sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Defeso, Pré-Época, Novidades, Trafulhices e Mau Jornalismo

1. Lisandro e Lucho foram embora e com eles a capacidade de o Porto ser imprevisível. Agora sim, que ruíu o que restava do legado que Jesualdo encontrou quando chegou ao Porto, o treinador portista terá um teste a valer. Perder Lucho e Lisandro num ano não é o mesmo que perder Pepe, Paulo Assunção ou Quaresma. Lucho e Lisandro eram o motor da equipa, os jogadores mais importantes no desenvolvimente ofensivo do modelo e os principais responsáveis por o Porto não ser apenas a equipa rectilínea de transições velozes que Jesualdo pretende. Lucho e Lisandro conferiam ao modelo imprevisibilidade, espontaneidade, inteligência, variedade. Sem eles, o Porto não será só menos forte na soma das individualidades; será sobretudo menos forte colectivamente, pois eram os elementos que tornavam o colectivo de Jesualdo, reduzido a movimentações rápidas e previsíveis, numa equipa menos vertical, menos refém das transições. Arrisco mesmo a dizer que, tirando um ano em que Quaresma foi determinante individualmente, muito do que Jesualdo conquistou se deveu à possibilidade de contar com estes dois jogadores. Sem eles, a história será outra.

2. Para já, pelo início de temporada, mantém-se a impressão de que Jesualdo não sabe contratar. Falcão e Valeri serão jogadores a rever, mas parecem-me pouco capazes de fazer esquecer os dois argentinos que viajaram para França, sobretudo naquilo que de colectivo estes podiam oferecer. Quanto a Belluschi, aprecio algumas das suas qualidades, embora fique muito a dever, por exemplo, aos criativos dos rivais. O problema é que me parece que o argentino não tem nada a ver com o modelo de Jesualdo. E, ao contrário do que dizem, Jesualdo não adapta o modelo às características dos jogadores que tem. O modelo é rígido e só na frente conhece algumas variações. Tirando os três atacantes, que pelas suas características podem movimentar-se de forma diferente, do meio-campo para trás Jesualdo é inflexível. É por isso que jogadores menos tácticos e de toque mais curto, capazes de desequilibrar em espaços mais curtos, mas menos frios a jogar, têm poucas possibilidades de vingar. Veja-se os casos de Leandro Lima ou de Luis Aguiar. No modelo de Jesualdo, não há espaço para verdadeiros criativos. Os seus médios têm de ser competentes em transição, agressivos, capazes de definir com velocidade. Belluschi, por isso, terá dificuldades para se impor, uma vez que não é um jogador para um futebol tão veloz e objectivo como pretende Jesualdo. Quanto às restantes contratações, Álvaro Pereira é suficientemente bom para ser titular e dar alguma qualidade ao lado esquerdo da defesa. Mas Varela e Miguel Lopes são anedotas. Se pensarmos em Guarín, em Tomás Costa, em Kazmierczak, em Nélson Benitez e em tantos outros, vemos que Jesualdo, ao longo destas épocas, contratou essencialmente mal. Analisando concretamente, temos Rolando e Cissokho, que são jogadores razoáveis e que jogavam porque não tinham concorrência à altura, Fernando, que só encaixou na equipa porque não havia ninguém para o lugar e se conseguiu impor a Pelé e a Guarín, Rodriguez, que já tinha mostrado todo o seu valor no Benfica, e Hulk, que é um jogador que vale pelas suas qualidades individuais e que, por isso, não requer muita atenção. Jesualdo é competente na forma de trabalhar, mas é francamente fraco a avaliar jogadores e tem tido alguma sorte em poder contar com o poderio financeiro do clube.

3. Por falar nisso, para onde foi desta vez o Pelé? E, já agora, uma vez que era, a par do grande médio-centro formado no Guimarães, a grande estrela da selecção de sub-21 da altura, para onde vai também Manuel da Costa? Estes dois colossos continuam a sua descida vertiginosa em direcção ao esquecimento. O Entre Dez bem avisou...

4. Ainda no Porto, cheira-me que este ano o lema vai ser: "Passem ao Hulk que ele resolve..." O problema é mesmo que a única coisa que ele resolve fazer é não passar a ninguém e continuar a estragar jogadas de ataque. Se é verdade que as suas qualidades individuais poderão solucionar alguns problemas ofensivos, não é menos verdade que o Porto será menos equipa, será muito mais previsível e estará dependente da inspiração de um jogador. Será muito pouco... E será sobretudo a confirmação de que o modelo de Jesualdo se baseia nas individualidades e não no colectivo...

5. Por fim, o caso Cissokho. Vender Lucho e Lisandro pelas quantias conseguidas é normal. Vender Cissokho por 15 milhões é estupidamente absurdo. O senegalês é um jogador mediano, que soube ocupar um lugar para o qual não havia concorrência, mas que tem ainda muito a melhorar. Soube cumprir os princípios defensivos exemplarmente, apesar de um início um tanto ou quanto displicente, e valeu-se da sua melhor característica, a força. É um jogador capaz de ser regular, mas sobre o qual não antevejo um futuro brilhante que justifique um investimento tão arriscado quanto o do Lyon. Dito isto, não é possível esquecer todo o processo negocial. O Lyon foi a primeira equipa a mostrar interesse no jogador, mas não ia além dos 7 ou 8 milhões de euros, quantia muito mais consentânea com o valor e com o potencial de Cissokho. O Porto, procurando esticar a corda, ia adiando o negócio. E, de repente, aparece o Milan a oferecer o dobro pelo mesmo jogador. Ninguém com um mínimo de imaginação terá ficado indiferente a este brusco e peremptório interesse do Milan. A primeira coisa que pensei foi que isto era um esquema para que o Lyon decidisse oferecer a mesma quantia. Mas a verdade é que o negócio se consumou. Não querendo acreditar, imaginei ingenuamente que o jogador chumbaria nos testes médicos e voltaria ao Porto, valorizado por uma oferta que afinal não passara de um embuste para fazer crer a terceiros que o jogador tinha mercado e valia o dobro daquilo por que estava a ser pretendido. Quando saiu a primeira notícia sobre os testes médicos falhados, percebi que aquilo que pensara na forma de um gracejo, na forma de uma tentativa de justificar algo que me parecia absurdo, estava afinal bem próximo da realidade. Por coincidência, imaginara exactamente aquilo que veio a acontecer. As razões que me levaram a imaginar o sucedido não poderiam diferir, por certo, das razões que fizeram com que isso acontecesse de facto. Não tenho dúvidas que o interesse manifestado pelo Milan nos dias seguintes não foi mais do que uma forma de reforçar a ideia de que o clube italiano estivera mesmo interessado no lateral do Porto. E o Lyon acreditou. E aceitou pagar o dobro daquilo a que estava disposto. Qualquer pessoa dotada de bom senso perceberá que o Milan nunca esteve interessado em Cissokho. Além da desculpa esfarrapada dos dentes e da oferta repentina e descabida pelo jogador, razões suficientes para fazer desconfiar qualquer pessoa, a equipa italiana, depois de gorado o negócio, não procurou contratar outro lateral-esquerdo. Ora, estavam dispostos a dar 15 milhões de euros por um lateral e afinal nem sequer precisavam de laterais? Não faz sentido. É por demais evidente que o Milan e o Porto negociaram uma transferência fictícia de maneira a valorizar Cissokho para que o único e verdadeiro interessado no jogador, o Lyon, ficasse com a impressão de que havia emblemas dispostos a pagar 15 milhões e que o jogador talvez valesse assim tanto. Expus esta ideia ainda o Lyon não tinha avançado para a contratação de Cissokho, logo após o senegalês ser rejeitado pelo Milan, e houve quem achasse ridículo que um jogador que tinha chumbado nos testes médicos pudesse ficar valorizado. A mim, contudo, parece-me ridículo o contrário, tendo em conta que o jogador sempre esteve apto para jogar futebol. O interesse do Milan - repito - foi uma ficção, uma impostura, e teve a finalidade de impressionar e de acirrar o interesse do Lyon. Tendo em conta a actual conjuntura legal que envolve as negociações de atletas, este embuste, mais do que o reflexo da capacidade negocial dos dirigentes portistas, consiste numa actividade fraudulenta que merecia uma investigação cuidada.

6. O Sporting, ao contrário dos seus rivais, não contratou muito. Matías Fernandez, Saleiro e Caicedo renderam Romagnoli, Derlei e Tiuí. Não tenho nada contra a política financeira e desportiva do clube de Alvalade e acho até absurdo argumentar que tem menos meios que os rivais. Não tendo um poderio financeiro tão elevado, tem uma formação mais competente, o que compensa. E o valor do plantel, por causa disso, não se ressente. Aliás, o plantel leonino não é inferior ao do Porto, por exemplo. Desculpabilizar campeonatos mal conseguidos por incapacidade de competir com o Porto é ridículo. Revela um comportamento hipócrita e tacanho. Se o Sporting não tem conseguido competir com o Porto, é porque não tem sido tão competente. Afirmar que Paulo Bento tem feito o possível e repetir chavões como "sem ovos não se fazem omeletas" é uma atitude bem portuguesa que revela conformismo e servilismo. O Sporting tem argumentos tão ou mais válidos que os rivais, tem "ovos" de categoria com os quais pode fazer "omeletas" formidáveis. Quem pensa o contrário, engana-se.

7. Pela pré-época leonina, auguro uma época sombria. Paulo Bento tem perdido, gradualmente, as suas melhores características. O jogo do Sporting, agora, resume-se a um marasmo sem explicação. Não há motivação, não há alegria. E assim é difícil que haja vontade. O problema do Sporting - repito - é de liderança. Não tem a ver com liderança, porém, no sentido psicológico. Tem a ver com o saber extrair dos atletas o seu melhor, de ser capaz de puxar pela sua vaidade, pelo seu brio. E isso não se faz apenas com um discurso de líder. Faz-se sobretudo usando um modelo de jogo no qual os atletas ao seu dispor se sintam valorizados. No actual modelo, uma coisa feia, rectilínea, que tem por fim chegar à frente o mais depressa possível, que valoriza essencialmente a velocidade e a força física, que pretende jogar apenas pelas alas e não pelo meio, os virtuosos, os inteligentes, os criativos estão amordaçados. O Sporting é, dos três grandes, a equipa com mais jogadores cuja principal característica é a inteligência. Deveria aproveitar esse facto para praticar um futebol inteligente, de posse e circulação de bola, e não o contrário. Pratica um futebol de distrital, um futebol de equipa pequena. Por essa razão, os jogadores entram em campo com os colossos europeus a pensar que lhes são muito inferiores. Daí os desastres com o Bayern; daí o facto de jogadores como Pereirinha e Djaló permanecerem acanhados; daí a estagnação de Moutinho e Veloso; daí a pouca preponderância de Romagnoli e Matías Fernandez; daí a aparência de que Liedson é Deus.

