante. Ao contrário de alguns jogadores que agora surgem e dos quais se fala em demasia, este rapaz não tem por virtude apenas uma boa relação com a bola. Acrescenta à capacidade técnica uma facilidade incrível no um para um, coisa que esses pseudo-talentosos não possuem em quantidades assinaláveis. O seu pé esquerdo pode, num futuro próximo, vir a ser referência entre os grandes de Portugal; creio até que já teria, neste momento, lugar no plantel do clube ao qual pertence. Passou quase todo o ano anterior lesionado e não pôde confirmar o seu valor. Este ano, além de ser esquecido no banco da equipa de sub-21, chegou mesmo a ver imitada a infâmia no clube que representa. Só nos últimos jogos tem sido opção constante, para gáudio dos admiradores de arte e para felicidade de quem torce pelo clube cujas cores defende. Sem querer parecer repetitivo, mas já o sendo, ser-me-á difícil aceitar que Hélder Barbosa não triunfe no futebol português e que outros desta geração o façam.

8 comentários:

Peyroteo disse...

É um dos grandes enigmas do nosso campeonato. O talento está lá todo mas, por alguma razão que me passa despercebida, os treinadores não apostam nele. A lesão que teve também lhe prejudicou a afirmação mas não é difícil perceber que estamos perante um jogador com um potencial bastante superior a um Vierinha, por exemplo.
Se tivesse "crescido" em Alvalade estaria certamente na equipa principal mas Porto e Sporting têm estratégias bem diferentes...

Bruno Pinto disse...

"Este é mais um exemplo claro da cegueira dos treinadores e dos adeptos portugueses".

Não percebo muito bem a referência aos adeptos, uma vez que não são eles que tomam as opções e, inclusivamente, as opiniões que vou lendo são bastante favoráveis ao Hélder Barbosa. De qualquer forma, eu não me incluo nesses 'adeptos cegos', pois já desde a pré-temporada que defendo insistentemente a inclusão deste jovem talentoso no plantel portista. Mais: num trabalho que fiz sobre as equipas desta Bwin Liga, referenciei-o como a principal estrela da Académica e manifestei incredulidade por ter passado vários jogos no banco de suplentes dos 'estudantes'. É um grande jogador e só tem é de singrar.

Nuno disse...

Peyroteo, era precisamente ao Vierinha que o queria comparar. A ele e ao Bruno Gama. Acho que o talento dele é muito superior ao dos outros dois. Mas o Caçador prefere o outro...

Bruno, os adeptos não tomam opções? Não, mas têm muita força. Manifestações como aquelas contra o Farnerud são o suficiente para que um jogador renda menos. A opinião pública tem muita influência na carreira dos jogadores. As opiniões sobre o Hélder Barbosa são favoráveis? Agora, depois daquele jogo contra o Benfica, é fácil de falar. Mas nunca se lhe deu tanto destaque a ele como o que já se deu a Ivanildos, Vierinhas e Bruno Gamas. E é isso que é injusto.

Pampa disse...

Gostei da estrutura. Mantive-me agarrado ao texto até perto do final...apesar de ter "descoberto" antes de quem falavas.

Acho que é uma enorme incógnita o que poderá vir a dar. Para bem de todos, espero que seja mais um jogador "daqueles".

Pampa disse...

@ Gonçalo...

desculpa responder-te aqui ao comentário que já deixaste há muito no Pampa, mas achei que era o melhor sítio. Vejo através do Sopcast, ou melhor... ponho a dar, gravo e vejo mais tarde. (tenho vários em atraso ainda, mas não dos States).

São um pouco à imagem das outras modalidades norte-americanas. Excelentes ambientes, um futebol bonito, ainda não demasiado táctico, e com comentadores que comentam à imagem de NBA, MLB, NFL etc... Para não falar das estatísticas que têm para cada jogador. No jogo que vi dos New York Red Bulls o Angel fez o season-high com não sei quantos remates.

Miguel disse...

Concordo. Não sei qual é o problema em apostar nele. O caso do Vieirinha tb é difícil explicar, embora o Tarik tenha surpreendido esta época. A "barriguinha" do Vieirinha deve ser a explicação... mas o hélder barbosa tem de regressar ao FCP brevemente, sobretudo se se confirmar a saída de Quaresma. Habilidade, velocidade técnica, visão de jogo e remate poderoso fazem dele uma autêntica "jóia" do Dragão. E tudo pela esquerda!
Já agora, importas-te de fazer uma análise do Fábio Paim? Estou curioso...

Nuno disse...

Também eu queria, Miguel, mas sempre que o tentei ver jogar, alguma coisa o impediu. Há dois anos, nos jogos da fase final de juniores lesionou-se; o ano passado, foi emprestado a meio da época; no europeu de sub-19, só vi o jogo com a Espanha, e ele entrou mesmo no fim; este ano, ia ser transmitido um jogo do Trofense, mas ele estava castigado, creio, e não jogava. Parece bruxedo...

João Gonçalo disse...

Concordo plenamente com a tua opinião sobre o Hélder Barbosa. É um jovem fantástico com uma qualidade técnica já bastante acima da média. Será certamente opção para o FC Porto no momento certo. Se o não for é porque existem coisas que o adepto comum não conhece.