segunda-feira, 21 de setembro de 2015

A Histeria em torno de André André e o que isso diz de Lopetegui

Mais irritante do que a cacofonia do nome é a histeria em torno das qualidades futebolísticas de André André, estrondosa nas últimas semanas e após o clássico deste fim-de-semana. Para Luís Freitas Lobo, por exemplo, André André é um jogador extraordinário. Mas pronto, para Freitas Lobo o Benfica de Rui Vitória também é uma equipa com as linhas muito mais juntas do que o Benfica de Jesus e Gonçalo Guedes também é um jogador que pensa o jogo a cada instante. Há que dar a condescendência devida aos parvos, e Freitas Lobo não é excepção. Quanto a André André, enfim, pode apenas dizer-se que é o exemplo mais recente da estupidez com que se olha para um campo de futebol. De tempos a tempos, surgem estes casos absurdos de jogadores sem o mínimo de talento que entusiasmam plateias inteiras. Tem tudo aquilo de que as bancadas gostam: é raçudo, vai a todas, corre que se farta, é voluntarioso, joga com amor à camisola e, ainda por cima, é filho de uma antiga glória do clube. No meio disto tudo, uma pessoa até se esquece de que o que era realmente giro era se tivesse talento. André André não tem talento. É um médio de combate, razoável do ponto de vista técnico, e útil em alguns momentos de um jogo. Não é nem médio para jogar entre linhas, que é como acreditam que deve jogar, nem médio para acrescentar alguma coisa à equipa em organização ofensiva, nem médio para jogar em zonas com pouco espaço. André André não tem um pingo de criatividade. Executa rápido, é verdade, mas apenas considera uma possibilidade. A sua decisão é sempre a mais óbvia, e pode apenas ter alguma utilidade, no passe, em momentos do jogo em que há muito espaço e pouca coisa a considerar. Os treinadores continuam a teimar em médios deste género, e continuam a acreditar que este tipo de jogador tem espaço em equipas que passam a maior parte do tempo em organização ofensiva. É pena, porque o futebol moderno, dados os bons exemplos que se foram acumulando nos últimos anos, já mostrou que não é com músculo, vontade e entrega ao jogo que se constroem equipas competentes. André André é uma espécie de Raúl Meireles. Se este já apanhou uma fase da evolução do jogo em que já não deviam apostar nele, dado aquilo que se começava então a exigir a um médio de ataque, André André aparece numa altura em que só por estupidez se pode achar que a organização defensiva adversária se desfaz com gente que corre muito, toma decisões muito rápidas e disputa cada lance como se fosse a coisa mais importante do mundo. André André é o típico médio de que se gostava muito há 15 anos. Sempre que aparecem jogadores deste tipo, fico com a sensação de que não se percebe o quanto o jogo evoluiu entretanto. 

Quanto a Lopetegui, sempre me pareceu o típico treinador que, tendo sido educado, enquanto treinador, numa escola futebolística que o conduz à posse e ao futebol apoiado, possui a tentação secreta de ser um treinador à antiga. Este início de campeonato desfez finalmente todas as dúvidas. As suas equipas só não são equipas dos anos 80 porque o talento o vai disfarçando. Este ano, porém, parece realmente apostado em recuar às origens. Não é só os extremos sistematicamente abertos, as variações de flanco cada vez mais constantes, o privilégio pelas alas, a distância absurda entre jogadores e a previsibilidade com que a equipa ataca; é também o tipo de meio-campo que está a tentar construir. O ano passado, o meio-campo ofensivo do Porto era muito criativo. Quando não jogavam Oliver ou Herrera, os dois titulares, jogava Evandro, que tem bastante qualidade. E Brahimi tinha liberdade suficiente para vir para terrenos interiores, sem bola, para criar superioridade numérica por dentro e para deixar a largura e a profunidade a cargo do lateral. Este ano, além de ter saído Oliver e ter entrado Imbula, que não tem nem um terço da qualidade do espanhol e vem claramente sobrevalorizado, Herrera saiu do onze e Evandro nem conta. E Bueno, onde anda? O meio-campo do Porto, com Imbula e André André (já para não falar de Danilo), não sabe pausar o jogo, não sabe assumir a posse e não tem capacidade para desmontar linhas defensivas através de trocas de bola e penetrações frontais. Com este meio-campo, o futebol do Porto consiste sobretudo em fazer a bola chegar à linha, para que Brahimi, Corona, Varela e Tello desequilibrem individualmente, e em meter muita gente na área (os médios correm a direito, tendo por missão aparecer o mais possível junto ao ponta de lança, essencialmente a pensar em cruzamentos, em passes em profundidade para as costas da defesa e em segundas bolas). Apesar da qualidade individual do Porto, que me parece ser superior à de qualquer um dos rivais, este género de ideologia será fatal a Lopetegui.

112 comentários:

DC disse...

Concordo no geral. No entanto, apesar de tudo, ver André em vez de Herrera para mim é uma melhoria. Nem que seja porque o André sabe o que é fazer uma recepção.
E ontem ver Danilo e Herrera de fora foi óptimo.
Agora ver Bueno e Evandro de fora também é péssimo. E só não sou tão pessimista como tu porque na pré-época vi o Porto a tentar explorar mais o jogo interior. Foi algo que me pareceu claro, os extremos muito mais por dentro, mais opções de passe pelo meio. No entanto, e não consigo compreender porquê, neste início, tudo isso desapareceu.
Da mesma forma que na pré-época via bolas paradas defensivas a serem defendidas com zona mista e agora está, parece-me, tudo H-H.
Lope é muito difícil de entender mesmo.

No entanto, olhando para JJ a apostar em Teo em vez de Montero e jogadores com esse perfil, acredito que Lope pode ser campeão mesmo assim.

michael disse...

com todo o risco de apenas o fazer por questoes emocionais, percebo mas discordo da tua apreciacao sobre o andré. é bem menos meireles e bem mais moutinho do que possa parecer, talvez mais pelas tarefas que lhe tem sido assignadas (estar mais á frente, fornecer intensidade nas transicoes, principalmente defensivas, encosta muito á ala...), mas tem nitidamente qualidade e tem sido aquilo que o jogo da equipa necessita. a equipa joga o jogo certo? talvez nao - já lá vamos - , mas a influencia de andré tem sido positiva qualquer que seja o momento e o tipo de jogo. é um 10 clássico? nao. mas que a intensidade e agressividade dele sem bola nao escondam o bem que ele trata a bola com o pé. terá que ser menos voluntarioso para manter poder decisao durante o jogo todo (perdeu-o no fim do jogo de kiev e a equipa sofreu de que maneira).

quanto ao porto e a lopetegui...tem várias qualidades que admiro, outras que nem tanto. nao acho que seja tao mau quanto o pintam (nao voces, a generalidade dos jornais e paineleiros), mas continuam a ver-se falhas no jogo da equipa que nao deviam acontecer: falta de apoios em fase de construcao, linhas defensivas confusas nos processos defensivos, falta de imaginacao no último terco... e isso nao é só culpa dos intérpretes (acontecia o mesmo com óliver, por ex.).

quanto ás coisas que o talento disfarca ou nao... isto nao é um jogo de all-stars, nem jogado a esse ritmo. sairam 8 titulares do porto do ano passado, pessoalmente, nao exijo ópera. e se a raca nao ganha (alguns) jogos, alguem tire o título de ha dois anos ao atléti de simeone!
se queremos mais? sem dúvida!

Nuno disse...

DC, não sou dos que partilham a ideia generalizada de que o Herrera é tão mau quanto feio. Acho-o bastante criativo, e sofre um bocado por não ser compreendido. Tenta jogar vertical sempre que pode, com os apoios frontais, e admiro isso. E tecnicamente é muito superior ao André. Não consigo perceber essa ideia de que não sabe fazer uma recepção. Não consigo mesmo.

Quanto à pré-época, vi pouco. Mas também vi disto. Se calhar tive azar. Até porque jogo interior só vi quando o Brahimi jogou a 10, e notoriamente o Lopetegui pedia que a bola entrasse entre linhas para o Brahimi desequilibrar.

Quanto a JJ, não surpreende certas apostas. Sempre teve a predilecção por jogadores em geral que brilhem nas estatísticas. É o grande mal do Jesus.

michael diz: "é bem menos meireles e bem mais moutinho do que possa parecer".

Em que é que te baseias para dizer isto? O Moutinho tinha a agressividade e a combatividade do Meireles, mas tinha uma capacidade de decisão, uma capacidade técnica e uma inteligência bem superiores. Não sendo um jogador extraordinariamente criativo, também não era o típico médio que larga a bola assim que a primeira opção razoável lhe surge. É isso que o André é, e é só isso que alguma vez será.

"mas que a intensidade e agressividade dele sem bola nao escondam o bem que ele trata a bola com o pé."

O bem que ele trata a bola?? Mas está tudo doido? Qual bem, qual quê? Não é o Fernando Aguiar, claro, mas tecnicamente não é mais do que banal.

"sairam 8 titulares do porto do ano passado, pessoalmente, nao exijo ópera. e se a raca nao ganha (alguns) jogos, alguem tire o título de ha dois anos ao atléti de simeone!"

Até podiam sair 11. Não é desculpa. Ou se acredita numa ideia de jogo, ou não. E o Lopetegui não acredita. O modo como modificou a maneira de jogar do meio-campo não tem nada a ver com as saídas. O Oliver esteve muito tempo lesionado, o ano passado, e a equipa continuou a jogar do mesmo modo, com o Evandro. Este ano, podia jogar com o Evandro e o Herrera (ou o Bueno no lugar de um destes), e o Imbula ou o Ruben Neves atrás, e a equipa jogaria de modo parecido. Prefere jogar com outros médios, sobretudo vocacionados para aparecer a finalizar, com os alas sempre abertos para alargar o adversário, para desequilibrarem individualmente na linha e para abrirem espaço para as entradas sem bola dos médios. Mudou a maneira de atacar da equipa, e isso não se deve às individualidades. Deve-se a convicções. O Brahimi, por exemplo, vai render metade, assim.

PTM disse...

Boas Nuno

Eu acho o André x2 muito parecido ao Adrien, não estou a dizer que sejam maus jogadores, no entanto, valem mais pela "intensidade" que pelas qualidades técnicas.

Agora é indesmentível que o André André foi o único jogador do Porto que apareceu entre-linhas e soube aproveitar esse espaço, se a estória é diferente com o Evandro, Herrera ou Bueno no mesmo lugar isso é outra questão. Agora porque achas que o André André joga? por oferecer essa "intensidade" com e sem bola e ou outros não conseguirem fazer isso?

Benoit disse...

O PTM disse tudo...é uma cópia do Adrien, corre, luta, corta, passa (mal diga-se)mas tudo junto e espremido dá...NADA.
Confesso que Lopetegui me enganou bem, talvez devido à qualidade do plantel da época passada.

PicaretaLeonina disse...

Concordo com a generalidade do texto. Os comentários do LFL são especialmente cómicos, ele a dizer que este Benfica é mais compacto que o do JJ e as imagens, nesse instante, a mostrar uma equipa com 2 defesas(um deles com bola), um médio defensivo 10 metros à frente e os restantes jogadores a uns 15 metros desse médio foi de rir, mesmo.