8. As exibições com o Twente foram das piores que vi desde que Paulo Bento assumiu as rédeas da equipa. E não acredito que o Sporting melhore muito ao longo da época. Não acho Paulo Bento péssimo, mas neste momento é prejudicial ao Sporting. Enquanto não sair, a equipa não ganhará nada de importante, permanecerá amarrada a ideias que não podem vingar e os jogadores não evoluirão. Uma vez que a política do Sporting necessita da valorização dos seus activos, Paulo Bento já nem sequer é o homem certo à frente do leme. Os primeiros jogos do campeonato e a eliminatória com a Fiorentina deveriam servir para se reflectir sobre o futuro do Sporting, até porque, muito provavelmente, esses jogos comprometerão toda a temporada.

9. Liedson leva mais de 500 minutos sem marcar, não é? Isso dá o quê, 6 jogos? E Postiga foi o melhor marcador da equipa na pré-época, não foi? E quem é que Paulo Bento tirou para fazer entrar Caicedo, o rapaz que ainda não marcou um golo esta temporada e que não ganhou um lance durante o jogo, ou o melhor marcador da equipa na pré-temporada? É por haver estes tipo de indiscutíveis que há "azias" permanentes no balneário. É de todo irresponsável e errado censurar Miguel Veloso, Djaló ou Vukcevic por ficarem chateados por não jogar. A responsabilidade não é deles; é de Paulo Bento e das suas ideias preconcebidas.

10. No Benfica, nem tudo são rosas, apesar de o início de época ser auspicioso. A indefinição quanto ao guarda-redes titular, a incapacidade de se perceber que Sidnei é evidentemente o melhor central encarnado e que David Luiz, neste momento, não só não pode ser lateral como não tem lugar a central, as desconfianças em relação a Shaffer, o melhor defesa-esquerdo a actuar em Portugal, a discrepância entre o aplauso constante a Javi Garcia e o apupo permanente a Yebda, quando são jogadores de um nível idêntico, um melhor posicionalmente, outro mais ágil e agressivo e tecnicamente superior, a dificuldade que se adivinha em gerir expectativas quando há jogadores de estatuto idêntico que vão ficar necessariamente de fora (entre Carlos Martins, Ruben Amorim e Ramires só vai jogar um), o excesso de avançados, etc., são alguns dos problemas individuais que poderão comprometer a temporada. Há que ter em conta essas coisas no momento de elevar as expectativas.

11. Outro problema, para mim o principal em termos colectivos, está relacionado com o sistema táctico e com a abertura que se nota no meio-campo. O Benfica de Jesus, ao contrário do que tem sido apontado, não joga em 442 losango, mas sim em 4132, com Aimar a jogar na mesma linha dos interiores. Não sendo alas, estes dois homens jogam então necessariamente mais abertos do que num 442 losango, em que seriam responsáveis mais pelo trabalho interior do que pelo exterior. No Benfica de Jesus, esta amplitude permite à equipa maior largura, mais velocidade, mas compromete o centro do terreno e os apoios pelo miolo. Além de a ligação entre meio-campo e ataque não ser garantida com tanta facilidade, pois o 10 joga mais afastado da dianteira, o que afasta os sectores e prejudica necessariamente a pressão, a equipa perde ainda um apoio frontal, um homem a aparecer frequentemente no espaço entre linhas, tão útil no futebol moderno. Sem isso, o Benfica terá de ser constantemente dinâmico, terá de cair na vertigem de jogar sempre com uma intensidade elevadíssima e será incapaz de controlar o ritmo de jogo quando lhe convier que este seja mais pausado. O Benfica será, por isso, uma equipa muito dependente dos dois momentos de transição e aí terá de se defender com a sua capacidade posicional. Se o posicionamento de um médio-defensivo garante o equilíbrio em relação à defesa, é à frente dele e sobretudo ao lado que me parece que há espaços indevidos. Os interiores, sendo responsáveis pelo trabalho exterior, não estão constantemente a fechar no meio e isso, sobretudo em transição, pode ser fatal. Nesta pré-época, o principal problema defensivo do Benfica foi precisamente o espaço entre o médio-defensivo e os outros três médios, coisa que, não sendo corrigida, pode trazer amargos de boca nada agradáveis.

12. Escalpelizados os principais defeitos do Benfica de Jesus, resta uma palavra de apreço pelo futebol praticado, provavelmente o melhor nesta década para os lados da Luz. Considero o Benfica o principal candidato ao título esta época. Individualmente, tem um plantel fortíssimo. Colectivamente, tem o homem certo à frente do leme. E a concorrência parece bastante debilitada, seja o Porto pelo muito músculo e pouca cabeça, seja o Sporting pela incapacidade de compreender a força do seu plantel.

13. Para os detractores de Aimar, esta será uma época de poucas palavras. O argentino é o jogador mais talentoso do campeonato português e, inserido num modelo de jogo que potencia o verdadeiro talento, vai certamente encantar. A inteligência de Jesus começou a ser revelada no preciso momento em que reconheceu que Aimar era o jogador mais importante da equipa, entregando-lhe a batuta e construindo o resto em função da sua existência.

14. Aimar e Saviola formarão a dupla mais temível da Liga Portuguesa. A importância da relação entre dois ou mais jogadores costuma ser pouco valorizada. Já referi que essa era a principal arma do Porto nas últimas épocas e que Lisandro e Lucho se entendiam como ninguém. Agora que saíram de Portugal e que, no Sporting, Paulo Bento insiste em não aproveitar a capacidade intelectual dos seus jogadores para criar duplas ou triplas que se entendam muito bem, é no Benfica e nesta dupla de argentinos que reside o grupo de jogadores que melhor se entende no futebol português. É de assinalar a facilidade com que jogam um com o outro, caindo às vezes no exagero saudável de trocarem a bola entre si num espaço de três metros, enquanto os adversários andam à rabia.

15. Das restantes equipas da Liga, destaco Braga e Vitória de Guimarães, por me parecerem aquelas que reúnem melhores elementos a nível individual. Com Madrid, Possebon, Hugo Viana, Mossoró, Alan e Linz, Domingos Paciência está obrigado a fazer um grande trabalho. De igual modo, com Custódio, Desmarets, Nuno Assis, Rui Miguel, Jorge Gonçalves e Douglas, Nelo Vingada também não se poderá queixar de falta de qualidade do meio-campo para a frente. O Marítimo de Carlos Carvalhal, pela competência que lhe reconheço, terá também uma palavra a dizer no que diz respeito aos lugares europeus. Estou com alguma curiosidade para ver o que Jorge Costa fará neste regresso à primeira Liga, pelo que não sei até que ponto o Olhanense não será uma surpresa agradável. O Nacional é um clube estável e ocupará, por certo, posições confortáveis. O Vitória de Setúbal, a Naval, o Rio Ave, o Leiria, o Belenenses, o Paços, a Académica e o Leixões parecem-me as equipas mais débeis e prevejo que sairão deste grupo as duas despromovidas.

16. Em Inglaterra, o Manchester perdeu Ronaldo e Tevez de uma assentada. Vieram Owen e Valencia, o que deixa a equipa bastante inferiorizada. Poderá ser a época de explosão de Nani, mas creio que o reinado dos Red Devils estará ameaçado. Liverpool e Chelsea são, para mim, os principais favoritos à conquista do campeonato.

17. O Arsenal de Wenger reúne talento que nunca mais acaba, mas o sistema táctico manter-se-á o principal problema do treinador francês. As saídas de Adebayor e Touré não são graves, se pensarmos que há Fabregas, Rosicky, Nasri, Arshavin, Van Persie, Walcott, Eduardo e Carlos Vela, mas teriam de ser incluídos num modelo que os beneficiasse... Na rigidez de um 442 clássico, não há médios vocacionados para preencher tanto espaço, nem tantos criativos como Wenger tem ao seu dispor usufruem da liberdade que seria desejável.

18. O Manchester City contratou muito, mas mantém um treinador incompetente. Apesar de ter contratado bastante para o ataque, a defesa não está mal apetrechada. Zabaleta, Micah Richards, Kompany, Touré e Wayne Bridges deverão conferir qualidade ao sector. No meio-campo, há também alguns jogadores de qualidade, como Gareth Barry ou Martin Petrov. Mas Robinho, Santa Cruz, Adebayor e Tevez mereciam um treinador a sério.

19. Em Itália, continua a revolução de mentalidades. Ainda há muita gente que acredita que o futebol italiano é fechado, mas a verdade é cada vez menos condizente com esse preconceito. Há muito que o futebol italiano deixou de ser defensivo e este ano parece-me que se dá mais um passo rumo à desacreditação de tais ideias. Mourinho jogará de forma completamente diferente, pressionando provavelmente muito mais alto, e, contratando convenientemente para o meio-campo, terá equipa para lutar novamente pela Liga dos Campeões.

20. A Juventus será talvez o mais sério rival do Inter. Diego, Tiago, Camoranesi e Filipe Melo seriam as minhas escolhas para o meio-campo. Del Piero e Amauri constituíriam a dupla ofensiva. Não esquecer Giovinco, que este ano deverá aparecer em força.

21. O Milan de Leonardo parece-me estar um pouco abaixo da concorrência. A chegada de Huntelaar trará qualidade ao ataque, mas, pelo que pude ver na pré-época, os processos ofensivos passam muito por esperar que Ronaldinho esteja inspirado. Se Beckham regressar a Milão, como se diz, um 442 losango com Pirlo, Beckham, Seedorf, Ronaldinho, Huntelaar e Pato, bem trabalhado, seria demolidor.

