sábado, 9 de julho de 2011

Os melhores de 2010/2011

Mais tarde do que o desejado, eis a meu ver a melhor equipa da Liga, sem grandes explicações e sem extremos, em 442 losango, só para complicar:

Guarda-Redes: Helton
Defesa Direito: Sílvio
Defesa Esquerdo: Fábio Coentrão
Defesas Centrais: Luisão e Otamendi
Médio Defensivo: Rafael Miranda
Médios Interiores: Belluschi e Moutinho
Médio Ofensivo: Pablo Aimar
Avançados: Falcao e Postiga

Treinador: André Villas-Boas

Suplentes:

Guarda-Redes: Bracalli
Defesa Direito: Maxi Pereira
Defesa Esquerdo: Álvaro Pereira
Defesas Centrais: Rolando e Rodriguez
Médio-Defensivo: Fernando
Médios Interiores: Guarín e Hugo Viana
Médio-Ofensivo: Matías Fernandez
Avançados: Saviola e Kléber

Treinador: Rui Vitória

Menções Honrosas:

Hulk, Varela, James Rodriguez, Sálvio, Gaitán e Paulo Sérgio, que ficaram de fora essencialmente por duas razões: por ter dado preferência a um esquema de 442 losango; e por ter optado por eleger jogadores que formassem o melhor colectivo (que se tivessem destacado pelas suas capacidades colectivas) e não necessariamente os jogadores que individualmente se destacaram mais.

10 comentários:

Mike Portugal disse...

Só não concordo com a tua escolha de GR. O Patricio merecia lá estar.

Para uma táctica de 4-3-3, o Hulk teria que lá estar, mas como escolheste o 4-4-2, percebe-se.

Gonçalo Correia disse...

Só me surpreendeu, confesso, a escolha do Rafael Miranda...

EK disse...

Correcto.

EK disse...

Correcto.

BAD-RELIGION disse...

Nem sei quem é esse Rafael... de resto até foi boa escolha

Bruno Pinto disse...

Uma menção honrosa para o incrivelmente ridículo Hulk?? E o Cristiano Ronaldo, grande sacana, marcou mais golos em Espanha que em Inglaterra.

Blogger disse...

Sou do Sporting, mas não entendi a escolha de Postiga e Matias Fernandez

Hulk foi claramente, para mim, o melhor jogador da Liga (principalmente na 1º volta)

João disse...

Para mim quando se faz uma equipa ideal n é com base naquele jogador que admiro por esta ou outra qualidade. a melhor equipa é sim a aquela habilitada a ganhar mais jogos, por isso acho q a não inclusão de um dos senao o melhor da liga, hulk, é uma falha enorme e inexplicável que so se percebe por uma aversão ao estilo de jogo deste jogador mas que se não deve sobrepor à garantia de qualidade sempre que o avançado jogava dava ao fcp.

Nuno disse...

João, dei 2 justificações para Hulk e outros não terem sido escolhidos, uma delas mais válida que outra. A principal intenção, quando construo estes onzes, é eleger os jogadores que estiveram em melhor plano de acordo com um modelo de jogo que entendo estritamente colectivo. Nesse modelo, tenho muitas dificuldades em incluir jogadores como o Hulk, confesso.

De resto, o Hulk ter sido o melhor da Liga é uma opinião, como outra qualquer. Para mim houve jogadores mais decisivos: Falcao e Belluschi, por exemplo. De resto, Hulk teve um arranque fulgurante, um primeiro terço de campeonato em que foi importante para o Porto, numa altura em que a equipa de Villas-Boas ainda estava a assimilar processos e ele conseguiu resolver alguns problemas sozinho. Mas os dois últimos terços do campeonato foram medíocres e o seu tipo de jogo foi muitas vezes responsável pela incapacidade colectiva da equipa, em termos ofensivos. O pior momento do Porto na época esteve ligado a isto. A meu ver, resolveu algumas questões individualmente, do mesmo modo que comprometeu o colectivo em muitas outras ocasiões. E medindo os pratos da balança, tenho sérias dúvidas de que possa elegê-lo como o melhor da Liga. Quando, além disso, procuro jogadores que sirvam um modelo baseado em pressupostos colectivos, torna-se francamente difícil pensar em Hulk, mesmo com aquele primeiro terço de campeonato em que foi tão importante individualmente.

Bruno Pinto disse...

Nuno,

Achas que o ridículo Hulk marcaria mais golos em Inglaterra ou em Espanha?