No entanto, não estive muito atento ao jogo a partir dos 30 minutos, porque estava a dar um jogo muito mais interessante, com o Nápoles de Maurizio Sarri a jogar muito futebol e a, muito justamente, golear o adversário(Lazio). Por acaso começaram mal o campeonato em termos de resultados(2 pontos nos primeiros 3 jogos que, infelizmente, não pude ver), e o treinador já estava a ser bastante criticado por Nápoles. No entanto, do que conhecia dele no Empoli tinha a certeza que essa realidade ia mudar rapidamente, e as duas convincentes exibições desta semana acompanhadas por resultados a condizer(5-0 ao Club Brugge e 5-0 à Lazio) vieram confirmar isso mesmo. Treinador a acompanhar de perto, claramente.

Feito este parêntesis, só dizer que não concordo mesmo nada com a tua opinião sobre o Herrera. Acho-o tecnicamente sofrível e, sinceramente, não lhe vejo essa criatividade que lhe vês.

michael disse...

nuno, em relacao ao andré, mais uma vez, espero que sejas tu a estar enganado, estamos a ver coisas diferentes, realmente. mais, quando dizes que toma sempre a decisao fácil, eu acho que 1) isso nao é uma coisa necessáriamente má e 2) devido á forma como os processos de jogo nao fluem - e isso que aponto ao treinador desde o ano passado - ele nao tem muitas escolhas disponíveis, regra geral, e isso é grave.
ainda em relacao a este ponto, ele é dos jogadores que mais vezes oferece uma escolha adicional aos colegas, isso, á falta da tal criatividade colectiva, vale muito.
e quanto a tratar bem a bola, mais uma vez, discordemos em discordar. já vi passes de ruptura, já vi passes simples, vejo o motor sempre ligado e vejo a cabeca levantada.

quanto á comparacao com herrera... espero que ele volte á melhor forma dele do ano passado (e nao foram muitos jogos) para poder discutir um lugar, mas teria sido mais útil ter o Sérgio Oliveira ou o Bueno no banco que um héctor tal como está de momento - péssimo, nem 1 golo apaga isso.

Edson Arantes do Nascimento disse...

Depois de ler o texto ia perguntar-te o que achas do Moutinho. E entretanto já percebi que também tens os teus gostos à Lopetegui. Porque, vamos lá ser honestos e objectivos: qual é a diferença entre o Moutinho e o André Júnior e o Raúl Meireles?

Houve um tempo - que felizmente já passou porque a realidade, neste caso, suplanta a ficção - em que dizer que o Moutinho não tem um pingo de criatividade e ainda tem a malapata de ser deficiente na decisão (ainda que muitas vezes consigo disfarçá-lo) era motivo para ser ofendido e literalmente agredido.

Blessing disse...

Desafio-te a pegares num jogo qualquer do Herrera na liga e a fazer, como se fazia por aqui, um estudo de cada lance.

Blessing disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Benoit disse...

PicaretaLeonina, também fiquei de olho no Sarri desde a época passada.
Tive oportunidade de ver 30 minutos do Roma com o Sassuolo e fiquei surpreendido, pela positiva com a equipa orientada por Di Francesco.
Pareceram-me bastante competentes no processo defensivo, mas carece de novas avaliações, visto que me foi apenas possível ver a última meia-hora e com a Roma à procura da vitória.
Se o LFL acha que o Benfica é compacto imagino se visse o Sassuolo...

Tiago Santos disse...

O André André não é de facto um virtuoso ao nível das estrelas de palco Mundial que tens nas fotos do blogg. Contudo dou por mim a pensar que deves ser um desses meninos da periodização tática atrás de um computador a ver vídeos do Barcelona do Guardiola, encantado com o brilhantismo desse futebol, mas sem entender do que é feito o mesmo. O futebol evoluiu, de facto, do ponto de vista tático é um jogo mais criativo e inovador, mas o não entender a necessidade de equilíbrio individual é um grande erro. Tu e tantos que agora defendem o futebol brilhante de posse a 90 minutos, pouco entendem de facto o que é o futebol. O André André é vertical, é rápido a decidir, como tu bem dizes, entende o jogo do ponto de vista defensivo e revela grande atitude e disponibilidade, se para ti isso não é suficiente tens de me dizer que equipa treinas e que jogadores tens.

Infelizmente no futebol, a dita liberdade de expressão chega a artistas como tu... que escrevem artigos como isto e que querem modernizar demais o que já está em processo de modernização.

Paolo Maldini disse...

oh boy... this is going to be so much fun...


Nuno, bem haja o teu regresso!

abraço

Álvaro Costa disse...

Tiago o que que a Periodização Táctica tem a ver com gostar se ou nao do André ? Sabes ao menos o que a PT?

Nuno disse...

PTM diz: "Eu acho o André x2 muito parecido ao Adrien, não estou a dizer que sejam maus jogadores, no entanto, valem mais pela "intensidade" que pelas qualidades técnicas."

PTM, acho o André André mais intenso do que o Adrien. Acho que o Adrien inventa demasiado e não tem tanta classe quanto julga, mas sabe fazer uma coisa que o André André não sabe, que é esperar pelo melhor momento para soltar. Não digo que, no cômputo geral, sejam jogadores de qualidade muito distinta, mas em termos de características são diferentes. São jogadores medianos. Mas mais depressa vejo o Adrien a integrar-se numa equipa que privilegia a posse do que o André.

"Agora é indesmentível que o André André foi o único jogador do Porto que apareceu entre-linhas e soube aproveitar esse espaço"

Era essa a sua função, quer no 442 inicial, quer no 4231 que se seguiu. Teve sempre a incumbência de procurar esses espaços, e esforçou-se por isso. Tanto se esforçou que, por vezes, os conseguiu.

"Agora porque achas que o André André joga? por oferecer essa "intensidade" com e sem bola e ou outros não conseguirem fazer isso?"

Sim, a esmagadora maioria dos treinadores gosta de intensidade. Um jogador que corra, quando a equipa tem a bola e quando a não tem, é sempre bem visto. Que corra bem é absolutamente secundário.

PicaretaLeonina diz: "Feito este parêntesis, só dizer que não concordo mesmo nada com a tua opinião sobre o Herrera. Acho-o tecnicamente sofrível e, sinceramente, não lhe vejo essa criatividade que lhe vês."

Pois,não és o único. O Herrera é um daqueles casos que não consigo bem explicar. Criou-se a ideia de que é sofrível tecnicamente não sei bem porquê. Tecnicamente, acho-o evoluído. Quanto à criatividade, é um problema quando um jogador pensa de uma maneira e a equipa de outra. O Herrera procura quase sempre os apoios frontais e isso, só por si, é um sinal óptimo. O problema deste tipo de jogadores, muitas vezes, é a incompreensão. Se ele pretende jogar com o apoio e o apoio não o percebe, quem fica queimado é ele. Invariavelmente. O Farnerud, no Sporting, sofria do mesmo mal. Em termos de criatividade, não é extraordinário, claro. Mas é bem acima da média. O problema deste tipo de jogador é que precisam que os colegas se comportem de determinada maneira. Se não o fazem, tudo aquilo que eles imaginam passa despercebido. Eu dou muita atenção às intenções dos jogadores, e talvez seja por isso que vejo coisas que algumas pessoas não vêem. No caso do Herrera, parece-me claro que a maior parte das pessoas vê apenas o que acontece.

Michael diz: "quando dizes que toma sempre a decisao fácil, eu acho que 1) isso nao é uma coisa necessáriamente má"

Claro que não é. Mas o problema não é esse. O problema é achar que a decisão fácil é sempre a melhor. O André tem esse critério.

"ainda em relacao a este ponto, ele é dos jogadores que mais vezes oferece uma escolha adicional aos colegas, isso, á falta da tal criatividade colectiva, vale muito."

É muito voluntarioso, como disse. E realmente está sempre a dar opções. O problema é que não pára para pensar se são as melhores.

"e quanto a tratar bem a bola, mais uma vez, discordemos em discordar. já vi passes de ruptura, já vi passes simples, vejo o motor sempre ligado e vejo a cabeca levantada."

Enfim, qualquer jogador mediano faz essas coisas. Nada disso significa que seja tecnicamente muito evoluído. Não é nenhum cepo, claro. Mas não é extraordinário. Sempre que precisa de recorrer a algo mais difícil, não tem competência técnica.

Nuno disse...

Edson Arantes do Nascimento diz: "Porque, vamos lá ser honestos e objectivos: qual é a diferença entre o Moutinho e o André Júnior e o Raúl Meireles?"

Muita. Do facto de serem, todos eles, típicos números 8, não se segue que sejam, em termos de características, iguais. O Moutinho tem mais qualidade técnica e mais inteligência. Em termos de criatividade, talvez não seja muito diferente deles, mas no resto é muito, mas muito superior.

Blessing diz: "Desafio-te a pegares num jogo qualquer do Herrera na liga e a fazer, como se fazia por aqui, um estudo de cada lance."

Quem me dera ter tempo para isso. Mas diz-me, quais são os principais problemas do Herrera, na tua opinião? Falta de qualidade técnica? Decisão?

Tiago Santos diz: "O futebol evoluiu, de facto, do ponto de vista tático é um jogo mais criativo e inovador, mas o não entender a necessidade de equilíbrio individual é um grande erro."

O que é que entendes por equilíbrio individual?

"Tu e tantos que agora defendem o futebol brilhante de posse a 90 minutos, pouco entendem de facto o que é o futebol"

E o que é o futebol?

"O André André é vertical, é rápido a decidir, como tu bem dizes, entende o jogo do ponto de vista defensivo e revela grande atitude e disponibilidade, se para ti isso não é suficiente tens de me dizer que equipa treinas e que jogadores tens."

Não é suficiente para mim e não devia ser para nenhum treinador de futebol. A menos que o futebol fosse outra coisa que não futebol. Ser rápido a decidir não significa ser bom a decidir. Ser agressivo, raçudo e disponível do ponto de vista físico não significa entender o jogo do ponto de vista defensivo. Ter grande atitude não significa ter a atitude certa. É por isso que nada disto é suficiente. Quanto a ser treinador, não sou. E é estúpido que precise de sê-lo para que me possas dar razão. Tão estúpido quanto ter de ser gatuno para dizer que há políticos gatunos. Tendo em conta que a maior parte dos treinadores de futebol podiam ser talhantes, é absurdo que treinar uma equipa de futebol seja critério para alguma coisa. Enfim...

"Infelizmente no futebol, a dita liberdade de expressão chega a artistas como tu... que escrevem artigos como isto e que querem modernizar demais o que já está em processo de modernização."

Felizmente, o blogue tem idade suficiente para responder a isto. Antes de aparecer o Barcelona do Guardiola, já eu queria modernizar o que, para muitos, já estava em processo de modernização. Foi preciso aparecer um treinador como Guardiola para que tudo aquilo que eu já defendia convencesse os primeiros papalvos. Agora é a mesma conversa de antes. Para ti, já não há nada a modernizar, como para muitos já não havia nada a modernizar há 10 anos. Para mim, continua a haver muito. Tal como tinha razão nessa altura, também daqui a uns anos se perceberá que tenho razão agora. Os "artistas", para devolver a ofensa, são aqueles que, nessa altura, reconhecerão que o futebol evoluiu, embora não reconheçam que precisa de evoluir mais. É o teu caso, neste momento.

