segunda-feira, 27 de abril de 2009

Coisas que se passaram

1. A agressão de Pepe foi a notícia da semana. Em poucas palavras, 10 jogos para alguém que não tem antecedentes parece-me um castigo pesado, ainda que a paragem cerebral de Pepe tenha tido consequências pouco desculpáveis. No entanto, o que é importante tentar perceber são os motivos que levaram àquilo. Há quem diga que Casquero, o agredido, terá dito alguma coisa a Pepe, pois só assim se justificaria tal coisa. Mas se isso fosse verdade, não teria o internacional português mencionado o facto, em sua defesa? Para mim, Pepe perdeu a cabeça por frustração. Tivera responsabilidades directas nos dois primeiros golos do Getafe e, a três minutos do fim, cometia um penalty que daria boas hipóteses de derrota ao Real. Ao contrário da posição de Luis Sobral, que opta por não tentar explicar o que não sabe, a reacção de Pepe - parece-me - é apenas consequência da frustração de mais um mau jogo. E consequência também do jogador que é: irreflectido, imponderado, incapaz de conter os ímpetos. Foi a cereja no topo do bolo de uma época absolutamente desastrosa, época esse que o Entre Dez lembrará em breve e que coloca Pepe no seu devido lugar, bem longe dos melhores centrais europeus da actualidade.

2. Por cá, lesionou-se Lucho González e depois Hulk. Na minha óptica, a Providência fez troça do Sporting, como quem dá um chupa-chupa a uma criança e depois o tira quando esta está pronta a pô-la na boca. Se a lesão de Lucho deixou antever um final de época atribulado para o conjunto nortenho, estando o Sporting à espreita de uma escorregadela dos campeões nacionais, já a de Hulk veio permitir que a equipa não jogue manca. Assim, mesmo sem o jogador mais criativo da equipa (como é óbvio, não estou a falar do Hulk), o Porto continuará coeso, a jogar como equipa, com jogadores adultos como Mariano e Farias, e continua o mais sério candidato ao título.

3. Entretanto, Lisandro resolveu com classe e Fernando já é comparado a Paulo Assunção. O Entre Dez, como é hábito, resolveu antecipar-se às modas e disse, há coisa de seis ou sete meses, basicamente o mesmo. Não podem ouvir nada...

4. O Sporting, sem nenhum dos habituais titulares do meio-campo, rubricou uma exibição como há muito não se via. Pereirinha, o tal que não tinha talento, agora já tem muito potencial. Romagnoli joga demasiado para a equipa e no futebol, como todos sabemos, pensar primeiro no colectivo e depois em si não leva a lado nenhum. Postiga é outro que é fraquinho... Que paciência para isto. O Sporting, jogando desde o início da época com Patrício, Abel, Grimi, Carriço, Tonel, Moutinho, Izmailov, Pereirinha, Romagnoli, Vukcevic e Postiga já era campeão por esta altura.

5. Diz-se que Liedson fez um jogão, que continua a levar o Sporting às costas e que vai ficar mais uns anos em Alvalade. Em relação à última destas notícias, tenho a dizer que lamento, mas até 2012 (ano do termo do novo contrato do Levezinho, segundo consta), haverá apenas dois candidatos ao título: Benfica e Porto. Quanto ao jogo em si, ao contrário do que se disse, Liedson fez um jogo medíocre, mais um. Destaco dois lances que ilustram o modo primitivo com que se vê futebol em Portugal e que está na base do facto de se continuar a idolatrar um jogador absolutamente banal como ele: primeiro, aquela bicicleta na área, quando Postiga estava atrás de si, em muito melhores condições para finalizar; depois, aquela bola que recupera a meio do meio-campo adversário e com a qual tenta fazer um chapéu a um guarda-redes que já tinha voltado para a baliza há meia-hora. Além de o remate nunca poder dar em golo, foi um balão tão grande que mesmo que o guarda-redes ainda não tivesse regressado, podia ir tomar café, limpar o pó à casa, voltar e apanhar a bola. Mas o público aplaudiu. Mesmo tendo Liedson feito um disparate quando poderia ter iniciado uma jogada de perigo, face ao desposicionamento da defesa do Estrela. Depois, fala-se na assistência para Postiga como se fosse uma coisa extraordinária. Mas alguém viu o lance como deve ser? A movimentação é horrível, aproximando-se de Pedro Silva quando este tem a bola e obrigando-o a desenvencilhar-se sozinho. Por sorte, Pedro Silva conseguiu vir para dentro, o que soltou Liedson. Depois, um cruzamento com a bola a saltitar é uma coisa dificílima de efectuar. É isso e fazer um ovo estrelado. E então quando comparam essa assistência à do Postiga, na segunda parte, para o mesmo Liedson (que falha vergonhosamente), só podem estara gozar. A exibição de Liedson salda-se por um golo, num lance em que a defesa do Estrela está muito mal colocada. O resto são disparates, burrices e a alcateia das bancadas a uivar cerimoniosamente.

