quinta-feira, 7 de agosto de 2008

30 Curtas de Pré-Época

1. Mourinho chegou a Itália e ainda só contratou Mancini e Muntari. Se o primeiro vem colmatar a falta de extremos do plantel, necessários ao 433 do treinador português, o segundo, creio, não trará nada que outros jogadores do plantel não pudessem garantir. Muntari servirá a Mourinho como Essien serviu, mas não tem a qualidade do primeiro. Garantirá agressividade e ligação entre sectores, mas quer Cambiasso, quer Vieira, quer Zanetti poderiam ter funções semelhantes. Tendo em conta que, no meio-campo do Inter, abundam jogadores de características mais físicas, talvez faltasse, isso sim, um jogador que desequilibrasse. Jiménez, neste momento, é o único capaz de tais coisas. Não sei até que ponto Stankovic será opção e não creio que Lampard venha mesmo. Além da interminável novela "Quaresma" e da provável necessidade de reforçar a defesa face às inúmeras lesões no sector, julgo que Mourinho faria bem em contratar um médio-ofensivo para dotar a sua equipa de maior criatividade. Deco, Modric e Van der Vaart já se escaparam. Talvez fosse a hora de Diego...

2) Entretanto, Mourinho terá de dispensar jogadores. Para o meio-campo tem Dacourt, Vieira, Cambiasso, Zanetti, Muntari, Stankovic e Jiménez, pelo menos. Pelé, também porque a falta de defesas a isso o obriga, actuou várias vezes como central. Não deixa de ser, no entanto, curioso que, na hora de escolher, seja o jovem português a ser sacrificado. Até porque já se falou nisso, o futuro de Pelé poderá mesmo passar por um ano de empréstimo.

3) Para o rival de Milão chegou Ronaldinho. Se conseguir recuperar os índices físicos antigos e, sobretudo, o amor infantil pelo futebol que, com a fama, parece ter-se eclipsado, talvez ainda vejamos Ronaldinho de novo. Se assim for, ele, Kaká, Seedorf e Pato podem ser demolidores.

4) A Juventus, a Roma e a Fiorentina parecem não ter apostado tão forte no mercado, mas creio que darão boa réplica aos de Milão esta época. Vai ser um campeonato muito interessante e, mais do que isso, creio que estas cinco equipas farão boa figura nas competições europeias. Este é o ano do regresso do futebol italiano...

5) Em Inglaterra, o defeso tem sido mais calmo do que nos últimos anos. O Manchester ainda não adquiriu nenhum jogador de prestígio, além de Tévez, que já fazia parte dos seus quadros. A contratação de Berbatov pode mesmo realizar-se, mas creio que seria mau para o extraordinário avançado búlgaro. É dos avançados do futebol europeu que mais aprecio e merecia certamente a ida para um grande, mas acho que o Manchester não seria a opção certa. O futebol rectilíneo dos red devils não beneficia as características de Berbatov, que é muito bom de costas para a baliza, a tabelar com os colegas. Em Inglaterra, tanto Arsenal como Chelsea seriam mais indicados.

6) Quanto a Ronaldo, parece finalmente ter acabado o longo namoro com o Real. O português decidiu ficar em Inglaterra e essa foi a melhor decisão que poderia ter tomado. Em Espanha, não só pelo clube para onde ia, mas sobretudo pelo estilo de futebol jogado em terras espanholas, Ronaldo teria metade do protagonismo que continuará a ter em Inglaterra.

7) Entretanto, o Arsenal contratou Nasri, um jovem francês com muito potencial. Juntar Nasri, Rosicky e Fabregas no meio-campo pode parecer utópico, mas se alguém consegue é Wenger. Nasri terá, creio, funções semelhantes às de Hleb. O maior problema do Arsenal, que continuará certamente a praticar bom futebol, é a táctica. O 442 elástico e dinâmico de Wenger abre demasiados espaços e, este ano, não conta com a disponibilidade de Flamini nem de Gilberto Silva. O lugar de médio de características mais defensivas deverá ser preenchido por Denílson (a não ser que Miguel Veloso ainda rume a Londres), mas antevejo graves problemas defensivos a uma equipa que, ofensivamente, tem tanta juventude quanta qualidade. Este poderá ainda ser o ano de Carlos Vela, um internacional mexicano que, no mundial de sub-20 do Verão passado, me impressionou muito mais do que, por exemplo, Giovanni dos Santos.