22. Em Espanha, as contratações milionárias do Real Madrid fizeram furor. O Barcelona será novamente campeão e o resto é conversa.

23. Dispensar Huntelaar e Van der Vaart é uma palermice. Se acrescentarmos a esta lista a pouca vontade de Pellegrini em contar com Sneijder, Robben, Guti ou até mesmo Gago, parece-me evidente que o Real vai ser uma equipa de gente com músculos, mas sem muitas ideias. E duvido que Kaká consiga compensar tanta desorientação. Depois, contratar Granero, um jovem da cantera que regressou este ano do Getafe que pouco ou nada vai jogar e ceder o jovem Daniel Parejo, um jogador muito mais talentoso e com uma margem de progressão assombrosa, revela muito do que é este clube. Em resumo, o Real contratou em demasia e terá muitos problemas em formar uma equipa.

24. O Barcelona manteve a estrutura e contratou pouco e bem, como se recomenda. Não será por acaso que as duas contratações dos catalães, Maxwell e Ibrahimovic, passaram pelo Ajax. Também não é por acaso que Bruno Alves não foi para Barcelona e que Guardiola tenha optado por fazer regressar o central brasileiro Henrique. E também não é por acaso que o Barcelona se manterá como o mais forte candidato à vitória na Liga dos Campeões.

25. Para finalizar, um pequeno aparte sobre um momento da pré-época. Gosto de defender quem merece ser defendido e atacar quem merece ser atacado. Del Piero falhou um penalty na final da Peace Cup e a Juventus acabou por não ganhar a competição. Aos risos, que são naturais, juntou-se a estupidez de quem gosta de ser estúpido e falou-se em um dos piores penalties de sempre. A estupefacção tomou conta de mim. É verdade que Del Piero falhou, mas o penalty não foi mal marcado. Antes pelo contrário, Del Piero fez tudo o que o que deveria ter feito. Repare-se que ele modifica a corrida no momento anterior ao remate, tentando enganar o guarda-redes. Tecnicamente, não foi displicente. Ele sabia exactamente o que ia fazer e a sua ideia era fazer o guarda-redes cair para um lado e chutar para o meio. Aliemos a isto o facto de o guarda-redes, nas quatro penalidades anteriores, ter sempre tentado adivinhar o lado para onde o avançado ia chutar. Del Piero esteve certamente com atenção a isso. Sabia que o guarda-redes preferia adivinhar o lado e não haveria melhor forma de convertê-lo do que chutando para o meio da baliza. Tendo em conta que Del Piero raramente bate para o meio, o penalty foi até imprevisível. Por paradoxal que pareça, o guarda-redes defendeu a bola porque foi burro. E com a burrice dos outros é difícil de contar. Se o guarda-redes fosse inteligente, jamais decidiria ficar quieto. O que ele imaginou foi que Del Piero, por ser um craque, iria tentar bater à Panenka. Mas isso não é ser esperto. É ser burro. Porque Del Piero nunca bate à Panenka. Teve sorte e a bola bateu-lhe nos pés. Às vezes os burros têm sorte. E os comentadores, sem se darem ao trabalho de raciocinar, nem perceberam que o penalty foi bem batido, quer em termos de decisão, quer em termos técnicos, e que não houve displicência alguma. Houve sim sorte do guarda-redes. Catagolar um penalty bem batido que não deu golo porque o guarda-redes teve sorte como um dos piores penalties é uma doença grave. Ou então é aquele impulso de homem das cavernas de relatar factos surpreendentes aos outros, de contar histórias mirabolantes, como se conhecer tais histórias fizessem essas pessoas mais sábias, e que conduzem ao exagero de falar de coisas normais como se fossem coisas extraordinárias. Veja-se o que a redacção do Mais Futebol escreveu a seguir: "Curiosamente aquele não era mesmo o momento de Del Piero: para além de falhar o penalty, o internacional italiano falhou também a «recarga» - que de qualquer forma não ia valer, mas que fez em desespero de causa." Pois, o que o Del Piero queria era mesmo fazer a recarga. Claro. Nem estava irritado por não ter marcado nem nada. Ele queria mesmo era fazer a recarga... E chamam a isto jornalismo? Isto não é jornalismo; isto são bandalhos a dizer asneiras...

60 comentários:

Ricardo Galeiras disse...

Excelente. Extenso, mas muito bom. Entrei agora de férias e até me dava gosto ter um livro com esta qualidade para ler.

Se quiseres trocar umas ideias, teria muito gosto em falar contigo via msn.

Abraço

Pedro Veloso disse...

Nuno os meus parabéns, é das melhores análises que já vi feitas na blogosfera, sem qualquer tipo de exagero.

Achei muito curiosa - e verosímil, diria - a tese de conluio Porto-Milan para fazer subir o preço do Cissokho. Não saberemos é a motivação do Milan em entrar num negócio que, se a tua tese tiver fundo de verdade, não lhe dizia respeito. Benefícios em compras futuras, direitos de preferência sobre outros jogadores? Só se for. Também é verdade que PC e Galliani são velhos amigos...

Isso do Del Piero é uma pérola do jornalismo estúpido, que infelizmente por cá abunda. É sensacionalismo puro.

Ao contrário de ti, creio que os ovos do Sporting são de facto - e têm-no sido - inferiores aos dos rivais. O que acho é que o Paulo Bento é muito responsável pelos ovos que tem escolhido. Se o Jesualdo escolhe mal, o PB ainda é pior, na minha opinião.

P.S. Creio estares a descartar o Real cedo demais. Percebo que consideres o modelo do Barça mais fiável, até porque já tem provas dadas, mas um meio campo/ataque com Ronaldo, Kaká, Robben, Raul, Higuain ou Benzema pode ser tão demolidor que esconda muitas insuficiências. Até porque, no papel, este ano a defesa do Real pode ser bastante forte (só à esquerda tenho muitas interrogações), bastante mais que a do Barça na minha opinião

Pedro Veloso disse...

Nuno, tomei a liberdade de te tratar por tú como costumo fazer nos blogs em que comento, espero que não leves a mal.

Mais uma vez, excelente post

João Vasco Serra disse...

Fantástica análise, concisa e correcta... Obrigado.

PB disse...

só n sei se será o Jesualdo a contratar.

Quer-me parecer q ele n manda nada nesse campo...

João D. disse...

Nunca cá comentei, será a primeira vez. A análise de facto foi muito boa, aliás como a maioria dos artigos no blogue, porque mesmo que haja coisas com que não se concorde, a verdade é que a perspectiva abordada é completamente diferente do habitual e que se costuma ver, ouvir e ler.


Quanto ao post, algumas notas do que li:

o negócio cissokho também me cheirou mal. o milan rejeitar assim um jogador nos testes médicos, e tendo tantos laterais...mas também não sei o que ficou o milan a ganhar com o negócio. Preferência sobre sei lá, bruno alves? hulk? no futuro saberemos presumo.

Quanto ao sporting concordo que tem um plantel muito bom. E não percebo como se fala no tal hugo num plantel com médios como moutinho, vukcevic, izmailov, pereirinha, adrien ou miguel veloso.è do meu entender que o sporting tem o melhor meio campo da liga.precisa é do meter a funcionar. E acho que também lhes falta um central, e talvez mais alguém para as laterais. Ver ali o miguel veloso dói-me o coração...

Do benfica não quero falar muito, dado que é o meu clube e costumo ser pouco racional a falar dele.Acho que o benfica contratou demais, embora tirando patric, que enfim não se pensa que possa lutar sequer pela titularidade, acho que os reforços foram bons. O keirrison acho um exagero ter vindo mas se demonstrar a qualidade que evidenciou no brasil não me queixo.

Eu por acaso prefiro o david luiz ao sidnei mas percebo muito menos de futebol que vocês verdade seja dita.Normalmente costumo ver o sidnei como um jogador mais parecido com o luisão, mas com um posicionamento melhor. Pelo menos não o costumo ver a sair com bola como faz o david luiz - mas acredito que isto possa não ser bem verdade.

Quanto a inglaterra gosto muito das individualidades do arsenal, mas também não sei até que ponto aquilo funcionará. Em certa medida lembram-me o sporting, com as devidas diferenças(e enaltecendo que o futebol dos gunners é muitíssimo melhor de momento)


E com o city concordo. Mereciam um melhor treinador. E já agora o tottenham? Pergunto por achar que continua com um bom plantel embora ganhe sempre pouco.

E é isto. Barcelona também me cheira que voltará a ser campeão. Abraço.

João D. disse...

Já agora, pergunta parva mas não era possível meter belluschi como um dos médios de ataque? género belluschi, rodriguez e hulk? Não será a posição ideal para ele mas se calhar é melhor jogar a extremo do que mais recuado no meio campo...digo eu.

dezazucr disse...

Excelente post.
Boa análise do Benfica. Mais um que concorda comigo que Sidney é o melhor central do Benfica.
O problema do Benfica está nas laterais e, como dizes, na incapacidade que ainda apresenta para gerir resultados/abrandar os ritmos do jogo. É necessário também referir que as 2.as partes o nível dos jogadores tem sido diferente e parece-me aceitável que muitas substituições prejudiquem o jogo.
Quanto a Shaffer, não acredito que Jesus não aposte nele, julgo que ainda está à espera que ele aprenda algumas coisas, o que fará, bem mais rápido que Patric, apesar de também não querer queimar já este jogador. Era bem cotado no Brasil, acredito que quando se adaptar aos ritmos do futebol português e recuperar a confiança (parece-me mais isto) melhore. Uma análise isenta sobre Yebda. Os adeptos benfiquistas gostam de arranjar patinhos feios e à boleia dos jornais em silly season já querem por o homem daqui para fora. Mas Jesus não é burro e deve-o manter. Deverá fazer muitos minutos pois tem muita qualidade, aliás como já foi demonstrado o ano passado. Apenas o que Jesus lhe pede é bem diferente do que lhe pedia Quique.

MB disse...

Boa análise.

Só nao concordo com a questao do penalty. Do meu ponto de vista, um penalty bem marcado é aquele que mesmo que o GR saiba para onde a bola vai, nao chegue lá.