Jorge Gaspar disse...

Grande Nuno. De acordo em tudo. O ano passado já dava para ver o que era o Lope. Desde o início da época passada que senti a equipa aos poucos a jogar cada vez pior até tornar-se naquilo que é hoje (excepção feita ao jogo com o Bayern em casa em que a surpresa foi tal que pareceu uma exibição de luxo).
Quanto ao Herrera, eu fui dos poucos que o fui defendendo quando toda a gente o criticava. Nunca percebi bem as críticas que lhe fazem a nível técnico ou relacionadas com a tomada de decisão. Penso que as críticas mais justas prendem-se com a movimentação sem bola. Acabei por dar razão aos críticos porque eram muitos. Com este post chegou a hora de repensar o que penso sobre o Herrera.
Nada a dizer sobre o André André. É um jogador de equipa mediana.
Relativamente ao comentário sobre o que o Freitas Lobo disse do Gonçalo Guedes. Fica latente nesse comentário que não vês grande talento no GG. Na época passada foram muitos os elogios que recebeu, e foi considerado a maior promessa nacional, mas neste início de época tem sido uma desilusão. Qual é a tua opinião sobre ele?

DC disse...

Desculpa lá Nuno, mas no ano passado tens o Herrera a jogar com Oliver, Jackson e Brahimi. Tens dois dos laterais com mais qualidade técnica e que mais jogaram por dentro na história do campeonato português. Estes 5 é que não o percebiam?
Aliás, a jogada tipo do Herrera (e eu infelizmente sei do que falo porque sou portista e tenho sofrido muito com isso) é pegar na bola progredir um bocadinho e abrir na linha e só na linha. Tabelas via ano passado entre Brahimi, Jackson e Oliver.

E tecnicamente, sinceramente só podes ter visto poucos jogos do Porto. Eu garanto-te que ele falha um número de recepções absurdo para um jogador profissional. É mesmo algo que nunca vi no Dragão e que só vejo agora ultrapassado pelo horrível Danilo. E olha que eu mal vi o André disse que a recepção dele é de distrital. Mas a do Herrera também é.
Além do mais, principalmente para quem o vir no estádio, é o jogador que mais posicionamentos falhava no Porto no ano passado (conheces certamente aquela expressão "está sempre a gravar"). Este ano, mais uma vez, foi ultrapassado pelo Danilo nessa capacidade de só se deslocar para onde deve estar 5s depois de ser necessário.

A sério, tal como o Blessing te desafiou, escolhe um jogo qualquer e analisa. Mas sobre as falhas de posicionamento dele já tens aqui um bom exemplo:

http://lateral-esquerdo.blogspot.pt/2014/09/classico-de-alvalade-o-primeiro-quarto.html

Tiago Santos disse...

Nuno quando me refiro a equilíbrio individual refiro-me ao facto de se pretender elementos que providenciem um bom equilíbrio de funções.

Para mim é evidente que o André é o menos criativo de todos os médios do Porto e que é o mais óbvio na sua tomada de decisão.

A um treinador de futebol interessa padronizar, desde o primeiro dia de trabalho. O André aplica de um modo prático as ideias do Lopetegui e obtém resultados (como pudeste evidenciar no domingo). Daí na minha opinião ele preferir um jogador mais agressivo, mais lutador, prático e fiel às suas ideias e requisitos táticos.

“Infinita” criatividade resolve jogos e encontra soluções tático/técnicas brilhantes, mas dificulta a aplicação dos conceitos e princípios de um treinador por aumentar o imprevisível. Com o André o Lopetegui obtém o que pretende, para mim isso conta muito.

São de fato um pouco exagerados os elogios ao André, mas é normal que um jogador Português, num campeonato à muito tempo dominado por sul americanos, numa equipa que aprecia a entrega dos seus atletas seja louvado depois de uma exibição como a última. Relativamente ao quão mediano ou fraco o jogador é, deixo que o tempo te responda, talvez estejas errado. Sabes que os jogadores crescem, alteram-se, evoluem...

Freitas Lobo, Tadeia... não percebem nada disto, bem como o Lopetegui e todo o departamento de scouting do Porto que decidiu repescar um jogador que já tinha saído de órbita. Tanta gente errada à tua volta...

PTM disse...

http://www.porta19.com/2015/09/a-histeria-em-torno-da-histeria-em-torno-de-andre-andre/

és só benckenbauers e pirlos e zicos

Nuno disse...

Jorge Gaspar diz: "Quanto ao Herrera, eu fui dos poucos que o fui defendendo quando toda a gente o criticava. Nunca percebi bem as críticas que lhe fazem a nível técnico ou relacionadas com a tomada de decisão. Penso que as críticas mais justas prendem-se com a movimentação sem bola. Acabei por dar razão aos críticos porque eram muitos. Com este post chegou a hora de repensar o que penso sobre o Herrera."

É verdade que, na época passada, não acompanhei a época de forma regular, e admito que o Herrera tenha tido maus jogos, más fases, etc. Mas do que tenho visto a espaços, desde que chegou a Portugal, agrada-me. Não é o típico médio-centro, muito disponível do ponto de vista físico e certinho no passe. Procura fazer coisas pouco comuns e isso agrada-me. Nem sempre é compreendido, e não raro isso joga contra ele.

"Fica latente nesse comentário que não vês grande talento no GG. Na época passada foram muitos os elogios que recebeu, e foi considerado a maior promessa nacional, mas neste início de época tem sido uma desilusão. Qual é a tua opinião sobre ele?"

Não, nem por isso. A principal característica dele, quando apareceu, era a irreverência. E se a aprendesse a utilizar, podia tornar-se num jogador interessante. Neste momento, abdicou dela para se tornar um jogador cumpridor, que agrade ao treinador em todos os momentos do jogo, e não me parece que tenha grande coisa a oferecer.

Nuno disse...

DC diz: "Desculpa lá Nuno, mas no ano passado tens o Herrera a jogar com Oliver, Jackson e Brahimi. Tens dois dos laterais com mais qualidade técnica e que mais jogaram por dentro na história do campeonato português. Estes 5 é que não o percebiam?"

DC, jogadores muito inteligentes podem não se compreender mutuamente. Quando um jogador pensa em qualquer coisa, há muitas variantes a condicionar o entendimento com o colega: a inteligência dele, o tipo de dinâmicas a que está habituado, aquilo que o treinador lhe pede, a própria circunstância de jogo. E depois não te esqueças que o Brahimi esteve bastante tempo sem jogar, que quando voltou demorou bastante a readquirir a forma, que o Jackson esteve vários meses lesionado, que o Oliver esteve por duas vezes, pelo menos, afastado dos relvados por mais de um mês. Não sei se terá coincidido em campo com esses 5 assim tanto tempo. De qualquer modo, bastava que não se tivesse entendido duas vezes seguidas, por exemplo, com o Quaresma, para começar a ser assobiado e para se enervar.

"Aliás, a jogada tipo do Herrera (e eu infelizmente sei do que falo porque sou portista e tenho sofrido muito com isso) é pegar na bola progredir um bocadinho e abrir na linha e só na linha. Tabelas via ano passado entre Brahimi, Jackson e Oliver."

Epá, isto é tão redutor. Não é minimamente verdade. À excepção do Oliver, não havia ninguém que procurasse tanto o jogo interior como ele. Mesmo o Brahimi, que tem muita qualidade, é mais típico no seu modo de jogar do que o Herrera: vem invariavelmente para dentro e procura o apoio central para tabelar ou o apoio do avançado.

"Eu garanto-te que ele falha um número de recepções absurdo para um jogador profissional."

Só posso dizer que tive azar, então, nos jogos que vi.

"A sério, tal como o Blessing te desafiou, escolhe um jogo qualquer e analisa. Mas sobre as falhas de posicionamento dele já tens aqui um bom exemplo:

http://lateral-esquerdo.blogspot.pt/2014/09/classico-de-alvalade-o-primeiro-quarto.html"

DC, não tenho tempo. Era uma coisa que até me apetecia fazer agora, mas não tenho tempo. Mas posso dizer que discordo de boa parte desse texto do Lateral Esquerdo. Há momentos, sobretudo no primeiro lance analisado, em que o Herrera podia ter feito mais e ficou apático. Mas nos lances restantes parece-me absurdo o que é sugerido. O Herrera não estava a jogar a médio nesse jogo; estava a jogar a 10, à frente de Casimiro e Ruben Neves. E o que lhe era pedido era que ocupasse espaços entre linhas e se aproximasse do avançado. Era muito difícil que, depois, conseguisse estar constantemente perto dos dois médios-defensivos. Não era isso que Lopetegui esperava dele e não é justo imputar-lhe falhas nesse sentido. Depois, há lances em que, claramente, parece esperar-se que o Herrera, que estava a jogar à frente do Casimiro e do Ruben Neves, tivesse a intensidade suficiente para cobrir zonas atrás destes dois. Francamente, não considero que haja falta de intensidade do Herrera senão no primeiro lance, em que devia ter acautelado o facto de o Ruben ter sido batido e o Casimiro ter saído ao Nani. No resto, é presumir que ele estava a ocupar uma posição que, na verdade, não estava. Dito isto, não acho que o Herrera, do ponto de vista posicional, seja extraordinário. No segundo jogo com o Bayern, por exemplo, teve várias falhas a esse nível, embora tenha que se dar sobretudo mérito ao Bayern.

Nuno disse...

Tiago Santos diz: "Nuno quando me refiro a equilíbrio individual refiro-me ao facto de se pretender elementos que providenciem um bom equilíbrio de funções."

Continuo sem perceber. Estás a sugerir que uma equipa precisa de jogadores para um certo tipo de funções e jogadores para outro?

"A um treinador de futebol interessa padronizar, desde o primeiro dia de trabalho."

A um treinador banal, talvez. A um treinador a sério não. Ou, pelo menos, interessa padronizar apenas algumas coisas: transições, bolas paradas, comportamento zonal sem bola. A ideia de padronizar a organização ofensiva, por exemplo, é simplesmente uma aberração.

"“Infinita” criatividade resolve jogos e encontra soluções tático/técnicas brilhantes, mas dificulta a aplicação dos conceitos e princípios de um treinador por aumentar o imprevisível. Com o André o Lopetegui obtém o que pretende, para mim isso conta muito."

Estás a defender, portanto, que uma equipa de futebol seria mais eficaz se, em vez de 11 homens, fosse composta por 11 robots. Está boa.

"Sabes que os jogadores crescem, alteram-se, evoluem.."

Que idade tem o André?

"Freitas Lobo, Tadeia... não percebem nada disto, bem como o Lopetegui e todo o departamento de scouting do Porto que decidiu repescar um jogador que já tinha saído de órbita. Tanta gente errada à tua volta..."

Sim. Já o disse aqui muitas vezes. 99% das pessoas que andam no mundo da bola podiam fazer outra coisa qualquer sem prejuízo para o futebol.