8) Por falar no mexicano, o Tottenham foi das equipas que melhor se apetrechou. Modric e Giovanni dos Santos são as duas principais caras novas, mas as saídas de Malbranque, Robby Keane e talvez de Berbatov podem fazer mossa. Kanouté e Arshavin já foram falados e, com eles, o Tottenham faria estragos. De qualquer das formas, creio que esta época o Tottenham vai andar a lutar pelos lugares cimeiros do campeonato.

9) No Chelsea, há finalmente aquilo que, creio, sempre faltou ao Chelsea de Mourinho: magia. A contratação de Deco pode mesmo ser decisiva quanto ao sucesso de Scolari em terras britânicas. Falta ver como vai arranjar lugar para quatro médios com o valor de Deco, Lampard, Essien e Ballack, sendo que Mikel parece ser a primeira opção para médio-defensivo.

10) No Liverpool, tirando a contratação de Robbie Keane, o resto são, no mínimo, dúvidas. Philipp Degen, por exemplo, é uma incógnita. Praticamente não saiu do banco neste europeu e não o estou a ver senão como mais um capricho estranho de Benitez...

11) Em Espanha, o Barcelona aposta forte. Daniel Alves vem reforçar a defesa, enquanto Keita e Hleb são os principais reforços para a frente. As saídas de Deco, Ronaldinho e Giovanni dos Santos, apesar de tudo, serão difíceis de superar, mas aposto numa grande época de Bojan Krkic.

12) No Real, o oposto: Van der Vaart é o único reforço. Será interessante vê-lo ao lado de Sneijder, no meio-campo merengue. E em que táctica? E com que jogadores à sua frente? Robinho, Robben, Higuain, Drenthe, Saviola, Júlio Baptista, Nistelrooy, Raul? E Guti, onde cabe? E o internacional espanhol De la Red, que entretanto regressou? Se Schuster não tiver uma época melhor que a anterior, bem pode mudar de profissão...

13) Tal como Mourinho, acho que o Atlético de Madrid, este ano, será um adversário a ter em conta. As contratações foram de qualidade e a equipa parece estar cheia de grandes jogadores. Kun Aguero continuará a ser a estrela máxima, mas estou em crer que o 442 clássico prejudicará as ambições dos colchoneros...

14) No Villarreal, será difícil fazer melhor que o ano passado. Ainda assim, Ibagaza, Escudero e Edmilson poderão trazer muita qualidade ao meio-campo. Veremos como se portam.

15) O Valência, após uma época para esquecer, deverá tentar intrometer-se entre os grandes. Pelo menos, tem plantel para isso...

16) Entretanto, Zé Castro muda para a Corunha e nenhum grande português pega nele. Anda tudo a dormir.

17) Em Portugal, o Porto perdeu Bosingwa e Paulo Assunção. Talvez ainda perca Quaresma, mas esse seria um mal menor, até porque a contratação de Rodriguez supriria a falta do cigano. Quanto aos outros dois, Fucile ou Sapunaru podem não ser Bosingwa e não permitir ao Porto aquela estratégia de explorar as subidas do lateral que tanto jeito deram, mas a principal lacuna da equipa continua a ser arranjar alguém para substituir convenientemente Paulo Assunção. Se não o conseguir, o Porto poderá ter graves problemas.

