quinta-feira, 19 de julho de 2007

Reciclagem...

Afinal não é apenas o Couceiro... Quer dizer este é o pior... Mas este Edgar Borges...

A selecção sub-19 ontem demonstrou isso mesmo. E começou pelas opções, até mesmo pelos que não foram.

Contra a Espanha, execeptuando o sector defensivo, a selecção revelou-se um enorme equívoco.

Aquele sector intermediário, Cruz, Martins e Castro, é no mínimo constrangedor. Três jogadores com características defensivas, - sim, porque eu espero que o Castro seja na realidade médio defensivo, e não médio ofensivo. - acompanhados por um tridente ofensivo, dos quais apenas se salva o pequenito Ivan Santos, não podia colher grandes resultados.

Não conheço bem esta selecção, mas calculo que o Edgar Borges tenha optado pelos melhores para este jogo contra a Espanha. Ou então não. De qualquer forma, não se compreende como é que um jogador como o Ricardo Nogueira não faz parte deste grupo. Não estou a dizer que ele seja um prodígio, mas é de grande utilidade, e é ponta de lança. A sério, não é apenas grande, como o Pedro Ribeiro.

Não sei o que vale o Paim, mas o pouco que vi dele, e o demasiado que vi do Candeias, sei que é bem melhor do que este. Já a "estrela" da selecção, Castro deixou muito a desejar, mas isso talvez seja reflexo da ( péssima) estrutura que o seleccionador montou. Talvez, isto é, se ele realmente for um médio de características defensivas.

O João Martins não tem desculpa. Não admito que um jogador com a qualidade de passe dele, falhe tantos. Movimenta-se bem, procura dar linhas de passe, tem boas ideias, e coloca a bola á distãncia com uma facilidade assombrosa, mas falha passes de 4/5 metros de uma forma deseperante. Já o Cruz... Bem este é apenas Mau!

Na frente para além das patetices do André Monteiro, e do Candeias, o Ivan Santos ainda tentou desequilibrar, verdade que ás vezes exagera, mas em muitas ocasiões não lhe deram outra solução, ou seja, sem apoios é normal que ele procure de forma mais insistente o um para um.

Na defesa, Daniel Carriço num patamar mais elevado, o quarteto exibiu-se a um bom nível.

Não bastassem as opções discutíveis do Sr. Edgar Borges, ele também foi vítima das novas tecnologias. Passo a explicar: a meio da primeira parte ele criticou o João Martins por este ter jogado a bola para o lado, dizendo: " João a bola é para a frente, não para trás e para o lado.".
Resta dizer, que não era uma situação de contra-ataque. Ou seja, para este senhor, jogadores como Guardiola... Esqueçam lá isso...

Mas deste jogo, pobre, pouco mais há a retirar do que a certeza que, para bem das selecções jovens, é urgente uma reciclagem no corpo técnico das mesmas... Quer dizer... Se calhar nem por isso... Perguntem antes ao Zéquinha, e ao Candeias, a ver se eles concordam...

5 comentários:

k0sta7 disse...

Gostei do Carriço, Bura, Tiago Pinto e Candeias.
Concordo com o que dizes do João Martins, falha mesmo muitos passes!
O Ivan parece-me ter toque de bola..

BAD-RELIGION disse...

Não vi o jogo.. mas sinceramente sinto que não perdi nada, os jogos das selecções jovens são normalmente abaixo de horriveis...(falo dos que ja vi como é obvio)

"Não bastassem as opções discutíveis do Sr. Edgar Borges, ele também foi vítima das novas tecnologias. Passo a explicar: a meio da primeira parte ele criticou o João Martins por este ter jogado a bola para o lado, dizendo: " João a bola é para a frente, não para trás e para o lado.".
Resta dizer, que não era uma situação de contra-ataque. Ou seja, para este senhor, jogadores como Guardiola... Esqueçam lá isso..."

Sinceramente não percebi o que é que isto tem a ver com as novas técnologias...

Gonçalo disse...

ok...realmente nao fui muito explicito no meu sarcasmo. Mas passo a explicar:
Senão fosse esta moda de ter uma camera, ou microfone, junto aos bancos nunca teriamos o previlégio de ouvir esta perola do Sr. Edgar Borges... Dai este meu comentário... Talvez a expressão não seja a melhor... Admito isso..
Mas o homem continua a ser mau:P

Nuno disse...

Em 3 jogos, 3 golos. Até aqui, nada de estranho. Vejamos quem os marcou. 2 de Daniel Carriço, um central, e 1 de Bura, o outro central. Ah, que grande equipa, senhor Borges!!!

BAD-RELIGION disse...

Ahh, ja percebi a cena das novas tecnologias, sim, sim, faz sentido :)

(ler o vosso blog as 4 da matina dá nisto)