PTM, fico contente que haja gente indignada com o que escrevo. São, normalmente, aqueles que não percebem nada do assunto. O texto em causa é uma manifestação de indignação típica, em que não refere os argumentos deste texto e não apresenta um único argumento que justifique a indignação. São gritos, e pouco mais.

DC disse...

Depreendo então que consideras que a maior parte dos problemas do Herrera advém do treinador e da falta de um modelo de jogo consistente e que explore os caminhos certos para atacar, é isso?

Nuno disse...

Não sei. É como te digo: eu não acho que ele tenha tantos problemas como isso. Em relação ao jogo do post do Lateral-Esquerdo que referes, sim, acho que muito do que é assinalado tem a ver com a posição em campo e as tarefas que lhe tinham sido pedidas. Mas de resto não sei. Francamente, tenho dificuldades em perceber por que é há uma opinião tão negativo a seu respeito.

Ze Miguel disse...

Eheheh o melhor do grupo que gravita pelo LE (incluindo os autores) com DC & co., que com uma opinião tão similar se masturbam uns aos outros e já nem contra-argumentam, apenas gozam, os "outros" (complexo de superioridade gritante, então o Bouças está cada vez pior), é a relação com o Nuno.

Adoram vê-lo rasgar os imbecis, os LFL's e Alexander's, e têm-no em grande conta. A parte boa é mesmo a diferença de tratamento quando o Nuno tem uma opinião completamente contrária à deles (diferença no tratamento ao Nuno vs tratamento a terceiros). Exs do Nuno: modelo do VP perto de uma aberração (tinha de procurar as palavras exatas); há um ano do pouco que viu tinha uma opinião do trabalho do Lopetegui positiva; o Quaresma; e agora claro o Herrera.

O Herrera é "o" meme desta gente. É a personificação do picareta. Outro qualquer seria fortemente gozado sem pensar duas vezes. No entanto, o temor que o Nuno lhes inspira é tanto que mesmo perante tal cisão na opinião se borram pelas calças abaixo.

Claro que nas costas dele rasgam, mas "pela frente" não há tomates para isso.

Paolo Maldini disse...

https://www.youtube.com/watch?v=ZN0FutuWwfU

DC disse...

Zé,
A diferença é simples. Se o Nuno acha isso eu quero saber porquê porque sei que ele fundamenta as coisas que diz.
Se tu o dizes eu não quero saber porquê porque não me interessa a opinião de quem, pelos vistos, anda na net a observar "o grupo do LE", discorda, mas não tem coragem nem capacidade de explicar porquê.

P.S. Não fiques só a ler as conversas, podes ter a coragem de dizer um Olá de vez em quando. Nós paramos de nos masturbar para te cumprimentar.

Nuno disse...

Zé Miguel, a diferença é a que o DC explicou. Eu não tenho de concordar sempre com as pessoas a quem reconheço mais capacidade para entender o jogo, assim como elas não têm de concordar comigo sempre. Discordámos no passado de algumas coisas, sobretudo de jogadores. O Postiga foi um bom exemplo. O Herrera, agora, é outro. Não temos que estar sempre de acordo. E, ao contrário da esmagadora maioria das pessoas que discorda de mim, que ao fim de 2 ou 3 respostas já dá para perceber o que sabem ou não sabem de futebol, eu quero saber por que razão eles discordam de mim. Uma vez que lhes reconheço inteligência e saber, tenho interesse em discutir com eles, tenho interesse em respeitar as opiniões deles e tenho interesse em perceber os motivos que os levam a pensar de maneira diferente.

Miguel Pinto disse...

"Apesar da qualidade individual do Porto, que me parece ser superior à de qualquer um dos rivais, este género de ideologia será fatal a Lopetegui." Nuno

Resumindo e concluindo, é este o retrato da forma como o fcp joga, pelo menos na minha opinião. Falta saber se com outros (james, lucho, moutinho, etc) jl iria ter a mesma ideia de jogo e, por aquilo que tenho visto, julgo que sim. O jogo com o estoril é a prova disso mesmo. Coloca o brahimi a 10, é ele que desequilibra a org. def. do adversário no 1º golo (gostava de ver o 'talentoso' andré andré a fazer o mesmo...) e o que é que jl faz? tira o varela, tira o brahimi para ext. e o fcp acabou, zero de ideias, zero de desequilibrios ofensivos, kaput.

Valeu a 'raça', a 'alma', o 'espírito de sacrifício' para que a vitória fosse alcançada! O resto, bem, o resto talvez apareça no dia em que o iniesta bata com a porta e o modric também se canse do benitez e queiram ambos vir fazer companhia ao casillas.

Ah já me esquecia do coentrão, esse filho bastardo das caxinas, encaixaria que nem uma luva na equipa do jl (ou dos jorges desta vida)

Cumps

Miguel Pinto

Blessing disse...

Depois da resposta do DC e do Nuno, deixa-me acrescentar que discutir não significa concordar. Significa argumentar e contra argumentar, com sentido. Ainda que no final, apesar de um ficar a perceber melhor o que o outro pensa, fiquem os dois com as suas opiniões.

Nuno, vou responder-te com um artigo. O que está em causa para mim, mais do que posicionamentos, é o que eu acho dele com bola. Porto Guimarães da primeira jornada, vi no estádio, e ainda não revi em vídeo. Pode ser esse? Mas devo dizer que no estádio a impressão foi exactamente a mesma. Que o gajo não tem a mínima ideia do que anda a fazer, e o que faz de bem, faz tão pouco que para mim é um grande acaso. Desde problemas técnicos, a tomada de decisão que por vezes é pior pelos erros técnicos.
Vou meter no Posse, continuamos por lá. Todos os toques dele na bola, com vídeo, e etc. Para podermos discutir à vontade.

O Mago disse...

Não sei se estou a interpretar mal, mas este texto parece-me muito mais uma crítica ao treinador do que propriamente ao André André.

No que ao jogador diz respeito, não vejo que lhe haja muito para criticar neste momento, em tão pequena amostra de jogos. Dos médios que o Lope já pôs a jogar este ano, é provavelmente aquele que melhor rendimento tem tido, num meio-campo que ainda está só agora a ganhar contornos definitivos.

André André não tem talento?! Claro que tem. Não possui a criatividade de um James, Oliver ou Gaitán, mas possui outras caractísticas importantes e uma atitude em campo que foi o suficiente para lhe valer para já, a afirmação no onze.

Além de que, é bem provável que na carreira dele nunca tenha jogado por uma equipa que tem a responsabilidade de assumir 60% ou mais da posse e de desmontar equipas a defender com 10 atrás do meio-campo.

No que ao treinador diz respeito, subscrevo algumas críticas. Nesta altura esperava-se mais, mas com tanta gente nova na equipa aceita-se que ainda hajam arestas a limar.

O meio-campo e os alas/extremos vão continuar a ser discussão até ao final da época, tenho quase a certeza.

Mas por agora, acho que o Lope deve continuar a apostar nos que lhe dão mais garantias e não fazer tanta experimentação, mesmo que o modelo de jogo dele não agrade a muitos e soluçe como um carro a arrancar em 3ª a subir. :)

Eu só lamento mesmo é a dispensa do Ricardo Pereira e que ainda não se tenha visto Sérgio Oliveira e Bueno (em modo Derlei/Lisandro numa ala). Mas as opções são muitas, alguém tem lamentavelmente que aguardar a vez na bancada.

Aparte, achas que o Lope dispensou algum médio que lhe poderia agora fazer jeito, pela falta do tal 10 que tanto se apregoava na CS?
É que no "perfil" tinha Josué, Carlos Eduardo ou Tozé.

Diogo Carvalho disse...

Que grande palhacada,como e que e possivel escrever uma coisa destas??
So uma pessoa que nunca jogou futebol e que escreve isto,ver uns jogos na tv e jogar fm nao e tudo para entender o jogo.
Isto e o texto de uma pessoa frustrada e com uma diarreia mental dentro da cabeca.

Enfim ja se tinha comentado noutros blogs esta estupidez mas depois de ver com os meus olhos fiquei escandalizado

o melhor que tens a fazer e mesmo arranjar um trabalho util e fazer alguma coisa porque para isto ja se viu o teu talento...

Diogo Carvalho disse...

este e o problema da internet,dar voz a um asno desta dimensao...

Tomás Fonseca disse...

Bom dia,

Ainda não percebi a cor clubista do autor do texto, mas seja ela qual for, uma coisa é garantida - Futebol e pesca para ele é a mesma coisa. Eu, pouco entendido e sem formação nenhuma no ramo, percebo mais de pesca do que futebol, no entanto, tenho olhos na cara... e como já dizia o outro " Mais cego é aquele que não quer ver" e claramente o Nuno não quis ver o jogo com olhos de ver, preferiu ser do contra... (Ah afinal acho que já descobri o clube do autor, é do clube "Dos Contras" (conheço muitos assim - normalmente são infelizes/frustrados)).

No meio do seu tão absurdo texto, reparei em várias frases de tal maneira estupidas que acredite que foi difícil escolher a mais estupida delas todas, ( e repito eu percebo mais de pesca do que futebol) mas quando escreve que o "André André não tem um pingo de criatividade. Executa rápido, é verdade, mas apenas considera uma possibilidade. A sua decisão é sempre a mais óbvia, e pode apenas ter alguma utilidade, no passe, em momentos do jogo em que há muito espaço e pouca coisa a considerar." considero de tal maneira absurdo e contraditório que reforço a ideia que o seu clube é claramente o "Dos Contras". Por favor não confundamos conceitos de "falta de criatividade" com "simplicidade"... Ok, podemos assumir que as coisas que ele faz com espaço parecem fáceis, mas sabe senhor entendido, encontrar o espaço para executar com simplicidade, a meu ver, é sem duvida a maior das criatividades que um jogador de futebol pode ter, e o André faz isso com uma qualidade que só um cego é que não quer ver...












Nuno disse...

Blessing, fico à espera que ponhas, então. Vi parte do jogo com o Vitória e acho que ele se enervou a partir do momento em que começou a ser assobiado. E isso foi a seguir a ter falhado um golo na cara do guarda-redes, depois de o Imbula ter falhado 2 sem direito a assobios, e depois de uma jogada à linha em que, na minha opinião, ele fez tudo bem, mas não o compreenderam. Mas podemos continuar a discutir depois do teu artigo.

O Mago diz: "Não sei se estou a interpretar mal, mas este texto parece-me muito mais uma crítica ao treinador do que propriamente ao André André."

É sobretudo uma crítica ao Lopetegui e uma crítica àqueles que exultam com jogadores como o André. O André não tem culpa de ser um jogador mediano, nem é ele que se arroga de ser espectacular. Até aceito que seja um jogador útil para equipas do meio da tabela. O meu problema é com pessoas que acham que pode ser mais do que isso.

"Dos médios que o Lope já pôs a jogar este ano, é provavelmente aquele que melhor rendimento tem tido, num meio-campo que ainda está só agora a ganhar contornos definitivos."

O que é o rendimento? Se aquilo que se espera de um médio é intensidade, agressividade, capacidade de aparecer a finalizar, etc., tudo bem. Não me parece é que isso deva ser o rendimento esperado de um médio de uma equipa que joga todos os jogos para ganhar.