18) No Sporting, agora fala-se em Hugo Viana. Se Moutinho e Veloso não sairem, é muita gente para o meio-campo. Dá ideia que o Sporting está a tentar fazer algo parecido com meter 25 homens dentro de um carocha. Hugo Viana seria uma grande mais-valia, mas, para já, o excesso de jogadores para as quatro posições do meio-campo poderá prejudicar a evolução de alguns jovens. É que, ao passo que para trinco há apenas Veloso e Adrien e para 10 há apenas Romagnoli, para médios interiores há Moutinho, Rochemback, Izmailov, Pererinha, Vukcevic e, talvez, Hugo Viana. E um jogador como Pereirinha, que este ano tem tudo para explodir, pode ficar entalado com tanta opção.

19) Discutível é também a inclusão de Vukcevic nestas contas, quando fica claro que a sua melhor posição é na frente, com liberdade. Nesse caso, Tiuí está claramente a mais. O melhor que poderia acontecer ao Sporting era mesmo o Internacional avançar para a contratação de Liedson.

20) De resto, na defesa, tudo bem. A contratação de Caneira e de Grimi vem dotar a equipa de mais qualidade e de mais opções. A surpresa pode mesmo ser, caso Paulo Bento tenha coragem, o aparecimento de Daniel Carriço, um jovem com enormíssimo potencial.

21) E por que é que não ouvi dizer que tinha sido encontrado petróleo na segunda circular?

22) O Benfica não olha a meios e já gastou uma fortuna em contratações. O mais esquisito é que parece que ainda vêm mais. Não quero questionar o esbanjamento de capital que tem sido este defeso, mas posso questionar a distribuição do mesmo. É que, até agora, para a defesa só ainda veio um jovem de 19 anos que fez apenas uma boa época (ou seja, que é uma dúvida), e do meio-campo para a frente já vieram contentores de jogadores. Para quê?

23) Luisão, Edcarlos e Miguel Vítor são maus de mais para continuarem a ser opções. A David Luiz e a Sidnei deveriam ser encontrados dois companheiros de sector. Zé Castro e Ricardo Rocha não teriam sido más opções. Mas como não são espanhóis, percebe-se. Considero Quique um treinador sério, metódico, rigoroso, com ideias bem vincadas e modernas, capaz de boas coisas. Mas fica evidente que a sua estratégia é trabalhar a defesa e dotar o Benfica de um colectivo forte a defender, recusando-se a fazer grandes contratações para os lugares mais recuados. Para o ataque, porém, interessa contratar os melhores possíveis, de maneira a que a sua qualidade individual resolva. Não é assim que se trabalha.

24) Contratar Aimar para jogar como avançado já não é a melhor das ideias, mas querer ainda contratar Luis Garcia para o mesmo posto parece-me doentio. Saberá Quique que não está a treinar o Real Madrid e que não pode esbanjar 15 milhões de euros em duas opções para a mesma posição? Ou é para jogar Aimar ao lado de Garcia? E profundidade, quem dá? E os 11 milhões por Cardozo, de repente, não entram nas contas? E o titular da selecção portuguesa no Euro 2008?

25) Para o meio-campo, saiu Petit e Katsouranis ainda não é certo. No 442 clássico de Quique, parece óbvio que a esquerda é de Reyes (se vier) ou de Di Maria e a direita de Balboa. E no meio, quem vai jogar? Yebda? Bynia? Fellype Bastos? Ruben Amorim? Carlos Martins? Falta consistência a este Benfica. E estou em crer que a equipa vai ter muitas dificuldades em impor uma pressão alta em 442 clássico.

26) Entretanto, Nuno Assis, o melhor da pré-época, vai definitivamente para Guimarães. Brilhante, Quique!

27) Para não falar só mal de Quique, vou falar mal de Jesualdo. Fucile, num torneio de pré-época que o Porto até já tinha ganho e cujos penaltys não serviam para nada, marcou um à Panenka. Jesualdo fechou o punho e ameaçou o jogador. Ainda bem que lhe chamam professor. Eu prefiro chamá-lo ditador. Ou então troglodita. Querer impor rigor a este ponto é não perceber nada do que é jogar futebol e não perceber para que serve a disciplina numa equipa. Acho que Fucile também não poderá, a partir de agora, comer salada de polvo com a mão esquerda.