A partir do momento em que o jogador tenta enganar o GR está sempre a deixar o lance um bocado ao acaso e pode acontecer aquilo que aconteceu ao Del Piero. Se o GR se lancasse para um lado, os comentários seriam "muito bem, enganou o GR", como isto nao aconteceu os comentários foram negativos.

Um bom exemplo do que deve ser um marcador de penaltys é o Simao, que mais do que tentar enganar o GR contrário tenta colocar a bola sempre junto ao poste, tornando desta forma irrelevante o facto de o GR acertar ou nao o lado para onde se direcciona o remate.

Quando se tenta enganar o GR a probabilidade de se hesitar é maior, e quando se hesita o remate normalmente sai fraco, porque em vez de se concentrar no remate, o jogador está a tentar ver se consegue enganar o GR e o remate normalmente sai fraco e/ou mal direccionado (nao foi o caso do Del Piero, a bola saiu para onde ele queria, o GR é que nao).

Claro que o Panenka nao concorda comigo e por isso se tornou famoso, mas provavelmente provocou muitos ataques cardiacos também.

Pedro Veloso disse...

MB, melhor ainda era o Alan Shearer, sempre para a gaveta, e lá em cima. O Simão é mais rasteiro/meia altura, embora também tecnicamente perfeito

ChuckE disse...

e com esta sucessao de pontos lä veio muito gente bater punhetas ä pala do teu discurso pseudo-inteligenteiro.

gosto que nem gastes nem um ponto com a seleccao, depois de um jogo amigavel que merecia um semi-olhar, nem que fosse pela descoberta de um (finalmente) segundo modelo fiävel, apesar do amadorismo dos adversärios.

gosto que minimizes a importancia do quaresma no tri, quando ele era tao determinante como os dois argentinos na chamada santissima trindade, na altura.

pah, gosto que dës no jesualdo, por causa de contratacoes, quando claramente nao ë ele que tem mäo nisso. e que, jä agora, batas no modelo rudimentar dele. um modelo que, aceito, nao ë o mais eficaz, como provam os jogos pessimos contra adversarios em inferioridade numerica e por isso em bloco baixo. mas o modelo dele jä se adaptou a varios tipos de jogadores, dos mais (ditos) individualistas aos mais tecnicamente inferiores.

pah, a historia do cissokho ë muito rocambolesca, e escusas de bater uma ä pala da tua perspicacia para antecipares esse cenario todo para o lyon comprar o gajo. se alguma coisa a historia dos dentes fez, foi afastar interessados, dos quais sö sobrou o lyon. a negociacao desse foi tao dificil como as outros dos dois argentinos, que duraram varias semanas cada uma.

pah, o facto de gostares do sporting e da sua escola de talentinhos nao deve-te tapar os olhos. o sporting tem uma equipa criada com tipos que foram sobre-estimados quando apareceram na equipa principal porque vinham da escola sporting ronaldo figo bla bla, e sobre os quais ninguem mordeu o isco, e que agora claro, jogam abaixo dos niveis de motivacao ideais. aqui cabem o moutinho, o veloso, Djalö (que "gostava muito de jogar no barcelona") e poderia caber o nani, nao fosse o grande carlos queiroz, esse salvador. tudo gente abaixo do nivel fora de serie.

a do melhor central do benfas ser o sidnei, essa ë de morrer a rir. claramente o luisao ë o melhor, ou neste caso o menos mau, pela experiencia acumulada e pela reducao progressiva de erros com o tempo. agora o sidnei, o central que acorria a tudo o que era lance de contra ataque para finalizar, deixando as costas destapadas? o futebol nao ë para centrais ä lä rambo.

mas pah, a do arsenal ë do best. o dizeres que o esquema tactico 442 deles ë rigido, quando neste caso, toda a gente reconhece que o 442 deles ë o mais desdobrävel que existe, ë de risos. pah, a falha do arsenal estä mais na falta de velhos sabidos em posicoes chave. quando ganhavam, tinham uma estrutura assentada em veteranos (bergkamp, seaman, a linha defensiva do cap. adams)que dava espaco aos jovens para crescer (henry, pires, vieira sao sö exemplos). hoje em dia, o gajo que manda mais ali ë um espanhol de 22 anos que, por muito bom que seja, e ë, estä longe de ser um fora de serie sabido, e que neste caso, nao estä a aprender a ganhar.

Finalmente, guardo prö fim o elogio que, desta vez, nem tudo o que escreveste ë merda. a do Aimar e do Saviola ë bem apanhada, realmente um dos grandes segredos do porto tetra foi a amizade dos dois argentinos. penso que estäs jä a menosprezar o real por esse teu amor ao barcelona, esqueces que o real tem jä um historial de ligas ganhas sem jogar mto bem, enquanto o barca precisa de estar sempre em top shape para o conseguir. o real ë mais favorito do que se pensa.

e jä agora, porque tens que dar tanto destaque a merdas que lës em jornais que sao claramente merda, toda a gente o reconhece como merda, mas tu tens que por uma moldura ä volta para nös a glorificarmos como um exemplo de merda? epa, comeco a ver que se calhar eras um aspirante a jornalista desportivo frustrado. isso nao ë saudavel. dedica-te mais äs tuas anälises aborrecidas sobre os jogos de hä 30 anos aträs.

BAD-RELIGION disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
hoeman disse...

Muitas vezes: Talento nao e rendimento (por Aimar). E para mim, Granero e muito melhor jogador que Parejo.

Chumbita disse...

Se concordo com algumas coisas do que disseste, há muitas outras que não podem passar incólumes...
1 - Jesualdo não é tão bom treinador quanto isso? Concordo totalmente. Mas devido à máquina futebolística em que está inserido também acredito que muitas vezes tenha de ceder aos lobbys que despontam na mesma e tenha de comer com Benitez, Guarín (este sim um jogador que não pode calçar as botas no FCP!) e afins...
Agora constantemente chamares de limitado, por exemplo, ao Fernando? Um pichas que não era ninguém e que "sozinho" carrega todo um meio-campo defensivo? O resultado saiu muito melhor que a encomenda... Mas claro, bom é o Yebda ou o Javi Garcia, com provas dadas no futebol...
2 - Descobrir a posição natural do Aimar? Só o Quique e os seus afficionados é que não conheciam o Aimar. A grande mestria do JJ é motivar os jogadores a darem o litro. O que de resto já fazia imensa falta, nesta pré-época viu-se efectivamente bom futebol por parte dos encarnados, coisa que já não via há demasiados anos (nem me falem do campeonato ganho pelo Trapalhoni, o mais baixo a nível de qualidade, pelo futebol praticado por todas as equipas nesse ano, do que já se viu pela Europa fora).
3 - Esse teu amor pelo Barcelona é algo estonteante... Com que então o Henrique é que é bom? Depois de um ano emprestado ao LEverkusen sabes qual foi a conclusão que o Pep tirou dele? É mais um ano que não volta a calçar... E mesmo depois do empréstimo do Cáceres para a Juve o Henrique não vai jogar. Basta estares em Espanha uma semana para te aperceberes disto...
O que não invalida que também considere o Barça o mais sério candidato, agora, seguramente retirar hipóteses ou credibilidade ao Real também é só para armares. É como o Henrique ser bom central...

ACF disse...

Bons dias, gostaria que um dos Srs Nuno ou Gonçalo me pudesse contactar:

redaccao@academia-de-talentos.com

Cumprimentos

Sofia Vieira

Ministro disse...

TÃO LIXADOS! o PEDRO FAJARDO DESCOBRIU-VOS!

AHAHAHAHAHHAHA

Nuno disse...

Vou tentar responder a todos:

Ricardo Galeiras, Pedro Veloso e João Vasco Serra, obrigado pelas palavras de apreço. Quanto ao Real, Pedro, em termos individuais serão, provavelmente, o conjunto mais bem recheado do mundo. Mas o modelo do Barça chegará para eles. É isso que defendo. De resto, podes e deves tratar-me por tu. :)

PB, depende. Manda alguma coisa. Por exemplo, o Madrid o ano passado foi claramente uma contratação do Jesualdo. O Varela é uma aposta do Jesualdo. Já o Pelé, por exemplo, desconfio que o Jesualdo nunca o aprovou. Mas há ali bastantes que foi o Jesualdo a contratar ou, pelo menos, a dar o aval.

João D., também acho que o Sporting tem o melhor meio-campo da Liga. Mas apostar em pontapés para a frente e em bolas pela linha não facilita. Também acho que dois laterais com mais categoria ajudariam o Sporting, mas mesmo assim não deixa de ter um plantel forte. Quanto ao Sidnei, não é tão espaventoso como o David Luiz a sair com a bola, mas também o faz. E com muito mais segurança. É mais sóbrio e tem um tempo de desarme fenomenal. O David Luiz é demasiado impetuoso e desconcentra-se com facilidade. Quanto ao Tottenham, também acho que continua com uma boa equipa, mas não terá força para lutar senão pela Liga Europa. Em relação ao Belluschi, é uma hipótese.

dezazucr, sim, os adeptos do Benfica gostam de arranjar patinhos feios. Mas acho que os do Sporting e os do Porto não são muito diferentes. O Farnerud não podia dar um toque na bola que era vaiado, mesmo que fizesse um passe brilhante. Há sempre necessidade de dizer alguma coisa de negativo, em qualquer lado.

MB, percebo o que queres dizer. Mas nem sempre um penalty ao cantinho dá golo. Se o guarda-redes tentar adivinhar o lado, tem boas possibilidades, se sair no timing certo, de apanhar uma bola, mesmo que esta vá com força e ao cantinho. Daí que, tendo visto o GK a tentar adivinhar lados, o Del Piero tenha pensado em chutar para o meio, que era o sítio mais improvável de o guarda-redes estar.

Nuno disse...

Chucke, não vi o jogo da selecção, por isso não falei. E ambos sabemos que Queiroz só jogou em losango porque Ronaldo e Nani estavam inaptos. Quanto ao Quaresma, foi decisivo no primeiro ano de Jesualdo. Não o foi, de maneira nenhuma, nos dois anos seguintes. Em relação ao Jesualdo, ele tem mão em algumas contratações. Pode não ter em todas, mas tem em algumas, evidentemente.