6. Ainda Liedson. Há quem diga que ele faz a diferença. Vamos ver. Tem esta época uma média de 0,64 golos por jogo, o que até é melhor do que a sua média desde que está em Portugal. Comparemo-lo com outros avançados do nosso campeonato. Cardozo tem o mesmo número de golos, mas a sua média é bem superior: 0,76 golos por jogo. Farias tem 7 golos e uma média de 0,90 golos por jogo. Nuno Gomes tem 7 golos e uma média de 0,58 golos por jogo. De facto, Liedson faz uma diferença do caraças.

7. Lá por fora, Arshavin marcou 4 ao Liverpool. Isto depois de os pupilos de Benitez terem encaixado 7 golos numa eliminatória da Champions. Mas há quem defenda que o Liverpool é a equipa que melhor defende na Europa. Está certo. Quer-me parecer que eles até são certinhos a defender quando jogam enfiados lá atrás. Mas quando têm que ir para cima do adversário, dão quilómetros de espaço. Isso não é defender bem. Isso é defender muito. E é sobretudo abdicar de lançar muitos elementos na frente para os ter cá atrás. O Liverpool não é a melhor equipa europeia a defender, porque defender também é atacar. E, quando ataca, o Liverpool defende francamente mal.

8. Chocante, chocante, era eu dizer que a melhor equipa europeia a defender é o Barcelona. Mas digo-o. Por várias razões. Primeiro, porque percebe que a melhor maneira de defender é ter a bola. Segundo, porque é das poucas equipas que, balanceadas para o ataque, se mantém posicionalmente equilibrada. Terceiro, porque não separa o acto de defender do de atacar. Quarto, porque em situação defensiva, mesmo pressionando alto, mesmo utilizando um bloco alto, ocupa na perfeição os espaços e mantém os sectores unidos.

9. Sobre futebol, há poucas coisas que vale a pena ler. Uma delas é a crónica semanal de Johan Cruijff. Na da semana passada, diz o seguinte: "La gente puede pensar que, jugando así, gastas muchas energías. No es verdad. Jugar el balón rápido, con las líneas juntas, requiere más un esfuerzo mental que físico. Si consigues jugar siempre en campo contrario, te cansas menos. Y robar muchos balones en campo del rival no es sinónimo de correr a lo loco, sino de correr lo justo hacia atrás para luego tener que correr poco hacia delante porque ya estás adelantado. Otra vez es el Barça, con su estilo, el que te lleva al engaño. Por su manera de jugar, corre menos de lo que parece. Por eso los jugadores parecen más frescos que el rival. Porque mientras unos sufren sin el balón, los otros se divierten." A melhor maneira de jogar futebol é divertindo-se, diz, entre outras coisas, Cruijff. Este Barcelona diverte-se tanto que no primeiro golo frente ao Valência, esta semana, parecia mesmo que estavam a gozar com os outros. De resto, nada a acrescentar ao que diz Cruijff: o Barcelona, a jogar como joga, despende menos energias que os adversários. Não será por falta de frescura...