"Aparte, achas que o Lope dispensou algum médio que lhe poderia agora fazer jeito, pela falta do tal 10 que tanto se apregoava na CS?
É que no "perfil" tinha Josué, Carlos Eduardo ou Tozé."

O Tozé não acho nada de especial. O Carlos Eduardo tem alguma qualidade, mas acho o Evandro ou o Herrera melhores. O Josué, sim, sem dúvida. Mas a reputação do Josué ficou ligada ao mau ano do Paulo Fonseca, e isso, já se sabe, é o suficiente para determinar a qualidade dos jogadores aos olhos da opinião pública.

Nuno disse...

Diogo Carvalho diz: "Que grande palhacada,como e que e possivel escrever uma coisa destas??"

Não é fácil. Para além da inteligência, que é uma coisa que costuma haver em quem é inteligente, é preciso ter aprendido a escrever, que é uma coisa que se costuma aprender na escola, e é preciso, neste caso, ter um computador, que é uma coisa que se costuma comprar numa loja.

"So uma pessoa que nunca jogou futebol e que escreve isto,ver uns jogos na tv e jogar fm nao e tudo para entender o jogo."

Azar dos azares, joguei futebol e não jogo FM desde que comecei a perceber alguma coisa de futebol. Já pensaste que, se calhar, o problema é precisamente o jogares FM. É que aquilo que é suposto ser uma simulação do jogo, não tem nada a ver com o jogo.

"Isto e o texto de uma pessoa frustrada e com uma diarreia mental dentro da cabeca"

Notável, a inferência. Uma pessoa que escreva uma coisa que não compreendes é necessariamente frustrada. Brilhante! Davas psicólogo, pá!

"o melhor que tens a fazer e mesmo arranjar um trabalho util e fazer alguma coisa porque para isto ja se viu o teu talento..."

Mais um comentário espectacular! Adoro as pessoas que cá vêm dizer o seguinte: "Vai mas é trabalhar, pá!" Adoro!

"este e o problema da internet,dar voz a um asno desta dimensao..."

Já viste que, tendo a internet o problema de dar voz ao asno que eu sou, tem o problema análogo de dar voz ao asno que tu és? Para ti, um asno é alguém que diz coisas que tu não compreendes. Para mim, um asno é alguém que diz coisas sem argumentar. De acordo com o meu critério, o único asno aqui és tu. A minha opinião tem argumentos, a tua não. Para que não sejas esse asno, tens de convencer alguém de que a tua ignorância é melhor critério para definir o que é um asno do que a tua falta de argumentação.

Tomás Fonseca diz: "Ainda não percebi a cor clubista do autor do texto, mas seja ela qual for, uma coisa é garantida - Futebol e pesca para ele é a mesma coisa."

Tomás, vou-te revelar um segredo. Não tenho cor clubista. Não fiques chocado, vá lá. Eu sei que, para ti, o futebol é uma coisa em que os adeptos têm as opiniões deturpadas pela cor clubista. Mas há pessoas para quem o futebol é só o futebol. É para essas pessoas, e só para algumas dessas, que o futebol e a pesca não são a mesma coisa. Uma vez que nem sequer concebes que alguém possa não ter cor clubista, não pertences claramente a esse grupo restrito.

"Eu, pouco entendido e sem formação nenhuma no ramo, percebo mais de pesca do que futebol, no entanto, tenho olhos na cara..."

O teu problema não é ter olhos. É teres olhos mas não teres inteligência para processar aquilo que vês.

"Por favor não confundamos conceitos de "falta de criatividade" com "simplicidade"... Ok, podemos assumir que as coisas que ele faz com espaço parecem fáceis, mas sabe senhor entendido, encontrar o espaço para executar com simplicidade, a meu ver, é sem duvida a maior das criatividades que um jogador de futebol pode ter, e o André faz isso com uma qualidade que só um cego é que não quer ver..."

Ninguém confunde esses conceitos. Tu, porém, confundes "simplicidade" com "simplificação". E não, o André não encontra espaços para executar com simplicidade. Anda feito barata-tonta e encontra os espaços que calhar a encontrar. E depois executa com simplicidade, seja isso um passe a isolar um colega que por acaso está a dar condições para isso, seja isso um passe para o lado, porque não sabe executar de outra maneira. Com pouco espaço e muitas opções a considerar, o André considera apenas a mais fácil de considerar e executa em conformidade. É só isto, e isto é muito pouco.

Miguel Figueiredo disse...

Seu urso,André existem muitos mas André André existe um! Esse jogador criativo que faz jogar a equipa, não só faz jogar a do FCP como já fez jogar as equipas onde passou! Acompanhaste? Óbvio que não... Não fales do que não sabes.... Deves andar a confundir o futebol com o mundial de rugby e aí acho que deves estar a falar do André mas André Almeida! Não comento mais e no fim da superliga vamos ver quem vai ser considerado um dos melhores médios! AA....

Miguel Figueiredo disse...

Esqueci me de dizer que era para ti Sr Dr Eng Nuno! P.s não digas mais disparates como dizer que o AA é barata tanto quando é um excelente recuperador de bolas!

Diogo Carvalho disse...

ja deu para perceber o genero de asno que es...abre um blog de culinaria que de futebol ja se viu que nao percebes nada...

que grande pastor

Nuno disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nuno disse...

Miguel Figueiredo diz: "Esse jogador criativo que faz jogar a equipa, não só faz jogar a do FCP como já fez jogar as equipas onde passou! Acompanhaste?"

Acompanhei. O que é ele criava no Guimarães? Corria, corria e corria. Correr não é jogar futebol, mas disso não sou eu que te vou convencer.

"Deves andar a confundir o futebol com o mundial de rugby e aí acho que deves estar a falar do André mas André Almeida!"

Tu achas que um gajo que se destaca pelo que dá à equipa em termos de disponibilidade física é um craque, e eu é que confundo o futebol com o mundial de rugby?

"Não comento mais e no fim da superliga vamos ver quem vai ser considerado um dos melhores médios!"

Considerado por quem? Por ti? Para isso não precisamos de chegar ao fim do campeonato.

" não digas mais disparates como dizer que o AA é barata tanto quando é um excelente recuperador de bolas!"

Não sei o que é uma barata tanto. Um jogador que possa ser descrito como um excelente recuperador de bolas é, como fiz questão de referir no texto, o típico jogador de que se gostava há 15 anos. O futebol evoluiu, e uma consequência dessa evolução é esse tipo de jogadores já não poderem fazer parte de uma equipa que queira assumir constantemente a posse, como é necessário numa equipa grande. Nem o Mourinho, que tanto apreço tem por esse tipo de médios, e que tanto os utilizou em Milão e em Madrid, os usa agora na Liga Inglesa, supostamente a mais atlética do mundo. O Ramires, por exemplo, não é titular no Chelsea, porque o Mourinho já percebeu que, numa equipa que passa a maior parte dos jogos a atacar, era contraproducente ter um jogador que se destaca pelo que consegue dar à equipa em termos físicos. O Ramires, aliás, é o protótipo de médio de que se gostava muito há 15 anos. Pode ter a sua utilidade numa equipa grande, mas não pode ser titular indiscutível de uma equipa como o Chelsea. São precisos Matic, Fabregas e Óscares para que aquele meio-campo tenha a criatividade necessária, e sempre que um deles não joga a diferença é notória. O André é, à escala certa, uma espécie de Ramires. Ora, é justamente sobre o anacronismo que há em elogiar actualmente um jogador que só teria utilidade se o futebol fosse exactamente o mesmo jogo que era há 15 que o texto versa. E é isso que tu, com a descrição que acabas de fazer, não percebes.

Diogo Carvalho diz: "ja deu para perceber o genero de asno que es...abre um blog de culinaria que de futebol ja se viu que nao percebes nada...

que grande pastor"

Belíssimo comentário, Diogo! Continuo à espera de uma ideia da tua parte...

maria betania disse...

Não acredito no que acabei de ler!!!!!
Chama se a isto uma grande dor de cotovelo!!!! Será que o mágico André já comeu a tua moça? Ou és daqueles frustados que fala mal atrás do PC e quando o vês baixas as calças?

Hélder disse...

Nuno, nao achas estranho que cada vez mais se de valor, e nao so na comunicacao social, a esse tipo de jogadores fisicos. Mesmo depois de espanha, Barcelona e alemanha terem mostrado o caminho a seguir?

Numa formacao de preparadores fisicos deram como exemplo de jogador desta era o Bale. Cada vez se valoriza mais a capacidade de fazer sprints aos 90+3' do que saber o que fazer com a bola.

O que se terá passado para que de repente se ignorem as referências?

Miguel Figueiredo disse...

Guimaraes = corria assistia e marcava golos ( melhores marcadores )
Disponibilidade Física, meu caro para as funções que ele desempenha que é recuperar bolas, pressionar a linha defensiva do adversário ( tanto esq como direit ) é preciso muito pulmão! Agora, quando falei do caceteiro do André Almeida é da sua cotovelada ao AA que levantou se logo à procura do golo!
Barata tonta é sinônimo de não se cansar de correr os 90minutos e de ir à procura do golo e FAZER ASSISTÊNCIAS para golo (viste os jogos do Porto) se viste ele é o homem das assistências! E se digo que vai ser considerado um dos melhores médios é a minha opinião e de quase toda a imprensa!
Boa sorte com o teu clube
AA é um jogador idêntico ao Moutinho, é pena só terem dado oportunidade ao AA para aparecer no FCP agora!!!

Nuno disse...

Maria Betania, o mágico?? A sério? O mágico?? E aquilo que eu digo é que é estranho?? O mágico? Achar que o André tem alguma coisa de mágico é o melhor argumento possível para justificar a ignorância geral dos adeptos de futebol. Muito obrigado por isso.

Hélder, será mesmo assim? Não creio. Acabei de dar o exemplo do Mourinho, que em Milão e em Madrid gostava de usar médios desse tipo e que agora construiu um meio-campo no Chelsea muito diferente. Em Espanha, há várias equipas sem médios desse tipo. O Real do Ancelotti não tinha médios desse tipo. Em Inglaterra, há o Wenger, há o Pochettino e o próprio Pellegrini não se compadece muito com médios dessa casta. Na Alemanha, no meio-campo do Dortmund do Klopp, todos eram habilidosos. Antes do Barça de Guardiola, isto não estava tão disseminado. Agora, numa formação de preparadores físicos, estás à espera que se elogie o Iniesta ou o Busquets ou o Verratti? Claro que não. Elogiam-se os cavalos de corrida. Já não ser o Hulk...

TOMAS GOMES disse...