"se alguma coisa a historia dos dentes fez, foi afastar interessados, dos quais sö sobrou o lyon. a negociacao desse foi tao dificil como as outros dos dois argentinos, que duraram varias semanas cada uma."

Han??? Mas que outros interessados? O único interessado foi sempre o Lyon. E estes estavam dispostos a pagar apenas 7 ou 8 milhões. Se pagaram 15, foi por causa do Milão. E como é que explicas que o Milan, não precisando de laterais, estava disposto a dar 15 milhões por um? Rocambolesco é imaginar que um problema dentário possa desinteressar potenciais compradores.

"o sporting tem uma equipa criada com tipos que foram sobre-estimados quando apareceram na equipa principal porque vinham da escola sporting ronaldo figo bla bla, e sobre os quais ninguem mordeu o isco, e que agora claro, jogam abaixo dos niveis de motivacao ideais."

Sobre-estimados em que aspecto? O Moutinho é reconhecidamente um grande jogador. O Veloso, tirando a cabeça, tem talento, como o comprovou já várias vezes. O Pereirinha é o melhor sub-21 actual. O Carriço é o melhor central a jogar em Portugal. O Adrien é titular dos sub-21. Não me parece que estes jogadores estejam de maneira nenhuma sobre-estimados. Têm imenso valor. Estão é a ser muito mal aproveitados.

"a do melhor central do benfas ser o sidnei, essa ë de morrer a rir. claramente o luisao ë o melhor, ou neste caso o menos mau, pela experiencia acumulada e pela reducao progressiva de erros com o tempo. agora o sidnei, o central que acorria a tudo o que era lance de contra ataque para finalizar, deixando as costas destapadas?"

Pá, o Sidnei fez isso, no máximo, duas vezes. E uma delas até deu golo. É o melhor central em termos de sobriedade, o que está mais concentrado, o que tem melhor tempo de desarme. E é rapidíssimo.

"a do arsenal ë do best. o dizeres que o esquema tactico 442 deles ë rigido, quando neste caso, toda a gente reconhece que o 442 deles ë o mais desdobrävel que existe, ë de risos."

Eu não disse que o 442 deles era rígido. Eu digo que todo e qualquer 442 clássico é rígido. E o problema deles é precisamente quererem desdobramentos constantes usando um sistema rígido. Porquê? Porque depois há descompensações, porque nunca se sabe quem é que está a cobrir quem. No Arsenal, do meio-campo para a frente, ninguém joga atrás de ninguém, todos têm liberdade para ir para onde quiserem. Em termos ofensivos, conseguem ser dinâmicos, mas abrem espaços que nunca mais acabam e estão constantemente desorganizados quando perdem a bola.

"penso que estäs jä a menosprezar o real por esse teu amor ao barcelona, esqueces que o real tem jä um historial de ligas ganhas sem jogar mto bem, enquanto o barca precisa de estar sempre em top shape para o conseguir."

Eu não esqueço nada. Todos podem ganhar sem jogar nada. Acontece que só se ganha sem jogar nada se os adversários também não jogarem nada. E o Barcelona vai continuar a jogar muito. Se o Real não o fizer também, não tem hipóteses nenhumas. Falas de historial e esqueces-te daquilo que foi a era Cruyff. O Barcelona foi campeão 4 vezes seguidas. Com Guardiola iniciou-se uma era parecida. Pode não ganhar tanto e pode até ganhar mais, mas não podes é comparar com o que esteve para trás.

Hoeman, não tenho dúvidas que o Parejo tem muito mais talento que o Granero. Se virá a ser melhor jogador ou não, só o tempo o dirá.

Nuno disse...

Chumbita diz: "Agora constantemente chamares de limitado, por exemplo, ao Fernando? Um pichas que não era ninguém e que "sozinho" carrega todo um meio-campo defensivo? O resultado saiu muito melhor que a encomenda... Mas claro, bom é o Yebda ou o Javi Garcia, com provas dadas no futebol..."

Chumbita, onde é que tu leste que o Fernando era limitado? Muito antes de o Jesualdo apostar nele, já o Entre Dez dizia que era a melhor opção para aquele lugar. Muito antes de toda a gente reconhecer que ele substituíra convenientemente o Assunção, já dizíamos que ele era o melhor que tinha acontecido ao Porto. Aliás, o Gonçalo já há dois anos que falava maravilhas dele, quando ainda jogava no Estrela da Amadora. Ninguém disse que ele era limitado. Na eleição que fiz da equipa do ano, foi o médio-defensivo que escolhi. O que disse aqui foi que Jesualdo não teve nada a ver com a descoberta dele. O jogador apareceu-lhe para treinar na pré-época porque fazia parte dos quadros do Porto e, graças ao facto de Paulo Assunção ter saído, conseguiu agarrar o lugar. Ou seja, o Jesualdo precisava sempre de meter ali alguém. Calhou a estar lá o Fernando, que é bom. Se o Assunção não saísse, o Fernando teria lá ido fazer a pré-época e teria sido novamente emprestado e o Jesualdo nem tinha reparado nele.

"A grande mestria do JJ é motivar os jogadores a darem o litro."

Chumbita, isto é parvo. A grande mestria do Jesus é a nível táctico.

"Esse teu amor pelo Barcelona é algo estonteante... Com que então o Henrique é que é bom? Depois de um ano emprestado ao LEverkusen sabes qual foi a conclusão que o Pep tirou dele? É mais um ano que não volta a calçar..."

Eu nunca disse que o Henrique ia jogar. Mas o Bruno Alves também não ia. E para ficar no banco mais vale ficar com um que sabe sair a jogar (seja o Henrique, seja o jovem Muniesa), que é o que Guardiola mais aprecia nos seus centrais. Mas já agora, como é que sabes que o Henrique não vai calçar?

"O que não invalida que também considere o Barça o mais sério candidato, agora, seguramente retirar hipóteses ou credibilidade ao Real também é só para armares."

Não estou a retirar hipóteses. Estou a formular a minha aposta. O ano passado, no mesmo tom, disse que a "remontada" do Real acabava na semana seguinte, uma vez que recebiam um Barcelona. Levaram 6-2. Fiz uma aposta e ganhei-a. É o que estou a fazer agora. Estou a dizer que o Barcelona vai ser campeão novamente. Só isso.

Nuno disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nuno disse...

Ministro, parece que sim, parece que sim... :)

Pedro disse...

Nuno acho q estás a ser ingénuo se achas q o Jesualdo conta para alguma coisa na contratações q o fcp faz...

A questão é q o estilo de jogo de Hulk, baseado na força, explosão e velocidade, pode ser suficiente para 80% dos jogos nacionais...ainda para mais se pega o choradinho do "Deixem jogar o Hulk".

A venda de Cissokko teve marosca. A amizade de Costa e Galliani e a promessa de futuros negócios permitiu isto. Investigação crime? Nem com todas as provas do mundo a UEFA os impediu de participar na Champions era agora por isto q íam fazer qqr coisa?

O sporting tem uma equipa muito fraca. Essa tua adoração pela academia dos verdes leva-te a alguns exageros. Já nem comentou a questão Liedson qt mais achares q Djaló é melhor q ele (ainda ontem contra o Nacional aquilo foi assustador de tão mau) e achares o carriço o melhor central em Portugal... São opniões e tu defendes a tua sempre com mestria. Gosto disso.

Moutinho estagnou e isso tem sido claramente visível e pode ser "fatal", para ele e para o scp.

Concordo qd dizes q o Benfica precisa de saber jogar menos depressa, não estar sempre a 200H. Se o conseguisse fazer durante os 90 minytos seria excelente mas isso é practicamente impossível. Mas tenho fezada em Jesus. Acho q ele sabe muito de futebol e tem noção dessa necessidade. A equipa tem individualidades muito boas q estão a jogar para o colectivo. Hoje começa a sério, a pré época já lá vai. Agora é a doer.

David Luiz é o melhor central em Portugal e Sidnei está perto. São dois fantásticos jogadores com uma margem de progressão enorme. Não tenho dúvidas q vão singrar e ter enorme sucesso ao longo das suas carreiras.

Javi Garcia confere mais estabilidade à equipa q Yebda. Na pré época Yebda foi incapaz de transmitir a segurança á equipa q o espanhol conseguiu de imediato. Gosto de Yebda, acho-o bom tecnicamente e com boa pujança física mas Garcia parte em vantagem.

O Arsenal tanto goleia como é goleado. Esta falta de consistência tem sido fatal a Wenger q continua a apostar na juventude em detrimento de alguma experiência. O City está com uma bela equipa, se começarem a ganhar os primeiros jogos podem conseguir uma estabilidade importante para o resto do campeonato. Conseguirá Ancelloti adaptar-se rapidamente ao futebol inglês? E o Liverpool de Benitez q perdeu algumas peças importantes mas renovou com o seu capitão e manteve Torres?

Em Itália Mourinho terá um Inter mais ao seu jeito. Será suficiente para atacar a Europa? Em Itália deverá conseguir o Bi com alguma tranquilidade...

Em Espanha...Será o Barça capaz de manter o ritmo do ano anterior? Tudo aponta para q sim mas será capaz Ibra de dar à equipa o mesmo q E'too ou a sua postura táctica mais "selvagem" prejudicará os catalães? o Real terá q responder á eterna questão: um conjunto de estrelas conseguem fazer uma equipa? Se conseguirem...cuidado.

Um penalty à Panenka é sempre mal marcado. Sempre. E o jogador q o faz qd falha arrisca-se a levar nas orelhas pq revela sobranceria, irresponsabilidade, etc. Não é por ter sido o Del Piero q isso muda. Um penalty à Panenka é sempre mal marcado.

O melhor marcador de penaltys q vi era o Batistuta, sempre com força e sempre ao angulo. Indefensável. Agora...Cardozo!!!!

Joel disse...

Esqueceram-se de mencionar o Miguel Vitor..ele e o David Luiz, sao sem sombra para duvidas do melhor que existe em portugal em termos de centrais..nao percebo como é q entregam a braçadeira d capitao ao carriço no jogo dos sub 21 e colocam o miguel vitor no banco (isto costuma d acontecer com frequencia..alias sempre aconteceu). PS: NAo falo do David luiz...este comentario foi depois do slb maritimo...