10. Entretanto, o Real, aos trambolhões, vai encurtando terreno para o Barça. Sem jogar bem, mais com o coração e com Raúl do que com ciência, a equipa de Juande Ramos chega à fase derradeira do campeonato, em vésperas de clássico no Bernabéu, apenas a quatro pontos dos catalães e com a vantagem de não jogar a meio da semana. Vou-me armar em vidente e fazer um previsãozinha: só por azar é que a remontada não acaba já para a semana.

26 comentários:

PB disse...

1 - és capaz de ter razao (nas razoes para a agressao). Tb me parece q tens razao, no facto de o Pepe n medir bem mts lances (n consegue ter uma atitude um pouco mais "passiva" qd se impõem). Mas, discordo do valor q voces lhe atribuem. Acho-o bastante bom.

2- De acordo.

4 - n vi o jogo do Sporting. Mas, n pelo q se diz, n parece ter sido tao bom qt isso. Se bem, q tb é verdade q quem faz os textos sobre os jogos, fá-lo essencialmente c base no resultado.

5 e 6- Discordo da falta de categoria q apontam ao Liedson. N é o Deus q se quer crer, mas faz realmente a diferença, numa equipa q tem muitos problemas de finalização.

7 - Independentemente das lacunas q possam revelar noutros momentos do jogo, o Liverpool é mm, provavelmente, a melhor equipa no momento defensivo do jogo (Quando, em organização defensiva).

8 - Barça é a melhor equipa do mundo. Esta barça, segue a filosofia de outros. o Barcelona sp previligiou o espectaculo. é uma equipa especial

9 - obvio

10 - mm q o Real ate vença o Barça, parece-me q o Barça acabará sp campeão. Quem joga assim, è impossivel n ser!

PS - se a vossa vida permitir, era porreiro q fosse mais regulares nos textos. A malta tem sp vontade de vos ler!

jonnybalboa disse...

Cuidado com a febre suína Nuno,pode causar alucinações!Gosto de passar por aqui para me animar...Esses teus comentários sobre o Liedson são do mais primário e rebuscado que alguma vez li.

Ah e esqueceste-te do gajo do nacional, ou esse está num patamar tão elevado que já nem merece referência!

Nome: Pedro disse...

De acordo com muito do que está escrito neste texto.

Quanto ao Entre Dez, apenas gostava de expressar o desejo de ver textos mais frequentes, se for de encontro às vossas possibilidades. É um blog verdadeiramente interessante de se seguir, daí a vontade de ler mais.

Pedro Fernandez da Silva disse...

5- nao concordo que a movimentação tenha sido errada. Ele queria a bola na profundidade para poder ir a linha e cruzar, simplesmente o pedro silva é mais burro ainda e não percebeu isso. Acabou por dar-lhe depois a bola quando ele já tinha até desistido do lance.

No outro lance é verdade que se tivesse seguido a jogar a jogada seria perigosíssima (muito mais que o balão) mas o Gr não estava a controlar o lance assim como tu dizes.

cumprimentos

Nuno disse...

PB e Nome:Pedro, não é por falta de vontade que se tem escrito tão pouco. Há aí uns 20 textos na calha. Mas a falta de tempo, nesta altura, não tem dado para mais. Nas últimas semanas, tem sido complicado escrever mais do que um texto. Isto já para não falar do Gonçalo, que já desde Janeiro que nem para ler os textos ou para fazer comentários tem tido tempo. Tentaremos ser um pouco mais regulares, ainda assim, daqui para a frente.

Um Abraço!

PB disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Nuno disse...

Pois, acredito. Muitos jogadores, sobretudo aqueles que têm características intelectuais invulgares, ficam aquém do seu potencial porque apanham treinadores que querem é gajos que corram e que batam com força. Como esse, há muitos, PB.

MB disse...

1- Discordo. 10 jogos penso que nao é exagerado tendo em conta que nao é apenas uma acçao que motiva a suspensao, sao várias:

A-Penalty (falta que originou o vermelho directo)
B- Agressao a pontapé a adversário, sem provocaçao.
C-Agressao a outro adversário (admito que este tenha dito qualquer coisa tipo "tás doido", ao Pepe).
D- Insultos a equipa de arbitragem (algumas vezes sao sancionadas outras nao).