Não vou entrar no insulto como os que estão aqui a publicar, percebo perfeitamente a indignação das pessoas em relação aquilo que escreves. Se fosse eu no lugar do André André nem lia o que tu disseste porque de facto entre ti e um monte de bosta de um elefante acho que ele preferia ver a qualidade da bosta. És de facto um daqueles nabos que diz não ter clube mas que torce nitidamente pelo Benfica visto que estás completamente contra tudo o que o André André fez BEM ao FCP desde que começou a jogar a titular, sem não houver raça, determinação,vontade de jogar, alguém que carregue de facto a paixão do enorme clube que o FCP é não temos equipa e isso viu-se na primeira época do Lopetegui. Ainda mais, visto que o André André nos outros dois jogos que disputou a titular nem na posição onde costuma jogar jogou, e mesmo assim fez dois brilhantes jogos, falando um pouco do último jogo que ele fez, nem dez segundos de jogo estavam decorridos e ele já tinha tirado a bola ao Benfica que começou com ela ( isso só prova o que tu falas de um jogador de à 15 anos) mas que também entrou na segunda parte noutro sistema tático e foi o ,"AI JESUS" neste caso "AI VITÓRIA", na equipa do Benfica. Ele é de facto neste momento o melhor jogador do porto e espero mesmo que ele nunca abdique de jogar pelo seu clube de coração. Se dependesse de mim, ele nunca mais saía!


É O NUMERO 20
NÃO HÁ QUEM O FINTE
NEM MESMO O PELE
É O ANDRÉ ANDRÉ ALLEZ ALLEZ

Nuno disse...

Miguel Figueiredo diz: "Guimaraes = corria assistia e marcava golos ( melhores marcadores )"

Miguel, marcou bastantes o ano passado. Uma parte significativa foi de penalty. Quanto a assistir, cruzamentos até o Bruno Basto fazia e ressaltos não deviam contar como assistências.

"Disponibilidade Física, meu caro para as funções que ele desempenha que é recuperar bolas, pressionar a linha defensiva do adversário ( tanto esq como direit ) é preciso muito pulmão!"

Um dos teus problemas, e dos admiradores do André, é julgar que, num jogo de futebol, cada jogador deve ter funções específicas. Numa equipa a sério, ninguém deve ter por função recuperar bolas ou pressionar. Isso é da competência do colectivo. Percebes agora por que é que ele não tem utilidade especial numa equipa a sério?

"FAZER ASSISTÊNCIAS para golo (viste os jogos do Porto) se viste ele é o homem das assistências!"

Pá, caga lá nas assistências, se faz favor. Há 11 jogadores em campo. Quando uma equipa marca um golo, alguém tem de o marcar e alguém tem de assistir quem marca. Isso não constitui necessariamente mérito nem para o marcador, nem para quem o assista. Continuo à espera de uma assistência que qualquer gajo na distrital não fosse capaz de fazer.

" E se digo que vai ser considerado um dos melhores médios é a minha opinião e de quase toda a imprensa!"

É pena que, em quase toda a imprensa, não haja quem saiba de futebol.

"AA é um jogador idêntico ao Moutinho, é pena só terem dado oportunidade ao AA para aparecer no FCP agora!!!"

Enfim... Não ser capaz de ver a diferença entre Moutinho e André André é como não ser capaz de ver a diferença entre um hamburger e aquilo que é servido no McDonald's. Cada um come o que quer, e a maior parte das pessoas não vê, realmente, diferença.

Nuno disse...

Tomás Gomes diz: "Não vou entrar no insulto como os que estão aqui a publicar" e "de facto entre ti e um monte de bosta de um elefante acho que ele preferia ver a qualidade da bosta. És de facto um daqueles nabos que diz não ter clube mas que torce nitidamente pelo Benfica visto que estás completamente contra tudo o que o André André fez BEM ao FCP desde que começou a jogar a titular"

Decide-te, pá. Ou não entras no insulto, ou entras. De resto, acho engraçado que tu interpretes nas minhas críticas ao André André o meu benfiquismo. Repara que eu disse bem do Herrera. Que digo bem do Moutinho. Que acabei de dizer que o André André é, à escala, como o Ramires. Mas olha, sabes de quem é que eu disse mal, mais ou menos por esta altura, na época passada, numa altura em que os adeptos benfiquistas estavam mais ou menos tão histéricos como os portistas estão agora com o André? Adivinha lá quem é que, no Benfica, entusiasmava as bancadas mais ou menos como o André entusiasma agora, na época passada, e que, como o André, não é afinal tão extraordinário como parece aos adeptos mais histéricos como tu? Começa por Tal e acaba em isca...

Antonio disse...

Já levaram o Tomas Gomes para dentro???

maria betania disse...

Meu deus ao mesmo um SENHOR de seu nome ANDRÉ ANDRÉ para gerar tanto comentário neste blogue rasca!!!!!!

Diogo Carvalho disse...

nuno quem te disse que percebias de futebol enganou te bem,achas-te um entendido da materia ,mas ja se viu que nao percebes um chicote.

fala com as paredes,conta umas historias aos teus amigos no cafe,mas nao venhas lancar estas tuas diarreias cerebrais sem sentido nenhum

nao ha paciencia para tanta ignorancia e estupidez

quando abrires um blog de culinaria pode ser que va la ver umas receitas,aqui nao se aprende nada

TOMAS GOMES disse...

Antonio diz: Já levaram o Tomas Gomes para dentro???

Não entendi.

Nuno: EU li a tua publicação no blog e alguns dos comentários que tu começaste a responder e apagar. Devo te dizer que de facto o ta........lisca nunca me inspirou qq tipo de confiança, visto que ele provar alguma coisa antes de chegar ao Benfica oou muito me engano ou o gajo não era ninguém de facto.

Já em relação ao André André temos bastantes diferenças, um jogador que na subida à primeira liga depois de jogar no Varzim ganhou a taça de Portugal com o Vitória Sport Clube a jogar sempre a titular, ganhando ao teu Benfica e garantindo o lugar na Taça UEFA. "Ele de facto é um jogador mediano", fez duas épocas espectaculares tornando-se o melhor jogador do Vitória e por muito mérito chega ao FCP. Por incrível que pareça foi dos jogadores mais barato do plantel chegando ao fcp com um meio campo com jogadores que custaram vinte milhoes, 7 milhoes, que renovaram e ganham 100/150 mil e mesmo assim havendo esses jogadores todos, eu preferia 4 5 6 7 8 andré andré a 8 imbulas ou 8 danilos. Não te esquecas que quando ele lá chegou vinha de duas épocas espetaculares mas com muito jogadores que têm de jogar para valer o investimento feito neles porque FCP como se sabe é dos clubes que mais ganha com as vendas dos jogadores e com as boas contratações a bom preço e ,mesmo assim, ele conseguiu ser titular ao fim de 3 jogos visto que no terceiro entrou aos 30 minutos. Por muito que me custe dizer te isto Nuno, e com respeito pelas tuas publicações, Dedica-te ao Talisca já que a meu ver foi a a tua única visão correcta.

Antonio disse...

Ufff! Receei que pudesses ter entendido!

TOMAS GOMES disse...

Ok antonio, curte aí. Muito produtivo esses teus comentários

PicaretaLeonina disse...

Tomás Gomes diz: "Não vou entrar no insulto como os que estão aqui a publicar".

Tomás Gomes diz, duas linhas depois: "(...) porque de facto entre ti e um monte de bosta de um elefante acho que ele preferia ver a qualidade da bosta. És de facto um daqueles nabos que diz não ter clube mas que torce nitidamente pelo Benfica(...)"

LOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL!

De resto, muita paciência tem o Nuno para a maioria dos comentários que por aqui grassam. Acho que ainda não perceberam(e refiro-me aos últimos 4 adeptos do Porto) que isto não é a caixa de comentários do Visão de Mercado ou de um dos milhentos blogs afectos ao seu clube. Aqui, normalmente, argumenta-se. E eu bem procurei nos comentários dessas pessoas, mas não os encontrei.

Quanto à questão Herrera, falo depois no artigo do Baggio. Digo só que apesar de não lhe ver grande criatividade, o meu grande problema com ele é mesmo nos aspectos técnicos.

DC disse...

Foda-se quando li aquilo ia mesmo comentar o mesmo que o Nuno.
Chamar mágico ao André como se chamava ao Deco e usar o mesmo cântico é ser realmente acéfalo. Pelo menos tenham respeito pelo melhor jogador de sempre do Porto.

Hélder disse...

Nuno, concordo que ao nível dos médios se veja a influência do Barcelona. É notório que se valoriza mais a habilidade que no passado, mas já se valoriza mais a habilidade que o físico?

Onde eu noto que se começa a valorizar mais oo físico é na frente: Suárez, D.Costa, Bale,Benteke. Parece que só importa o músculo. Eu acho que muitos jogadores ganham massa e qualidade técnica. Vi um jogo do city e sim o pellegrini gosta que os médios joguem todos à bola, mas aquilo tirando o Silva e o sterling parece uma equipa de rugby - todos maiores e mais fortes que os do Everton e os do Everton não são propriamente fracos.

Isto para concluir - o Barcelona mostrou que se ganham títulos sem super desenvolvidos fisicamente, mas parece que ainda ninguém apanhou a lição.

Nuno Bártolo disse...

Nuno, depois de ler tudo ( e sim tive paciencia para tal ) apenas te gabo a paciência para explicar o que é claro.

Bom post. E bela discussão entre ti, o DC e o Blessing.

O Mago disse...

Nuno, sinceramente quantos jogos viste do Porto este ano?

Que a equipa do Lope tem ainda a melhorar bastante, não há portista que discorde. Que as exibições positivas do André André sejam o mote para se fazer uma crítica à equipa de Lopetegui é que já não entendo.

Se um jogador mediano como tu dizes, trabalha o suficiente para se destacar, não vejo porque não há-de merecer o devido reconhecimento e o facto de falarem dele é apenas normal.

Tal como disse no primeiro comentário, a amostra de jogos ainda é pequena. Contudo se há jogador "novo" que fez por merecer a titularidade, esse tipo é o André.

Quando tu pões isso em causa e perguntas o que é o rendimento, bem então deixa-me virar a questão para ti, o que é o rendimento de um médio habituado à posição e que está no primeiro ano de FC Porto?

Bem que gostava que tivessemos um ou dois "Decos" nesta equipa e a jogar mais e melhor do que o AA. Só que de momento, não temos. Mas também fomos campeões europeus com Maniche e Pedro Mendes. Jogadores que recordo com nota bem positiva.

O Mago disse...

Um pequeno lapso:

Quando tu pões isso em causa e perguntas o que é o rendimento, bem então deixa-me virar a questão para ti, o que é o rendimento de um médio habituado à posição '8' e que está no primeiro ano de FC Porto?

Miguel Figueiredo disse...

Achei que até entendias um bocadinho de futebol mas depois da resposta que dás aos meus factos, és muito fraquinho! O deco era importante porque marcava e assistia para golo tal e qual como Moutinho e AA! Físico o Moutinho levava porrada como leva o AA e não param até o árbitro apitar! Enfim se calhar quando jogava futebol es daqueles que quando toca desafina, e depois não precisas de nh gajo para te fazer assistência, és tão craque que fazes tudo sozinho! Enfim
NO COMMENTS
AA um dos MELHORES MÉDIOS DA SUPERLIGA

Jorge Gaspar disse...

Nuno, o tempo tem te dado a razão, a ti e aos membros do LE. Não vale a pena estar a alimentar estas discussões. Disseste o que achavas do André André e do Lope e o tempo vai mostrar como a razão está do teu lado novamente. Existem discussões que permitem a todos aprender mais sobre futebol e mudar a forma como se vê o jogo. Não me parece que seja o caso desta vez.
O tempo que perdes a responder a comentários sem nexo nenhum, podias o usar para escrever mais vezes e os habituais visitantes do blog agradeciam.