Nuno disse...

Pedro, por que é que um penalty à Panenka é sempre mal marcado?? Importaste de explicar? É uma forma tão legítima como escolher um lado ou como atirar para o centro. E é diferente de atirar para o centro com força pois faz com que a bola demore mais tempo a chegar à baliza, o que dá tempo ao guarda-redes para cair para um dos lados e não defender casualmente com os pés, por exemplo. Mais um bocado e estás a dizer que um livre em jeito também é sempre mal marcado...

Quanto ao Sporting ter uma equipa muito fraca, caga nisso. Não tem. Tem um excelente meio-campo, melhor que qualquer um dos rivais, e boas opções para o ataque. Faltar-lhe-ão laterais do nível dos grandes, mas de resto não fica nada atrás.

Quanto ao estilo de jogo do Hulk servir para 80% dos jogos, nem sei o que diga. O Hulk será decisivo, no máximo em 5 ou 6 jogos do campeonato. É um bocado menos do que 80%.

Joel, estás a fazer pirraça do Miguel Vítor. Isso é feio. O rapaz não tem cérebro, mas não merece ser maltratado. Quanto ao David Luiz, as asneiras que comete jogo após jogo deveriam ser suficientes para as pessoas abrirem os olhos. Mas não. Continua-se a achar que o gajo é melhor que o Sidnei e que até como lateral vale mais que o Shaffer. Para já, a teimosia do Jesus já valeu 2 pontos.

Pedro disse...

Defendo o David Luiz a central e ontem qd ocupou essa posição foi, simplesmente, imperial.

Um livre em jeito ou vai ao angulo ou vai para o lado contrário do gr. Um penalty à Panenka é mal marcado pq se o gr não se atirar à maluca para um dos lados as probabilidades de defender o remate são altíssimas. É claro q é uma opção como qqr outra mas é uma opção errada com menor probabilidade de êxito q outras. E com maior custo em caso de insucesso.

Não percebeste o q quis dizer em relação ao Hulk. Se ele for decisivo em 5/6 jogos será brutal. Não falo em decisão mas sim naquilo q tinhas dito antes do porto jogar para ele. Penso q o jogo explosivo dele serve para 80% dos jogos do nosso campeonato. Não quer dizer q ele seja decisivo nesses 80%.

Nuno disse...

Pedro, imperial porquê? Porque fez cortes? E o Sidnei, não fez um brilhante na primeira parte? Pá, se for imperial durante 89 minutos e depois cometer uma asneira de todo o tamanho, como é hábito, não interessa o "imperialismo" do homem. O David Luiz sofre do mesmo mal do Pepe, é demasiado intempestivo. Ontem, o penalty que causou e que não tem nada a ver com o facto de estar a jogar a lateral pois é um lance na área, foi causado pelo seu excesso de ímpeto. Entrou com tudo e a bola acabou por lhe bater na mão. Isto num lance em que o adversário estava rodeado e não podia causar qualquer espécie de perigo. É nisto que o Sidnei é mil vezes superior.

Quanto ao Hulk, o problema não são esses 5/6 jogos. O problema são os outros. Porque para ser decisivo nesses, vai comprometer os outros. O "jogo explosivo" dele serve para quando tiver espaço. E ele vai ter pouquíssimo no nosso campeonato. 80% dos jogos é contra adversários fechadinhos. Contra esses tem de perder 50 bolas para passar que consiga fazer 1 lance de jeito.

Pedro disse...

Nuno estás a incorrer num erro muito comum na blogoesfera que é achares q eu por elogiar o David Luiz não dou valor ao Sidnei. Sidnei é muito bom.

David Luiz foi imperial pq cortou tudo q havia para cortar com a vantagem de em todos os cortes a bola ficar controlada e jogável e depois foi um dos jogadores mais lúcidos, com descirnimento para tentar sair com a bola controlada e não despachar tudo através do chutão lá para a frente e fé em Deus...

Estamos de acordo em relação às qualidades de Hulk. Não é, pelo menos ainda, o jogador q os portistas e jornalistas querem fazer dele.

Pedro Morgado disse...

Nuno, excelente análise!

rui disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
rui disse...

Nao vou falar dos pontos 1-24.
O me causa celeuma é o ponto 25 e concretamente chamar burro ao guarda redes...é incompreensivel como se pode chamar um guarda redes de burro, quando aquilo que ele se limitou a fazer foi adivinhar, que é o que eles costumam fazer. Se foi mal ou bem marcado, deixo para quem quiser essa discussao. Agora chamar burro repetidamente a um guarda redes que defende um penalti desculpa lá mas...é de burro.
Alias poderia fazer uma analogia do teu discurso com um jogo de futebol. Faz me lembrar um defesa que,consecutivamente, em todos os jogos do campeonato em que actua, esta a fazer um jogo perfeito e depois no ultimo minuto lembra se de dar um soco num adversario dentro da area...E esse tipo de acçoes costumam ser fatais para a carreira desse jogador...


RuiBonga

Pedro Veloso disse...

Nuno, em termos gerais até posso perceber (embora discorde) a tua preferência pelo Sidnei face ao D. Luiz. Mas não é muito correcto pegares no jogo de ontem; bem sei que calha bem por o penalty ter sido cometido precisamente pelo D.Luiz, mas o Sidnei (apesar de ter tido momentos de grande classe) não foi propriamente um exemplo ontem...na primeira parte complicou algumas vezes - estou a lembrar-me por exemplo de uma falta estúpida que cometeu na esquerda por não ter querido resolver de forma simples (algo que se lhe vê muito)-, deixou várias vezes a bola bater no chão em vez de a atacar de primeira, erros posicionais bem visíveis no estádio...Cometeu mais erros que o D.Luiz, sendo que o lance do penalty (única "falha" do David) para mim é mais azar que burrice do David, é falta clara mas ele tinha perdido a noção de onde a bola estava (ok, isso não deve acontecer mas às vezes acontece, acontece a qualquer pessoa que jogue futebol) e acertou-lhe sem querer com a mão.

Nuno disse...

Pedro, dizer que o David Luiz é lúcido e tem discernimento quando é precisamente o contrário disso que ele é roça a cegueira. Quanto ao Sidnei, não estou a dizer que não gostas dele. Mas gostas dele pelas razões erradas. Se não, jamais o acharias inferior ao David Luiz.

Pedro Veloso, um central inteligente teria ficado quieto e dado um passo ao lado, obrigando o avançado a fugir para a linha. O David Luiz foi com tudo à bola. Acertou com a mão na bola como poderia ter acertado com o pé nos dentes do outro. Há formas de prevenir o azar e uma delas é ser mais contido. O David Luiz não o é. É irresponsável.

Rui Bonga, por que é que tu continuas a discutir futebol? Se inteligente é quem marca ou, no caso de um guarda-redes, que defende, se a sorte não existe e não é possível conseguir as coisas por acaso, por que é que falas de futebol? Por que é que não te limitas a verificar resultados? O Guarda-Redes, apesar de ter defendido, foi burro porque pensou uma coisa que jamais iria acontecer, que era o Del Piero bater à Panenka. Ao pensar isso, demonstra burrice, mesmo que tivesse defendido o último penalty na final do Campeonato do Mundo. Ele não se limitou a adivinhar. Se tentasse adivinhar, ter-se-ia mandado para um dos lados. Ele imaginou, isso sim, que o Del Piero ia fazer uma coisa que não costuma fazer. Isso não é tentar adivinhar, isso é jogar no Totoloto... E é ser burro...

rui disse...

"Rui Bonga, por que é que tu continuas a discutir futebol? Se inteligente é quem marca ou, no caso de um guarda-redes, que defende, se a sorte não existe e não é possível conseguir as coisas por acaso, por que é que falas de futebol? Por que é que não te limitas a verificar resultados? O Guarda-Redes, apesar de ter defendido, foi burro porque pensou uma coisa que jamais iria acontecer, que era o Del Piero bater à Panenka. Ao pensar isso, demonstra burrice, mesmo que tivesse defendido o último penalty na final do Campeonato do Mundo. Ele não se limitou a adivinhar. Se tentasse adivinhar, ter-se-ia mandado para um dos lados. Ele imaginou, isso sim, que o Del Piero ia fazer uma coisa que não costuma fazer. Isso não é tentar adivinhar, isso é jogar no Totoloto... E é ser burro..."

Comentario ridiculo porque:

1) fico a saber que tens poderes psiquicos ja que consegues ler a mente das pessoas...
2)pelos vistos adivinhar para um guarda-redes comporta apenas duas acções; ele ficar quieto não é uma opçao valida...é o mesmo que quando se vai ao casino jogar na roleta nao se poder jogar no 0...
3)a acção do guarda redes num penalti tem tudo de sorte e pouco (se alguma) de inteligencia...o gajo limita se a escolher entre as varias possibilidades que tem: se espera para se atirar, qual o lado,etc...
4) "Por que é que não te limitas a verificar resultados?" O que é que isto tem haver com a acção de marcar um penalti? Tu é que gostas muito de fazer do futebol uma ciencia exacta...tenho uma novidade para ti: nao ha maneira correcta de jogar futebol, apenas estilos diferentes. Quando aprenderes a aceitar isso vais gostar muito mais de futebol. Tu e a maioria das pessoas que ve futebol...o teu barcelona não é o "expoente maximo" do futebol.é apenas aquele que melhor exemplifica o estilo de futebol que tu gostas e que deve ser praticado. Mete na cabeça que o unico facto que existe no futebol é que no final ganha quem marcar mais golos...tudo o resto sao probabilidades e gostos pessoais. E é por isso que o jogo é tao popular, por causa da sua impredictibilidade.
5)o jogador que marca o penalti tambem nao tem de fazer uso da sua inteligencia; tal como o guarda redes apenas tem de se deitar a adivinhar.
6) para alem do factor sorte nos penaltis, o outro aspecto importante é a forma como qualquer um dos dois jogadores consegue perceber no que vai na cabeça do outro; e isso é (mais ou menos) perceptivel por pequenos gestos inconscientes que o corpo faz.Por isso é que uns sao os tais "especialistas": porque conseguem disfarçar melhor o que estao a pensar. Quem nao possui a noção que esta componente psicologica nessa acção do jogo é importantissima é claramente quem não entende de futebol e nao passa de um adepto de cafe (como a maioria das pessoas que ve futebol).
Por isso voltando ao penalti do del piero, aconteceu uma de duas coisas ou um misto delas: ou o guardes redes adivinhou, ou, isso sim, teve a percepçao do que o del piero iria fazer...e nunca sera o burro que o retratas...mas eu nao te censuro por teres as opinioes que tens. Agora, ver as outras pessoas a congratular-te pelo facto de chamares burro a alguem, faz delas pessoas ignorantes e sem sentido critico.




ruibonga

Nuno disse...

