sábado, 21 de julho de 2007

Seis que mereciam ser Dez... (3)

Geometria. Se pudéssemos resumir numa palavra o seu futebol, seria esta a mais apropiada.
Disse uma vez que tinha tido sorte. A sorte de encontrar um treinador que preferia um jogador que tocasse a bola para o lado, em vez de "rasgar". Eu digo mais, o Futebol teve sorte.
A sua qualidade de passe era assombrosa, que apenas encontrava par na maneira como, elegantemente, obstruia as linhas do adversário.
Importante no desenvolvimento das situações de ataque da sua equipa, fossem elas rápidas ou nem por isso, nunca deixou que o seu dom se tornasse uma maldição, isto é, nunca abusou da capacidade que possuía em colocar a bola à distância.
Com critério definia as bases de cada ataque, permitindo um desenvolvimento do mesmo de forma sustendada e equilibrada, fosse através dos apoios que concedia, ou das movimentações a que "obrigava" os seus colegas...

Cruyff disse que ele jogava em qualquer equipa, e ele jogou numa das que mais apaixonou os adeptos do Futebol...

Não teve do futebol, o fim, nem a homenagem que merecia...
Mas será intemporalmente um dos melhores na sua posição, por isso, e pelos bons momentos proporcionados... Obrigado Pepe Guardiola.

4 comentários:

BAD-RELIGION disse...

Muito bom... já não se fazem jogadores como estes... lembro também Albertini e Redondo ;)
E o mais recente Pirlo.

Gonçalo disse...

albertini tb é bom... O pirlo vem a caminho descansa...
Agora o redondo... se não estou em erro é o segundo seis que merecia ser dez... Pai em abril...

BAD-RELIGION disse...

hehe, talvez, eu ainda não li o blog todo... é muita coisa :P

tenho que ler ;)

Caveirão disse...

afinal o futebol ainda foi a tempo de lhe prestar a devida homenagem... e que homenagem