Para além disto ainda houve uma multa por ter entrado em campo depois de expulso.

8-Concordo inteiramente. Este Barcelona, quer ganhe ou nao titulos este ano, é já mítico.

Bruno Pinto disse...

O Nuno deve sentir-se profundamente estúpido de cada vez que o Liedson lhe esfrega mais um dos seus feitos na fronha!

Quanto ao FC Porto, hum, não sei se é o principal candidato ao título! Há que ter muito cuidadinho com a Naval.

Bruno Pinto disse...

Só mais esta por hoje:

"8. Chocante, chocante, era eu dizer que a melhor equipa europeia a defender é o Barcelona. Mas digo-o. Por várias razões. Primeiro, porque percebe que a melhor maneira de defender é ter a bola. Segundo, porque é das poucas equipas que, balanceadas para o ataque, se mantém posicionalmente equilibrada. Terceiro, porque não separa o acto de defender do de atacar. Quarto, porque em situação defensiva, mesmo pressionando alto, mesmo utilizando um bloco alto, ocupa na perfeição os espaços e mantém os sectores unidos."

Eu acho que dizer que o Barça é a melhor equipa a defender não é nada chocante para a maioria das pessoas. Acho que muita gente concorda com isso e as explicações são triviais. Ai Nuno, Nuno, essa tua mania de quereres ser visionário...

Pedro Fernandez da Silva disse...

"Eu acho que dizer que o Barça é a melhor equipa a defender não é nada chocante para a maioria das pessoas. Acho que muita gente concorda com isso e as explicações são triviais. Ai Nuno, Nuno, essa tua mania de quereres ser visionário..."

Bruno, se, como dizes, trabalhas para uma revista, então experimenta pedir a alguém lá que faça um inquérito ou algo do género e vê que %de inquiridos vão responder barcelona. Sou gajo para apostar que não chega sequer aos 5%!

Só alguém que perceba de futebol é que poderia responder Barcelona. E a maioria dos adeptos não percebe.

cumprimentos

Pedro disse...

Até era capaz de puxar para a conversa a pressão que o Liedson faz, q o Nuno tanto critica, com a pressão q os avançados do Barça ontem fizeram...

Mas definitivamente não vale a pena discutir Liedson no Entre10. Já é conversa antiga.
:)

Ricardo disse...

Ó Nuno tu deves é trabalhar numa revista de banda desenhada! Aquilo que mais me diverte é a forma como expressas o teu narcisismo futebolístico!!Caro Nuno, de futebol percebe não quem mais gosta mas quem mais o entende!E tu, deixa que te diga, pareces pertencer aos primeiros! Na minha humilde opinião de quem não percebe nada disto, penso que o futebol só pode ser entendido como um puzzle, em que primeiro é preciso identificar as peças. Só assim tens a probabilidade de o construir e obteres qualquer coisa. Tu, limitas-te simplesmente a descrever as peças que tens nas mãos sem saber o que realmente representam.
Ab.

Bruno Pinto disse...

"Bruno, se, como dizes, trabalhas para uma revista"

Ó Pedro, quando e onde é que eu disse que trabalhava para uma revista?????

Nuno disse...

Monsieur Homais, o Liedson não me esfrega nada na cara. Quando muito, os que estão apaixonados por ele é que podem ficar contentes sempre que marca um golo. Quanto ao resto, acho que o Pedro Silva te respondeu bem. Mas olha, deixa-me lá ficar com a minha mania de querer ser visionário à vontade, que eu também não te chateio por teres a mania de quereres ser idiota.

Pedro diz: "Até era capaz de puxar para a conversa a pressão que o Liedson faz, q o Nuno tanto critica, com a pressão q os avançados do Barça ontem fizeram..."

