sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Curtas em atraso

1. Bruno Alves já bate livres. Ao menos assim bate em algo que não respira...

2. Fernando tem sido uma das grandes revelações deste início de temporada. Cheira-me que Pelé se transferiu do banco do Inter para o banco do Porto.

3. Os dois melhores jogadores deste início de temporada no Sporting têm sido Izmailov e Romagnoli. O russo, já se sabia, não podia jogar contra o Porto. Talvez para facilitar a vida ao adversário, Paulo Bento deixou também de fora o argentino.

4. O 442 clássico de Quique é tão errático que tanto dá para demonstrar força, como contra Sporting e Nápoles, como para sofrer até ao fim em Paços de Ferreira ou perder pontos estúpidos em Matosinhos. É capaz de ter a ver com o facto de a equipa, nesse sistema, não ser capaz de controlar os ritmos de jogo e de conceder muitos espaços entre linhas.

5. José Mota e o Leixões seguem em posição privilegiada no campeonato. Não tarda, começam a dizer que o homem percebe de bola.

6. Quando o Barcelona venceu o Sporting em Camp Nou, levantaram-se vozes dizendo que o Sporting fora esmagado por uma equipa em crise. Logo após esse jogo, o Barcelona espetou 6 ao Gijon. Este fim-de-semana deu mais 6 ao Atlético de Madrid. É uma crise um bocado esquisita...

7. Jaime Pacheco no Belenenses? Haja fé... Será Mior do que com Casimiro?

7 comentários:

Ricardo disse...

1. Os adeptos do Porto devem agradecer às costas do jogador leixonense que o ano passado levaram um "carinho" dos pés do Bruno Alves. Foram elas que demonstraram que o defesa portista nasceu com talento natural para o pontapé. Jesualdo, de dentes brancos, compreendeu a dica e pô-lo a chutar em bolas de futebol. Está muito certo.

2. Ainda vejo algumas lacunas no brasileiro e está distante de garantir a segurança que Assunção dava mas, sim, parece que está ali jogador.

3. Colcar Yannick no vértice ofensivo do losango não cabe na cabeça do Visconde da Apúlia. E eu até gosto do Bentinho...

4. À direita do meio-campo, a adaptação mais feliz e que mais facilmente assegura o controlo do ritmo de jogo e uma pressão mais evoluída será a do Amorim. O problema é que, sendo assim, Martins terá de ir para o banco. Quique tem de, definitivamente, assentar ideias.

5. Não é nenhum génio, mas está longe de ser dos piores. Há ali, pelo menos, uma capacidade de entrosar os jogadores e fazê-los ver que só a pulso podem ganhar jogos que acho interessante. É um treinador que, para as condições que tem tido, tem feito um trabalho bastante razoável.

6. É. Se não tivessem em crise, como seria?

7. Há qualquer coisa muito estranha que eu não entendo. Propõe-se um projecto, escolhe-se um treinador, o treinador escolhe jogadores e todos procuram embarcar no mesmo sentido rio acima. Depois de 5 remadas, o barco não anda como seria de esperar. Atira-se o marinheiro fora e apanha-se outro que estava a naufragar nas águas frias? Como é que alguém pode achar que faz sentido destruir uma ideia de época no princípio de Outubro? Pior: como é que alguém mete na cabeça que, contratando outro treinador, as coisas vão mudar radicalmente? Não entendo.

pedro silva disse...

2- sem dúvida. É o único que sabe fazer o que o assunção fazia. Receber ,decidir e entregar de imediato quase sempre para o apoio nunca ariscando muita profundidade. Dar apoios sem fim e jogo posicional.
Tanto o péle, como o Guarín são jogadores muito mais dotados tecnicamente e querem ter bola no pé por isso, se não evoluírem e pensarem mais no colectivo não os vejo a jogar tão cedo.

3- O paulo gosta de mostrar a fartura de qualidade no plantel. Até se deu ao luxo de prescidir do vukcevic.

4- não sei o pq do alarido à volta deste benfica. Ainda não vi nada de futebol. Defender todos atrás e explorar contra ataques e transições rápidas? Isto é a estratégia para ganhar a liga?

6- Tanta conversa no defeso e o barça continua exactamente igual, mas sem deco e ronaldinho. Mas quem tem aqueles jogadores arrisca-se mesmo a ganhar tudo.

cumprimentos

PB disse...

boas, venho deixar o meu blog (recem criado)

www.lateral-esquerdo.blogspot.com



ja vos tenho na lista dos blogs


expreitem. abraços

Refutador100 disse...

1. A agressividade exagerada do Bruno Alves só serve para disfarçar lacunas posicionais e erros na interpretação dos lances. Não gosto dele, nunca gostei: penso que está claramente sobrevalorizado na imprensa portuguesa e a exibição dele contra o Arsenal só vem mostrar as suas fragilidades.
2.Pelé é banal, não mais que isso. Fernando, embora ainda seja inexperiente, já mostrou que tem neurónios; posicionalmente é bastante bom, tem boa leitura dos lances e tem um futebol curto e apoiado. Gosto bastante dele, faz-me lembrar o Paulo Assunção.
3.Confesso que não percebi o objectivo do PB em deixar o Romagnoli no banco. É dos meus jogadores preferidos: o drible curto, a visão de jogo e os passes adocicados fazem dele o único jogador verdadeiramente criativo no meio-campo do Sporting.
4.Com um 4-4-2 clássico, nunca se pode ter o jogo na mão. É uma táctica desiquilibrada e que não favorece a posse de bola. Gosto do estilo do Quique, mas aquele sistema retrógado não me empolga.
5. José Mota é treinador de equipa pequena. Marcação homem a homem, meio-campo de operários e transições rápidas, sempre à espreita do erro do adversário. Não gosto dele, assim como não gosto do Pacheco, do Ulisses Morais e do Mário Reis.
6.O Barcelona tem recursos humanos do melhor que há por aí. Agora a questão é saber se tem treinador. Se Guardiola for tão inteligente como treinador, como foi enquanto jogador, então não deverá haver problemas para os lados da Catalunha.
7. Pacheco é um treinador desactualizado, mas tem o mérito de saber motivas as suas tropas. O plantel é de qualidade duvidosa e só mesmo ao nível da atitude é que pode haver mudanças.

Zezé disse...

1- foi uma comparaçao um tanto mal sucedida..mas a intençao da piada esta la.lol

2-tambem me cheira

3-romagnoli,sim,concordo

4-e vai desperdiçando o talento de martins.o sistema, claro..

5-sim, josé mota é dos treinadores mais labregos do nosso campeonato

6-lol,realmente..mas, tanto porto como sporting, sabiam ao que iam. mentalidades..

7-o gajo mais ultrapassado do nosso campeonato principal, ao leme de um historico. para alem de so ter brasileiros que nunca ouviram falar da palavra raça, ou até entrega, a equipa do belenenses ainda aposta neste homem. esperar pra ver

Nuno disse...

1- bate e bate bem pelos vistos (tal como nos adversários)

2- não me parece mau, mas tb n me parece mt bom

3- izmailov e romagnoli sao os unicos que podem dar imprevisibilidade ao losango

4- sem dúvida. amorim tem de jogar se quique quiser ter controlo

5- mota consegue fazer coisas suficientes sem matéria prima, resguardando-se nos seus esquemas primitivos mas de relativo sucesso

6- sim, houve um claro exagero quando falaram da má exibição do sporting em camp nou

7- a ver vamos

andre--- disse...

http://apenasesofutebol.blogs.sapo.pt/