Bernard öZilva disse...

http://videos.sapo.pt/dYLzu7sDaohZ757JYw4c

Grande jogada do moreirense(aos 2:55)iniciada por Iuri

Esse sim,bom jogador!Sabe jogar entre linhas... Grande pé esquerdo..

PS:Pena Rui Jorge não lhe ter dado mais protagonismo no Euro sub21(ganhavamos aquela merda lol)e pena Jesus não contar com ele(gelson martins é bom mas Medeiros decide melhor)

Miguel Figueiredo disse...

Só falta o lopetegui por o AA a jogar a central ou talvez a GR que possivelmente fazia melhor que o IKER porque sim o AA não tem medo de ir ao choque! André André joga em todo lado, mas como é lógico existem lugares onde não é tão rentável como o lugar próprio....vamos ver contra o chelsea

bio disse...

Viva Nuno,

Excelente post, só não consigo concordar contigo no caso do Herrera. Se um tipo inteligente não consegue perceber o contexto dos outros 10 à volta dele... Não pode ser inteligente.

Gostava de explicar porquê, mas esta caixa de comentários está toda infectada, já não seria produtivo. No teu próximo texto pode ser? :)

Mas dou-te os prémios todos de paciência. Responder a esta asnos que de futebol não percebem nada... É obra.

Ainda bem que estás de volta :)

Nuno disse...

Diogo Carvalho diz: "fala com as paredes,conta umas historias aos teus amigos no cafe,mas nao venhas lancar estas tuas diarreias cerebrais sem sentido nenhum"

Diogo, alguém te obriga a vir ler as minhas diarreias cerebrais?

Tomas Gomes diz: "Já em relação ao André André temos bastantes diferenças, um jogador que na subida à primeira liga depois de jogar no Varzim ganhou a taça de Portugal com o Vitória Sport Clube a jogar sempre a titular, ganhando ao teu Benfica e garantindo o lugar na Taça UEFA."

Belo raciocínio!! O clube em que André André jogava ganhou uma competição, logo é um grande jogador!! Extraordinário! Andaste na escola, ao menos?

"Dedica-te ao Talisca já que a meu ver foi a a tua única visão correcta."

Olha que houve mais, Tomás.

DC diz: "Chamar mágico ao André como se chamava ao Deco e usar o mesmo cântico é ser realmente acéfalo. Pelo menos tenham respeito pelo melhor jogador de sempre do Porto."

É que é mesmo.

Hélder diz: " É notório que se valoriza mais a habilidade que no passado, mas já se valoriza mais a habilidade que o físico?"

Não, isso não. Acho que se valoriza um pouco mais do que no passado, mas ainda se continua a valorizar muito o físico. Este texto, aliás, é um pouco sobre isso.

"Onde eu noto que se começa a valorizar mais oo físico é na frente: Suárez, D.Costa, Bale,Benteke. Parece que só importa o músculo."

Talvez tenhas razão. Continua a valorizar-se muito o físico nos avançados.

Nuno Bártolo diz: "Bom post. E bela discussão entre ti, o DC e o Blessing."

Obrigado.

Nuno disse...

O Mago diz: "Quando tu pões isso em causa e perguntas o que é o rendimento, bem então deixa-me virar a questão para ti, o que é o rendimento de um médio habituado à posição '8' e que está no primeiro ano de FC Porto?"

Numa equipa que, à partida, tem de passar boa parte do tempo no meio-campo adversário, de fazer a bola entrar muitas vezes dentro do bloco adversário, o rendimento de um médio tem necessariamente de vir associado à capacidade que mostra para resolver situações com pouco espaço e para encontrar soluções pouco comuns para os problemas que lhe aparecem. Se o Porto opta por jogar por fora do bloco e se se pede aos médios que sejam essencialmente intensos na forma como perseguem os adversários e ocupam espaços por trás da linha da bola ou junto aos avançados, é natural que o rendimento de um jogador como o André pareça muito bom. Se o Porto tentasse jogar, já nem digo como na época do Vítor Pereira, mas como jogava o ano passado, o rendimento do André pareceria imediatamente mais fraco.

"Mas também fomos campeões europeus com Maniche e Pedro Mendes. Jogadores que recordo com nota bem positiva."

O Maniche, não sendo um jogador que apreciasse extraordinariamente, tinha coisas que o André não tem. O Pedro Mendes jogava à bola que se fartava. Nem há comparação possível.

Miguel Figueiredo diz: "Achei que até entendias um bocadinho de futebol mas depois da resposta que dás aos meus factos, és muito fraquinho!"

Factos??? Factos? Quais factos, pá?

"O deco era importante porque marcava e assistia para golo tal e qual como Moutinho e AA!"

Ora aqui está um comentário de quem sabe disto. O Deco era importante porque marcava e assistia! Queres ver que a qualidade de um jogador de futebol afinal depende dos golos e das assistências que faz... Não podias dizer nada mais estúpido, ou podias?

"Só falta o lopetegui por o AA a jogar a central ou talvez a GR que possivelmente fazia melhor que o IKER porque sim o AA não tem medo de ir ao choque!"

Olha, afinal podias...

Jorge Gaspar diz: " Existem discussões que permitem a todos aprender mais sobre futebol e mudar a forma como se vê o jogo. Não me parece que seja o caso desta vez.
O tempo que perdes a responder a comentários sem nexo nenhum, podias o usar para escrever mais vezes e os habituais visitantes do blog agradeciam."

Acho que tens razão, Jorge. Tenho este defeito de não querer deixar pontas soltas em nada, e tenho que aprender a dosear o meu tempo mais apropriadamente.

Bernardo oZilva diz: "Pena Rui Jorge não lhe ter dado mais protagonismo no Euro sub21(ganhavamos aquela merda lol)e pena Jesus não contar com ele(gelson martins é bom mas Medeiros decide melhor)"

Sim, gosto muito do Iuri. Mas o Gelson também me agrada. Tem um potencial tremendo no um para um, e não é propriamente mau a decidir.

bio diz: "Excelente post, só não consigo concordar contigo no caso do Herrera. Se um tipo inteligente não consegue perceber o contexto dos outros 10 à volta dele... Não pode ser inteligente.

Gostava de explicar porquê, mas esta caixa de comentários está toda infectada, já não seria produtivo. No teu próximo texto pode ser? :)"

Ou no texto no Posse de Bola que está prometido...

joao santos disse...

Totalmente de acordo em relaçao ao Lopetegui.
Quanto ao André 2x, acho que estás a exagerar ao chamar a isto histeria. É logico que sendo um jogador com DNA Porto, filho de um campeao europeu, seja criada uma forte ligaçao emocional. Passa por ai. Ninguem vai dizer que é um craque, nem o mais obcecado dos portistas. Interessante que tenhas falado no Raul Meireles. Um amigo meu, benfiquista, estava a ver o jogo comigo e perguntou "ainda nao vi este gajo com atençao. É bom?" e eu "desenrasca, é tipo Meireles. Faz tudo razoavelmente bem, mas nada muito bem"

E é isto. Andre poderá não ser um craque, mas é um jogador que pode ser util e neste Porto, admito que tenha lugar, porque as outras opções não são claramente superiores. Herrera é um horror. Bueno, não será bem a função onde rende mais(com o que Lopetegui pede a um médio). O unico que é subvalorizado é Evandro que tem de facto qualidade.

Penso que desvalorizas tambem a velocidade de execuçao do Andre que é muito acima da media. Pode nem sempre tomar a melhor decisão(e é verdade que opta pela mais simples e obvia), mas a sua velocidade de execuçao, permite-lhe ter melhores opções ao dispor do que alguem com menor tempo de reacçao. E tambem desvalorizas a importancia da garra. Isso sempre fizeste. Não que não concorde que acima de tudo deverá estar o talento. Mas quando o talento e entendimento do jogo se equiparam, é muitas vezes o desejo de vencer que faz a diferença. És capaz de dizer que o desejo de vencer, não se demonstra com correrias à parva e elevada agressividade em cada lance. Mas tambem não é assim que eu o identifico. É pela atitude sempre positiva, é pela constancia emocional que faz com que mesmo em situações adversas, não baixe o nivel de jogo. É para aqueles que nunca deixam de acreditar tanto na equipa como neles proprios. E eu vejo isso em Andre Andre.

Tomás Fonseca disse...

Meu caro Nuno,

"Para meio entendedor meia palavra basta" e "uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa" - Percebes assim?

Quero com isto dizer que ( e concordando contigo no que diz respeito à qualidade (ou falta dela) do lopetegui, o AA não é um "Ronaldinho Gaúcho" no que diz respeito à tecnica, mas isso não implica que a sua tecnica não traga qualidade à equipa, senão vejamos com factos/ocasiões eminentes de Golo. No Porto - Benfica foram 3 e as 3 o André está directamente ligado à jogada. O tal jogador que para ti deve ser fenomenal, (consoante os critérios que tens vindo aqui a descrever) neste caso falo do brahimi, fez um passe simples para o Varela na jogada do golo e pouco mais... Mas ele joga muito, tem acrescentado pouco, mas joga muito pq corre e faz fintas....

O facto de não teres clube, na minha opinião, mostra muita coisa... senão vejamos: O que seria o Futebol se todos os adeptos fosse como tu? e como seria o futebol se todos os jogadores fossem como o André? - tu não acrescentas nada a não ser criticas e, embora sem clube, totalmente facciosas... Já o André, como já referido não tem a tecnica do Ronaldinho Gaucho, mas tem o amor e entrega ao jogo fora do comum.. e eu continuo a preferir jogadores de entrega do que facciosos e "ateus" como tu.

Tomás Fonseca disse...

Nuno,

Esta pergunta "Ora aqui está um comentário de quem sabe disto. O Deco era importante porque marcava e assistia! Queres ver que a qualidade de um jogador de futebol afinal depende dos golos e das assistências que faz... Não podias dizer nada mais estúpido, ou podias?" -
Sabes o que é que me faz lembrar? a dispensa do Octávio Machado ao Jardel que segundo o mesmo dizia " A única coisa que ele sabe fazer é marcar golos". Sabes o que aconteceu no ano aseguir a essa vontade do Octávio Machado, de não querer um jogador que só sabe marcar golos ? - A merda do Sporting foi campeão justo, com o jardel a marcar 40 e tal golos... Enfim!

Toda a gente tem o direito de comentar/opinar/discordar/concordar, agora, dizer que o AA foi um dos melhores jogadores do Vitoria pq marcava os penaltis, experimenta fazer este exercio: troca os penaltis marcados pelo CR7 com o Benzema e vê quem seria o mais goleador... e assim sendo, especialmente nesta caso, Segundo o teu comment, nem o CR7 nem o benzema sao bons jogadores... se eq me entendes.



Enfim.....

Nuno disse...

joão santos diz: "És capaz de dizer que o desejo de vencer, não se demonstra com correrias à parva e elevada agressividade em cada lance. Mas tambem não é assim que eu o identifico. É pela atitude sempre positiva, é pela constancia emocional que faz com que mesmo em situações adversas, não baixe o nivel de jogo."

