segunda-feira, 25 de agosto de 2008

Fim-de-Semana

1 – O duelo entre Vitórias resultou num empate. Num jogo dominado do primeiro ao último minuto pelo conjunto orientado por Cajuda, Faquirá apresentou um conjunto que nem defender bem conseguiu. Valeu a noite desinspirada dos pupilos de Cajuda, no que toca à finalização. Isso e a ajuda do árbitro.

2- O Sporting começou em bom estilo. Perante um Trofense que desiludiu, e muito, demonstrou um futebol coeso e ligado. Os leões começam bem esta liga, mas como será em Braga, sem Polga?

3 – A cueca do Rochemback ao Nascimento...

4 – O Olhanense conseguiu uma excelente primeira parte, frente ao Estoril. No entanto, aquela dupla de centrais quase que deitava tudo a perder. Valeu Djalmir, com três golos. Jorge Costa apresentou uma equipa a praticar bom futebol, com dois “meninos” que podem vir a dar cartas no futebol nacional: Castro joga como trinco e demonstra qualidade no passe, aliado a um bom posicionamento. Assim que, com a experiência, perceber que nem sempre fazer um passe de 40 metros, mesmo que perfeito na execução, é a melhor opção, pode ser uma excelente opção para o Porto; quanto a João Gonçalves, não gostei dele como médio-centro, nos juniores do Sporting, porém, como lateral, mostra qualidade na forma como sai a jogar, assim como uma razoável cultura táctica em acções defensivas, se não estagnar, poderá ter a sua oportunidade dentro de pouco tempo.

5 - Alguém me explica como é que o Miguel Rosa não calça naquele meio-campo do Estoril?

6 – Jesualdo diz que nunca viu o Bruno Alves agredir ninguém... Professor, professor... e atenção aos jogos, não?!?

7 – A equipa do Belenenses... O que é aquilo? E centrais de jeito?

8 – Super Quim salvou o Benfica de uma vergonha estrondosa... Já agora... Quem é que fez o golo do Benfica?

9 - Lá fora, destaque para a derrota do Arsenal e para a vitória tangencial do Chelsea. O Arsenal, sem Fabregas, só tem um ritmo de jogo. Expõe-se ao contra-ataque adversário de uma forma tão infantil quanto a maneira como ataca, quer seja pelo centro, quer seja pelas alas, sem apoios. Já o Chelsea, valha São Deco. A forma como a equipa acabou o jogo, encostada às cordas, denota a diferença que este Chelsea é a defender. A referência são os jogadores adversários; com a subida das linhas destes, o Chelsea recuou atrás deles. Isto, com Mourinho, jamais acontecia. E, se desta vez, o adversário não foi suficientemente competente, não tardará a que o Chelsea de Scolari se veja em maus lençóis.

10 - Ao fim de pouco mais de 1 mês, sai o primeiro título para Mourinho. Zanetti, o melhor em campo a par de Ibrahimovic, marcou o penalty decisivo.

11 - Em Madrid, o Valência, a ganhar por 1-0 (por 4-2, na eliminatória), sofreu o empate, numa altura em que estava a jogar contra 10. O mais esquisito é que, a seguir, já a jogar contra 9, sofreu mais três. Que aberração foi aquela?

12 - A Argentina é campeã olímpica. Num relvado que só podia beneficiar os nigerianos, a tarefa não foi fácil, mas um excelente golo de Di Maria, o melhor em campo a seguir a Gago, resolveu a questão.

por Gonçalo e Nuno

9 comentários:

Paulo Santos disse...

Os centrais do Belenenses são uma anedota...


O Benfica esteve mal, muito por culpa do azar com Martins...


Abraço

cajo disse...

Continuo a achar que o Benfica se reforçou onde não devia. O principal ponto fraco deles foi a defesa, na época passada; mas este ano foram buscar 300 gajos pa frente...

Ricardo disse...

1. Esperava mais do Faquirá.

2. Gostei do Sporting.

3. Está velho, é?

4. Não vi.

5. O Miguel Rosa é bom. O meio-campo do Estoril não sei.

6. Irrita-me o Jesualdo. E, estranhamente, ironicamente, estupidamente, gosto dele. Sempre gostei. Não partilho aquela ideia boçal de que o Jesualdo anda a atraiçoar o Benfica mas há algo nele, de facto, algo por dentro, não tem nada a ver com os dentes, algo mais por dentro, que parece ter mudado. Chamar-se-á idade ou ele aparvalhou mesmo por ter ido para o Porto? Não sei. Mas irrita-me.