28) De resto, o Braga parece ter-se reforçado bem e, com Jesus, será uma equipa complicada de bater. Aposto num bom campeonato dos bracarenses, a intrometerem-se nas contas dos grandes e a fazerem boa figura na Europa.

29) Além do Braga, atenção ao Trofense. Com um treinador minimamente competente e com os reforços que conseguiram, têm tudo para, na época de estreia, lutarem pelos lugares europeus. Areias e Bessa nas laterais são jogadores experientes, mas Tiago Pinto pode ter uma palavra a dizer. Delfim e Pinheiro, no meio-campo defensivo, são jogadores de inegável qualidade, sobretudo o primeiro. Ricardo Nascimento e Rui Borges são dois dos melhores criativos portugueses da última década e, em relação ao primeiro, nem se percebe como nunca chegou a um grande. Nas alas, Hélder Barbosa e David Caiado são jogadores endiabrados e poderão fazer estragos. E com avançados como Zé Carlos e Lipatin, tudo é possível.

30) Num treino do Flamengo, adeptos irritados com a crise desportiva, arremessaram uma bomba de fabrico artesanal para o campo, explodindo perto dos jogadores. Basicamente, é o mesmo que um fiel tentar explodir com os santos de um altar por os milagres não se realizarem; é o mesmo que bater na mulher por o número premiado da lotaria não ser o seu; é a estupidez humana no seu melhor...

10 comentários:

Anónimo disse...

:b

Anónimo disse...

20) De resto, na defesa, tudo bem.

achas mesmo? as laterais parecem fracas

BAD-RELIGION disse...

o Nuno Assis vai sair? LOL isto está bonito está...

Faria disse...

Não acho que Miguel Victor seja mau jogador, antes pelo contrário. E não te esqueças que é muito jovem; Bruno Alves fartava-se de fazer asneiras (MV nem por isso, na minha opinião) e olha no que deu...

Quanto a Luisão e Edcarlos esses sim, sao maus. Mas intriga-me mais Luisão, porque esse já jogou bem... parece que desaprendeu :S

Nelinh6 disse...

"Mas como não são espanhóis, percebe-se..."

O Benfica, ao contrário da imagem que a Comunicação Social quer passar, tem apenas 2 espanhóis: Reyes e Balboa. Sendo que Balboa tem dupla nacionalidade e não representa a selecção espanhola mas sim a guineense.

Por isso essa afirmação não faz sentido.

Cumprimentos

Nuno disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nuno disse...

Não me digas que não percebeste a intenção da afirmação...

É que o Quique, até agora, só ainda manifestou desejo em jogadores espanhóis ou que actuem no campeonato espanhol. E, se é verdade que, até agora, só vieram dois espanhóis, já veio também Aimar por recomendação sua e estiveram na calha Soldado, Codina, Luis Garcia, Ayala, Albelda, Mark Gonzalez, entre outros. Por isso, não entendo o facto de achares que a afirmação não faz sentido...

deus nao dorme disse...

SLB oferece Luisao +$$$$ por Luis Garcia

http://www.goal.com/en/Articolo.aspx?ContenutoId=811205

ui ui

Rui Silva disse...

Reler este post é das coisas mais hilariantes que se pode fazer

ahahahha

priceless

Nuno disse...

Deu-te vontade de rir porquê? Podes dizer? É que tirando os palpites do Trofense e do Tottenham, que até agora não se reveleram, certeiros, o resto tem corrido mais ou menos como previ. Em 30 pontos, falhar 2 nem é assim tão mau. Mas isto de dar palpites é assim mesmo, pá. Claro que tu, como não os dás, não falhas. E ris-te de quem dá. A minha pergunta é só esta: se achas que dar palpites é estúpido, para que é que te dás ao trabalho de lê-los?