Rui Bonguinha diz: "1) fico a saber que tens poderes psiquicos ja que consegues ler a mente das pessoas..."

Bonguinha, não tenho poderes psíquicos. Tenho uma coisa que se chama... hmmmm... como é que era?... ah, inteligência. Ou capacidade de raciocinar, se quiseres. Eu explico, que é para não dificultar a tarefa a pessoas com acefalites. Repara, um guarda-redes, em quatro grandes penalidades, manda-se para os cantos, tentando adivinhar para onde a bola iria, denotando que a sua estratégia passava por se lançar antes de o avançado rematar para ganhar tempo e chegar lá a tempo de defender a bola. Há quem prefira esperar o remate e atirar-se para onde vir a bola ir ou para onde o corpo do jogador denuncia que vai rematar. Normalmente, estes guarda-redes acertam sempre no lado, mas se a bola for com força não chegam lá. Este guarda-redes não era desses. Era dos que se atiravam antes que fosse possível perceber para onde a bola ia. E fê-lo 4 vezes. Logo, precisamente no último penalty, contra o maior especialista dos que bateram, um jogador que bate sempre aos cantos, ele muda de estratégia e fica quieto porquê? Porque pensou que Del Piero, uma vez que é craque e estava num torneio amigável, iria fazer a gracinha de bater à Panenka. Isto é óbvio. Não se chamam poderes psíquicos. Chama-se raciocínio dedutivo. É simples. Uma criança com 4 ou 5 anos já o costuma ter bem desenvolvido.

"2)pelos vistos adivinhar para um guarda-redes comporta apenas duas acções; ele ficar quieto não é uma opçao valida...é o mesmo que quando se vai ao casino jogar na roleta nao se poder jogar no 0..."

Bonguinha, qual é o objectivo de um guarda-redes tentar adivinhar para onde o avançado vai bater o penalty? Ganhar tempo para que possa chegar a uma bola à qual não chegaria se ficasse à espera de ver para onde ia o remate. Logo, um guarda-redes que tenta adivinhar o lado, só tem duas opções, ou a esquerda, ou a direita. Ficar quieto é esperar para ver, não é tentar adivinhar nada.

"a acção do guarda redes num penalti tem tudo de sorte e pouco (se alguma) de inteligencia...o gajo limita se a escolher entre as varias possibilidades que tem: se espera para se atirar, qual o lado,etc..."

Bonguinha, estás errado. Há mais ciência do que pensas. Se fosse o Totti e não o Del Piero a marcar, seria um sinal de inteligência ter ficado quietinho, pois o Totti tem um historial já comprido de marcar à Panenka. Um guarda-redes tem do seu lado a possibilidade de conhecer os atacantes, de saber para que lado costumam chutar ou de perceber que tiques denunciam a sua intenção. Pode também esperar para, no momento em que o avançado arma o remate, ver a posição do corpo e perceber para onde vai a bola. Pode esperar para ver para onde vai o remate, correndo aí o risco de não ter hipóteses de apanhá-la se o remate for potente e colocado. Há muita coisa que pode fazer. Não é só sorte. Longe disso...

"Por que é que não te limitas a verificar resultados?" O que é que isto tem haver com a acção de marcar um penalti?"

Bonguinha, afirmaste que não se pode chamar burro a um guarda-redes que defende um penalty. Logo, para ti, mesmo que ele tivesse a dormir e a bola lhe batesse na cara, teria tido mérito. Isso é ver as coisas pelos resultados que elas produzem. Logo, para ti, só os resultados é que interessam. Num penalty, quem falhar bateu mal, quem defendeu é herói. Não te preocupas com mais nada senão com o resultado da coisa, quando maior parte das coisas acontecem por razões. Uma pessoa que não gosta de razões não devia falar das coisas. Devia apenas verificar resultados. Só isto.

Nuno disse...

"Tu é que gostas muito de fazer do futebol uma ciencia exacta..."

Bonguinha, o que eu gosto é de analisar coisas complexas. O futebol é complexo. Para ti, os melhores são os que marcam mais e não há mais razões do que os resultados. tenho uma novidade para ti. O futebol é praticado por uma espécie, que é o ser humano, que enquanto espécie se distingue essencialmente pela sua capacidade de pensar. O facto de não pertenceres a esta espécie deveria ser razão suficiente para estares caladinho.

"tenho uma novidade para ti: nao ha maneira correcta de jogar futebol, apenas estilos diferentes."

Bonguinha, há há. Chama-se Barcelona...

"E é por isso que o jogo é tao popular, por causa da sua impredictibilidade."

Bonguinha, "impredictibilidade"? Que é isso? Não understando portinglês, pá... A escolaridade never fez bad a ninguém...

"o jogador que marca o penalti tambem nao tem de fazer uso da sua inteligencia; tal como o guarda redes apenas tem de se deitar a adivinhar."

Bonguinha, um penalty à Panenka é uma coisa arriscada. Deve ser feito sobretudo contra guarda-redes que optam por tentar adivinhar o lado. Logo, é necessário conhecer o guarda-redes adversário. Logo, a marcação de um penalty tem sempre a ver com inteligência. Um penalty, como qualquer outra coisa, tem a ver com a inteligência. É possível converter alguns sem recorrer a ela, obviamente, escolhendo um lado e batendo forte, esperando que o guarda-redes não chegue lá. Mas é estúpida qualquer pessoa que ache que, acrescentando a isto a inteligência, as probabilidades de sucesso não se alteram.

"para alem do factor sorte nos penaltis, o outro aspecto importante é a forma como qualquer um dos dois jogadores consegue perceber no que vai na cabeça do outro; e isso é (mais ou menos) perceptivel por pequenos gestos inconscientes que o corpo faz.Por isso é que uns sao os tais "especialistas":"

Bonguinha, acima dizias que um penalty não tinha nada a ver com inteligência. Agora os especialistas já são gajos que percebem melhor do que os outros certas coisas. És um tipo muito coerente...

"Quem nao possui a noção que esta componente psicologica nessa acção do jogo é importantissima é claramente quem não entende de futebol e nao passa de um adepto de cafe (como a maioria das pessoas que ve futebol)."

Bonguinha, é a segunda vez que te tentas distanciar da "maioria das pessoas que vê futebol", como se percebesses mais de futebol do que o Gabriel Alves. Onde é que está o Bouvard, ó Pecuchet?

"ver as outras pessoas a congratular-te pelo facto de chamares burro a alguem, faz delas pessoas ignorantes e sem sentido critico."

Bonguinha, pela última vez: o guarda-redes foi burro porque pensou mal. O Del Piero imaginou que o guarda-redes tivesse cérebro e tentou jogar com isso. Teve azar, porque o gajo foi burro e ele estava precisamente a contar com o contrário. Quem não percebe isto, pode voltar para a aldeia dos macacos...

Joel disse...

E vai fazer o que nessa aldeia?Dos macacos?tentar ser campeao?achas que consegue?

Pedro disse...

Vejamos:

Concordamos em relação ao Nuno Assis e Aimar.

Concordamos mais ou menos em relação ao Nuno Gomes e Sidnei.

Discordamos de Liedson, David Luiz e Miguel Vítor.

Não está mal!!!
:)

Ministro disse...

O BONGO, O BONGO, O BOM SABOR DA FRUTA. LARANJA OU MARACUJÁ IMAGINA O Q ISTO DÁ!


e o fora de jogo ao Paços no ultimo minuto? e as 3 maos no SLB X Maritimo q só deram uma falta? (contra o mm de sp)

Ministro disse...

O J(o)el n é humorista?

Pedro Veloso disse...

"Pedro Veloso, um central inteligente teria ficado quieto e dado um passo ao lado, obrigando o avançado a fugir para a linha. O David Luiz foi com tudo à bola. Acertou com a mão na bola como poderia ter acertado com o pé nos dentes do outro. Há formas de prevenir o azar e uma delas é ser mais contido. O David Luiz não o é. É irresponsável."

Não digo que não tenha sido, mas o que quis alertar com o meu comentário é que em termos de erros ontem o Sidnei pode ser tudo menos ilibado...

rui disse...

Ai ficar parado nao é adivinhar? Tá certo tá...não da para discutir com vossa excelencia...Que equipa é que treinas?Hm...


RuiBonga

rui disse...

O que eu acho é que o guarda redes "leu" o que o del piero ia fazer. Agora pergunto eu: porque é que aquilo que tu é que estás certo e eu nao? Perguntaste ao guarda redes?És o guarda redes?
Nessa tua linha de pensamente será que o guarda redes nao pensou que o del piero pensou que o guarda redes nao pensava (segundo vossa excelencia) e que por isso o que fez foi apenas ficar parado porque sabia que era o que o del piero ia fazer?? Ou sera que é inconcebivel que o guarda redes fosse assim tao esperto?
Isso nao é raciocinio dedutivo...é indutivo porque nao te baseias em factos nenhuns mas em suposições dos comportamentos dessas pessoas...
Gajos como tu, pseudo donos da razao, esta este mundo cheio e tou farto de merda...e plos vistos não es so tu...bem vou ver se rezo umas velinhas pelas vossas almas...

ruibonga

rui disse...

É preciso ser homem para se admitir que nos enganamos...mas nao passas de um menino mimado, frustado por nao treinar uma equipa de futebol, por nao estar nesse meio...mas tb com esses conhecimentos todos ias longe...lolololol...sayonara


RuiBonga

Nuno disse...