7. Mior mior foi o Casimiro.

8. Apoio o Quique mas aquela ideia peregrina de, confrontado com a saída do Martins, meter o Bastos pareceu-me ficção científica a mais. Nem o rapazinho está já preparado para estas andanças a sangue frio nem, e isto é que é o mais importante, o jogo exigia do Benfica um homem como o brasileiro. A máquina - dá a sensação - está a ser oleada, mas parece haver no espanhol a dúvida existencial sobre quem colocar e em que posição. No fundo, a dúvida de todo e qualquer badameco que de dedique à arte de cheirar o balneário e preparar jogos. Em Quique é que é mais evidente, só isso. Mas ele vai lá.

9. Eu gosto do Deco. Não, é mais do que isso: eu agradeço à foda da senhora sua mãe com o senhor seu pai. Obrigado foda Decoense.

10. É bom. E se aparece mais um filho da puta a dizer que "o gajo só ganha o que ganha porque tem sorte", se aparece mais um português recalcado, que vive a sua existência a olhar para o chão a ver se encontra 20 cêntimos que lhe sirvam para juntar no mealheirozinho muito bonitinho que tem em casa, E QUE NUNCA MAS NUNCA PARTE PORQUE COITADINHO DO BICHINHO COISA LINDA POIS ESTÁ CLARO, eu juro que não digo absolutamente nada. Mas os meus neurónios abanarão a cabeça, em sinal de desaprovação, inquietude, nojo, asco e até de uma secreta vontade de lhe cagar em cima. Um cagalhão de neurónio, o que é?

11. Não sei. Mas foi divinal.

12. Concordo. Tanto com o "excelente golo" (mas esta era fácil) como com o destaque ao Gago. Fala com os pés que se desunha. E com os neurónios. Lá está.

Pedro disse...

8- Salvou? Fez duas defesas espantosas mas voltou a revelar aqueles seus erros habituais na saída às bolas cruzadas. Está na pequena área e devia ter logo despachado a bola qd a disputou com o gajo do rio ave nas alturas. Não foi por ele q empatamos mas é preciso algo mais...

9- A sra. Caravaggio já começou a tratar de Scolari...

10- Prevejo dificuldades para Mourinho mas não tenho dúvidas q irá triunfar.

11- Incrivel e inaceitável. Perder daquela forma contra 9????

androctonvs disse...

Só agora descobri o teu blog (pelos commments no 4-4-2), está nice.

Espero que também tenhas o prazer de visitar o meu (e, quem sabe, linká-lo no teu).

Saudações
futebolpensado.blogspot.com

Batalheiro disse...

8- O passe do Aimar levanta uma questão que eu tenho vindo a reflectir: o penúltimo passe, vou arriscar um número estatistico e dizer que em 65% das vezes o penúltimo passe é mais importante do que a assitência em si, o Rui Costa fazia muitos e no Domingo o Aimar deu mais um exemplo do que eu falo.

O passe do Aimar exige muito mais técnica e visão de jogo do que o centro que se segue, mas as assistências são muito mais valorizadas...interessante não é?

Gonçalo disse...

"O passe do Aimar levanta uma questão que eu tenho vindo a reflectir: o penúltimo passe, vou arriscar um número estatistico e dizer que em 65% das vezes o penúltimo passe é mais importante do que a assitência em si, o Rui Costa fazia muitos e no Domingo o Aimar deu mais um exemplo do que eu falo.

O passe do Aimar exige muito mais técnica e visão de jogo do que o centro que se segue, mas as assistências são muito mais valorizadas...interessante não é?"

As "guerras" que já existiram, não sei ao certo se foi neste blog, por defendermos exactamente o mesmo... é bom que arranjes uma trincheira:D

Um abraço

Anónimo disse...

o regresso do farense ah terceira divisao merece destaque

cumprimentos

http://apenasesofutebol.blogs.sapo.pt/

Pedro Caldas disse...

Gostei mais da cueca k o rochemback fez ao yebda no guadiana...o frances nem deve ter cnseguido subir o autocarro. ficou com os pes atados...lol o rochemback é um senhor nesta ekipa