Pedro, não entendi. Eu critico as corridas parvas do Liedson, quando não integradas num movimento colectivo (quase sempre). Não sei ao que te referes quando falas da pressão dos avançados do Barça, mas o pressing dos catalães é uma coisa com pés e cabeça. Eles correm quando têm de correr, todos com o mesmo objectivo e ao mesmo tempo. É diferente de um maluco andar a correr por livre e espontânea vontade, só porque lhe apetece suar um bocado e chatear o portador da bola.

Ricardo, da próxima comenta em português.

Pedro Fernandez da Silva disse...

Se não trabalhas fiz confusão então. Mas já vi que te deu jeito a minha confusão, pois assim conseguiste fugir à questão essencial.

cumprimentos

Pedro disse...

Nuno, por acaso, no jogo de terça os avançados do Barça correram muitas vezes q "nem loucos" sem a restante equipa acompanhar na pressão.

Ricardo disse...

1. Concordo.

2. Hulk não é peça que, pela sua ausência, faça do Porto uma equipa mais forte. Pelo contrário.

3. O Fernando tem estado muito bem mas parecem-me algo exageradas algumas crónicas que tenho lido sobre o brasileiro. Tem qualidade, é inegável, porém convém esperar mais uns meses para perceber se sofreu de ejaculação precoce ou se é capaz de manter a dinâmica por um tempo aceitável.

4. Tenho dúvidas dessa certeza toda, Nuno. Mas, sim, o Sporting tem jogado melhor agora do que jogava com os supostos titulares indiscutíveis.

5. Concordo que o Liedson tem, ao longo de um jogo, várias movimentações/decisões erradas mas estou longe de concordar com essa tua visão tão assertiva de que Liedson faz mais mal que bem à equipa do Sporting. É certo que por vezes prejudica a dinâmica da equipa por não entender o contexto colectivo mas é crucial na forma como vive o jogo e aparece na finalização. Além disso, além desses erros, muitas vezes entende bem a forma como se movimentar em torno da equipa. Não é uma regra, essa que defendes da sua incapacidade para ser um jogador de equipa, é uma situação que por vezes se vê, outras não.

6. Sim, aí sem dúvida. Fazem do Liedson o goleador-mor quando está longe de o ser se comparado com os restante avançados em Portugal. Na razão golos marcados/minutos jogados está entre os melhores mas num quadro alargadíssimo. Não se destaca, longe disso.

7. 100 por cento de acordo.

8. Chocante? Chocante para quem?

9. Claro.

10. Dará empate.

Ricardo disse...

*faça do Porto uma equipa mais FRACA

João Pedro disse...

Ponto 10- na "mouche"

Metralha disse...

O Fernando um novo Assunção? Só se for nas pauladas que dá sem ver amarelo. Quanto ao resto e do que vi ao vivo vs benfica é um jogador sem categoria para um grande, tal como o yebda e o cissoko.

Deves estar contentente com a exibição colectiva que o Liedson fez em Coimbra. É que de cada vez que ele não aparece em jogo, o Sporting não ganha ou perde os jogos.
Deve ser coincidencia, não?

Santa paciencia para tanta iluminação!

Nuno disse...

Metralha, quem te obrigou a sair da escola na 4a classe?

Metralha disse...

Aleluia! Sem argumentos estupidos e com critica de miudo.

Já te disse, vai mashé trabalharchxxxx

Nuno disse...

Ao dialogar com certos marcos do correio, não vale a pena ser adulto. Os meus argumentos seriam demasiada "iluminação" e estaria a perder tempo.

Metralha disse...

Sim claro, diz lá então onde anda o Farnerud ?

E o CR7 ontem fartou-se de tomar más decisões, o raio do miudo!

Nuno, já tens emprego ou continuas nessa dependencia de supr-ego inflamado?

Nuno disse...

Metralha, estás a defender o quê? É que às tantas já parece que só cá vens para dizer que eu sou ridículo por gostar do futebol do Farnerud. Pá, já sei que sou. Tens mais alguma coisa a acrescentar? Nunca falei de más decisões em relação ao Ronaldo. Sobretudo porque aceito que os extremos tenham um nível de tomada de boas decisões inferior ao resto da equipa. Não sei onde queres chegar...