Bonguinha, para ti, só há crime se houver provas. É por isso que digo que não podes discutir nada. Se só aceitas factos, se não aceitas argumentos, não podes discutir nada. Só podes verificar resultados. Neste caso específico, há 4 penalties como ponto de partida. O mundo não começou no momento em que o Del Piero foi bater o penalty. Havia dados anteriores e o Del Piero tinha de jogar com eles. Os dados anteriores diziam-lhe que o guarda-redes tentava adivinhar o lado. Assim sendo, imaginando o guarda-redes uma pessoa com convicções, ou seja, concedendo que o guarda-redes se atirava para os lados obedecendo a uma estratégia e não por acaso, isto é, sendo inteligente, Del Piero bateu para o meio. Isto é a maneira correcta de pensar. O Del Piero não o imaginou burro. Se pensasse que ele era burro, teria pensado que seria arriscado bater para o meio. O Del Piero pensou como tinha de pensar. O Guarda-Redes é que não. E tu nem pensar sabes.

"bem vou ver se rezo umas velinhas pelas vossas almas..."

A espécie humana costuma acender velinhas para rezar pelas almas. Na tua espécie, pelos vistos, rezam-se velinhas... É um mundo esquisito, o teu...

rui disse...

LOL...ainda bem que esta troca de comentarios serve para mostrar o quao ridiculo és...pelos vistos só o del piero é que pensou...tu nao fazes raciocinios com base em argumentos para chegar a uma conclusao...tu partes da tua conclusao que queres e distorces os argumentos para la chegar...na tua cabecinha so o del piero é que foi esperto, nao pode ser que o guarda redes seja...ja pensaste que nao e possivel que o guarda redes se tenha atirado propositamente nos 4 primeiros para enganar o del piero? Ou isso não é possivel?

Claro que nessa cabecinha tal duvida nao se poe pk é o "senhor" del piero...


LOL

RuiBonga

Nuno disse...

Bonguinha, se tu achas plausível que o guarda-redes tenha usado 4 penalties para enganar o marcador do último, sobretudo quando muito dificilmente ele saberia quem iria ser o último, se achas plausível que ele tenha planeado, com esse grau de pormenor, o último penalty, então estamos conversados. Ia jurar que as avestruzes não falavam...

Joel disse...

O guarda redes sabe o que fez..tanto que ganhou a peace cup...pronto ja esta.aceita la o argumento do rapaz

Nuno disse...

Pois, Joel, tem mesmo de ser assim. Se não, não saímos daqui...

rui disse...

Tanto quanto tu achas que percebes de futebol...portanto se achas que percebes muito da poda é porque o guarda redes teve capacidade para fazer aquilo...mas isso agora é la contigo...

e fico feliz por, depois deste tempo todo, mentecaptos como o Joel, ainda nao perceberem o meu argumento...


RuiBonga

Pedro disse...

Nuno posso lançar-te um desafio?

Supôe que és um treinador de uma equipa pequena e que vais defrontar o Barcelona. Q táctica e estilo de jogo procuravas fazer para obter um resultado favorável?

Depois, do leque de jogadores à disposição (qualquer um de qqr nacionalidade) q equipa construias para derrotar o Barça?

Nuno disse...

Pedro, se fosse treinador, não ia trabalhar tendo em conta um desafio, mas sim tendo em conta uma época. Assim, quando chegasse ao jogo com o Barcelona, já tinha uma equipa a trabalhar como eu queria. Não mudaria nada em termos de táctica ou estilo de jogo, talvez mudasse a zona de pressão ou subprincípios. Dependeria de muita coisa. Mas se treinasse uma equipa, queria uma equipa a fazer precisamente aquilo que o Barcelona faz. Iria tentar, por isso, trabalhar para que fosse a minha equipa a ter a posse de bola, que é a melhor estratégia para anular uma equipa como o Barça. Não recorreria, de certeza, aos jogadores mais impetuosos, aos melhores atletas, mas àqueles que me garantissem melhor capacidade de posse e circulação de bola.

Joel disse...

mentecaptos...
Olha, o homem usa palavras caras...bom, muito bom alias..agr vamos tentar fazer outro exercicio...ajuda-me a perceber o que sao mentecaptos, que e para ver se eu deixo de ser...mas ja percebi que nao posso concordar com ninguem...mesmo que seja um argumento inteligente. e isso?

rui disse...

Claro que podes...mas o argumento que o guarda redes foi burro por estar parado para defender um penalti é tudo menos inteligente...
alias eu nunca discordei da ideia do ponto 25 de que os jornalistas sao uns palhaços por terem dito o que disseram...mas convenhamos que chamar burro ao guarda redes colocar o autor dessas palavras ao nivel desses jornalistas...


ruibonga

ana disse...

"Sobre-estimados em que aspecto? O Moutinho é reconhecidamente um grande jogador. O Veloso, tirando a cabeça, tem talento, como o comprovou já várias vezes. O Pereirinha é o melhor sub-21 actual. O Carriço é o melhor central a jogar em Portugal. O Adrien é titular dos sub-21. Não me parece que estes jogadores estejam de maneira nenhuma sobre-estimados. Têm imenso valor. Estão é a ser muito mal aproveitados.
"

Poupa-nos, os jogadores quando tem realmente valor, os grandes clubes europeus contratam-nos logo, não ficam à espera que cresçam para os ir comprar pelo triplo do preço, os sportinguistas é que criaram o mito de que TUDO o que sai da academia é bom, o que não corresponde à verdade, tirando o figo e o Cristiano Ronaldo pouco mais se aproveita, até acham que o Futre também se fez jogador no sporting (aliás se não fosse o Porto se calhar ele não teria sido ne metade do que foi)...havia lá na altura um jogador que era melhor que o Futre mas como não foi para o Porto ou o Benfica da época não deu nada, lembram-se do Litos, tão simples quanto isto... devem julgar também que o Rui Costa, o Baía, o João Pinto, o Nuno Gomes, Fernando Couto, Pauleta, etc, etc, etc foram formados nessa escola, grandes jogadores foram formados por todos os grandes e grandes flops também os há em todos os clubes... deixa-te de merdas pseudo- intelectualizantes...

Ps: o Miguel Veloso e o Moutinho não valem a ponta de um corno...

Ministro disse...

grande Ana, quem fala assim n é gaga!!!!!

Dá ai o teu msn (mm q te engasgues noutras ocasioes, tranquila...de certa forma ate me excita!)

oh Bongo, atão o Jel veio em tua defesa e tua chamas nomes ao homem?

Joel disse...

Eu acho que ha pessoas que so deviam estar habilitadas a comentar no maisfutebol...

Fernando disse...

Desafio interessante Pedro. Mas acho que poderia ser mais limitado. Isso de escolher os jogadores que quisesse parece-me irreal.

Por isso Nuno ou Gonçalo, proponho outro desafio. Imagina que pegavas numa equipa portuguesa de fundo da tabela, como Trofense, Olhanense, Naval, etc. Como seria a preparação da época? Incutirias à equipa capacidade de posse de bola, passe curto, pressão alta, defesa à zona pura... Em suma, o que se defende aqui no Entre10?

Parecer-me-ia bastante difícil...

Quanto ao penalti do Del Piero, acho ridículo referir que foi mal marcado. O Del Piero foi inteligente. Mas também acho errado julgar o guarda-redes como estúpido já que inteligência é mais do que seguir estatísticas. No entanto, também não posso julgá-lo como inteligente porque desconheço o que terá pensado no momento, se pura sorte ou grande mérito, só ele poderá desvendar.

Cumprimentos.

Nuno disse...

Fernando, com a equipa do Trofense do ano passado, incutindo tudo isso, andava a lutar pela Europa.

Por que é que te parece difícil pegar numa equipa fraca em termos de individualidades e pô-la a jogar bem? O Carvalhal fê-lo no Setúbal, o Jesus fê-lo bastantes vezes no passado, em Braga e no Belenenses, sobretudo, o Mourinho fê-lo no Leiria. Treinando como deve ser e fazendo a equipa jogar um futebol de posse e circulação de bola, de pressão alta e com defesas rápidos para assegurar o espaço nas costas da defesa, iria com qualquer equipa à Europa. É evidente, porém, que teria de ser eu a formar o plantel. Com o plantel composto para jogar de outra forma, com jogadores mais agressivos e menos competentes com bola, não ia lá. Mas há muitos jogadores na Primeira Liga e na Liga Vitalis que se enquadrariam naquilo que pretendia. Era uma questão de contratá-los e de apostar neles.

Por exemplo, este ano, teria ido buscar, para uma equipa como o Setúbal, que se andou a reforçar com gente desconhecida, juniores ao Sporting como o Diogo Rosado, o Pedro Mendes e o André Martins, iria buscar o Miguel Rosa e o Ivan Santos, que estão perdidos no Carregado, iria buscar o Ricardo Nogueira, que rescindiu este ano com o Sporting, iria buscar o Paim, que nem clube tem, iria buscar o Josué ao Porto, que o emprestou ao Covilhã, iria buscar o Tiago Pinto que ficou no Trofense, tentava trazer o Delfim também do Trofense (o Hugo Leal deveria ser complicado, devido ao ordenado), tentava repescar o Diogo Tavares ao Frosinone de Itália, juntava-lhes o Rui Fonte e o Hélder Barbosa, que de facto foram para Setúbal, e apetrechava a defesa com alguns jogadores mais experientes e estava feito. E isto só falando de miúdos que conheço. Haverá por aí bastantes jogadores de bom nível. E com esta equipa teria de ambicionar a Europa, jogando de pé para pé, pressionando alto e à zona.

BAD-RELIGION disse...

Só queria dizer que é Falcao e não Falcão...

Fernando disse...

Nuno, a minha pergunta iria exactamente de encontro ao não poderes escolher os jogadores. O que acontece com uma frequência estúpida aos treinadores em Portugal...

Esta pergunta, coloquei-a porque li uma entrevista de Mourinho há uns tempos com o próprio a afirmar que quando chegou ao Inter tentou impor o seu estilo. No entanto, viu-se obrigado a mudar devido à identificação excessiva dos jogadores com o modelo antigo. Se não conhecerem e tiverem curiosidade, podem encontrar a tal entrevista aqui: http://www.espiraldotempo.com/webreportagens/detalhes.php?id=73

Cumprimentos.