Pois, para mim, o desejo de vencer deve ser medido com capacidade de concentração, por exemplo. Escrevi um texto, em tempos, sobre aquilo a que se chama "entrega", em futebol. Para mim, "entrega" não é o que o André André faz, não é a atitude sempre positiva ou a constância emocional de que falas, nem o nível de intensidade a que jogo. Entrega é procurar a cada momento perceber o que o jogo pede de cada jogador. E, por vezes, o jogo pede moderação. O André não é capaz de perceber isso. Há um lance, no clássico, em que vai atrás do Gaitan mais de 50 metros e quando chega ao pé dele o Gaitan está junto à linha, com dois adversários além do André junto a ele, sem nenhum colega por perto e, salvo erro, só com o Mitroglu à frente da linha da bola. O que faz o André? Força o desarme e provoca a falta. É nisto que o futebol sempre intenso do André não me satisfaz. Ele pode ser capaz de manter os níveis de intensidade sempre elevados, mas não percebe quando é que deve fazer uma falta e quando é que não deve. Isso é básico. E isso, para mim, é falta de entrega.

Nuno disse...

Tomás Fonseca diz: "No Porto - Benfica foram 3 e as 3 o André está directamente ligado à jogada."

Tomás, por que é que isso é importante? O André jogou numa posição em que o mais certo é que tivesse interferência directa nas jogadas decisivas. Aconteceu com ele, como aconteceria com quem quer que lá jogasse. O futebol de uma equipa, porém, não se resume a jogadas de perigo. A minha opinião é a de que o Porto produziu muito pouco e produziria mais com outro tipo de jogador no lugar do André. O Gonçalo Guedes, ontem, também foi decisivo em 2 lances. É natural que o seja. É-o como o Ola John também o era. Jogam numa posição em que tendencialmente participam nas jogadas de perigo. Isso não faz com que as suas exibições, no cômputo geral, sejam positivas.

"O tal jogador que para ti deve ser fenomenal, (consoante os critérios que tens vindo aqui a descrever) neste caso falo do brahimi, fez um passe simples para o Varela na jogada do golo e pouco mais..."

Este é um bom exemplo. No lance do golo do Porto, tu contabilizas como acção decisiva a assistência do Varela e o golo do André. Acontece que, o mais decisivo, para além da assistência do Varela, é o passe vertical do Brahimi. Tu achas que aquilo é um passe simples porque consiste basicamente em dar um toque para a frente. Eu acho que é um passe extraordinário. Porque coloca a bola num colega que está de costas, pressionado, e que, por si, não pode fazer nada com aquela bola. A maioria dos jogadores analisa o passe do Brahimi como tu o estás a fazer, e acha que um passe como aquele não só não produz nada de positivo como é arriscado. O Brahimi, que não é um jogador qualquer, percebe que um passe vertical como aquele pode criar um desequilíbrio decisivo. Antecipando que o Varela, estando pressionado, a solta de primeira (ou no próprio Brahimi, que ao fazer o passe se aproxima dele, ou no André, que estava ali perto), o Brahimi cria a jogada toda. O passe de calcanhar do Varela para o André é óptimo, mas o lance nasce da visão do Brahimi. Tu não consegues compreender isso, achas que aquilo é uma coisa simples. Eu acho que aquele passe vale todos os toques na bola que o André deu, no jogo inteiro. É a diferença entre nós.

"Toda a gente tem o direito de comentar/opinar/discordar/concordar, agora, dizer que o AA foi um dos melhores jogadores do Vitoria pq marcava os penaltis, experimenta fazer este exercio: troca os penaltis marcados pelo CR7 com o Benzema e vê quem seria o mais goleador... e assim sendo, especialmente nesta caso, Segundo o teu comment, nem o CR7 nem o benzema sao bons jogadores... se eq me entendes."

Não percebo o teu raciocínio e não percebo onde queres chegar com ele. Só fiz notar que a ideia de que o André é um médio goleador, baseada no número de golos que marcou o ano passado, é falsa. É falsa porque muitos dos golos que marcou foram marcados de penalty. E quem marca golos de penalty não os marca enquanto médio. Isto é, golos de penalty podem contar para as estatísticas, mas não podem contribuir para uma análise das competências goleadoras do médio que os marca. O que é que os golos de penalty do Rogério Ceni dizem das suas competências enquanto guarda-redes? Rigorosamente nada.

Tomás Fonseca disse...

Nuno,

Já percebi, és mesmo do contra, caga nisso. Não vou insistir com este assunto leva lá a bicicleta... O brahimi é o melhor do jogador do Porto, o Tello também... já percebi de que tipo jogadores gostas, mas sabes Nuno, isto do seres ateu ( e para acabar com esta discussão) mostra de certa forma o porque de não gostares do AA - Tu queres o espectáculo do brahimi, do tello e do corona porque queres é festa . Eu, antes do espectáculo do brahimi, das corridas do tello ou das fintas do corona, quero a raça, a entrega e amor à camisola do AA...

Nuno disse...

Tomás Fonseca diz: "O brahimi é o melhor do jogador do Porto, o Tello também... já percebi de que tipo jogadores gostas"

Não, não percebeste. Acho o Tello horrível, por exemplo. É um jogador útil para transições, por exemplo, e pode desequilibrar individualmente. Não serve para mais do que isso, porém, e não é, de todo, o tipo de extremo que me agrade.

"Tu queres o espectáculo do brahimi, do tello e do corona porque queres é festa"

Tal como não percebes o tipo de extremo que me agrada nem que tipo de jogador, em geral, prefiro, e não percebes aquilo que eu quero do jogo. Se festa é, como presumo que seja pela referência ao "espectáculo do brahimi", às "corridas do tello" e às "fintas do corona", então não, não é isso que quero. O que quero é futebol bem jogado. E isso implica, antes de qualquer outra coisa, boas decisões. Com e sem bola, é isso que quero dos jogadores. O Brahimi dá-me isso, sobretudo com bola. O Corona, do que vi até agora, também. O Tello não me dá isso. Não tem nada a ver com fintas, malabarismos, capacidades atléticas invejáveis. Tem a ver com decisão. Por isso tanto me agradam jogadores que tenham capacidades técnicas interessantes quanto jogadores que as não tenham, tanto gosto de jogadores mais ofensivos como gosto de jogadores mais defensivos. O critério são as boas decisões, de acordo com a posição que ocupam em campo. O André não se destaca pelas boas decisões. É aliás particularmente banal, nesse aspecto. Tu queres raça, entrega e amor à camisola. Ou seja, queres suor! Se calhar sou eu que sou esquisito, mas prefiro futebol...

bio disse...

Lol o Tello! Opa sr Tomás a sério, www.visaodemercado.pt, explane lá a sua magia.


Tomás Fonseca disse...

Bio,

Acho que só tu é que não percebeste onde é queria chegar...

Nuno,

Sim, prefiro suor a malabarismos... mas se fosse "ateu" se calhar pensava como tu! Graças a Deus que não sou!

Ze Miguel disse...

Esqueci-me do Tello no meu post!

Pedro disse...

Que saudades destes posts!!!
:)

"O Pedro Mendes jogava à bola que se fartava"

Ironia?

Paolo Maldini disse...

ironia? LOL Pedro. Sim, e o Deco ser craque tb é ironia... LOL

João Marinho disse...

Incrível como nenhum destes picaretas se lembrou disto não é, Oliver e Baggio? ahaha http://videos.sapo.pt/UBhoG7vi8ZTnkS02CwCC

Blessing disse...

Fdc Ironia? Pedro Mendes?
É ironia estares a perguntar se é ironia nê?!

Artur Semedo disse...

admito que se discutam as valias deste ou daquele jogador, incluindo do herrera, apesar de, também eu, o considerar fraco (já agora, quanto a esse lance junto à linha, contra o guimarães, que presumo seja aquele que acabou com um passe que para os pés de um adversário - nas costas do danilo, e demasiado à frente de outro jogador portista - o incrível não foi o passe ter saído assim; embora não se veja nas imagens televisivas, quem estava mesmo por cima do lance, como eu, viu que, antes do passe, ele tropeçou na bola a tentar fazer uma simulação, e quase caía para fora do campo...).
acho até muita piada a que insinue que determinado "grupo" toca pívias colectivas, sobretudo quando isso é o que mais se vê junto dos adeptos de peão...

o que não se admite, de forma alguma, é que se ponha em causa a qualidade do pedro mendes, claramente o gajo mais subvalorizado daquele plantel... deco, pedro mendes, alenitchev... a qualquer um desses, o andré andré só para limpar a bota.


ps: renego esse vídeo, bem como tudo o que escrevo/escrevi. nada é pior que o danilo pereira!

Nuno disse...

Tomás Fonseca diz: "Sim, prefiro suor a malabarismos... mas se fosse "ateu" se calhar pensava como tu! Graças a Deus que não sou!"

Tomás, sabes ler? Ninguém disse que os malabarismos são preferíveis ao suor, portanto a segunda parte da tua frase não faz sentido...

Pedro diz: ""O Pedro Mendes jogava à bola que se fartava"

Ironia?"

Pedro, foi dos melhores médios defensivos portugueses dos últimos anos.

João Marinho diz: "Incrível como nenhum destes picaretas se lembrou disto não é, Oliver e Baggio? ahaha"

Esse video é tão tendencioso, mas tão tendencioso...

Artur Semedo diz: "ele tropeçou na bola a tentar fazer uma simulação, e quase caía para fora do campo...)."

Pois, o estádio veio quase a baixo quando foi isto. E, se bem lembro, tenho a ideia de que não foi nada disso. Fiquei com a ideia de que ia tentar ganhar um canto e, ao hesitar, criou a ilusão de que ia tropeçando. Não mostraram a repetição, pelo menos em grande plano, e toda a gente no estádio ficou com a impressão de que ele se tinha atrapalhado, mas a mim pareceu-me o contrário. Aliás, ele ficou com a bola controlada. Quanto à decisão do passe, ele pensou uma coisa e os colegas outra.

Pedro disse...

Ok. Esclarecido.
:)

Tb gostava do Pedro Mendes (provavelmente não tanto como vocês :) ).

Artur Semedo disse...

correcção: esse vídeo é absolutamente tendencioso. eu sei, porque fui eu que o fiz. :) obviamente, a ideia nunca foi analisar de forma séria um jogo, até porque me faltam conhecimentos/competências para tal. foi só mesmo fazer um pouco de humor, porque também fazem faltas umas gargalhadas, em vez de apenas insultos (algo que se nota, aliás, pelo teor dos comentários por essa internet fora).

quanto a esse lance, que vi mesmo à minha frente, o que me pareceu é que ele tentou simular que ia puxar a bola para a lateral, tentando com isso chamar a si o defesa e depois passar por ele em contra-pé. só que tocou mesmo na bola, e perdeu momentaneamente o equilíbrio...
e isto é das coisas que me fazem não gostar de ver o herrera (ou agora, e ainda mais, o danilo) na equipa. ele tem muitos, demasiados, momentos em que a bola o atrapalha, ou ele atrapalha a bola, ou alguma coisa atrapalha uma outra coisa qualquer. passa, no fundo, um pouco pela mesma ideia que tenho acerca do andré andré. a ver se me consigo explicar: eu, e à semelhança da larguíssima maioria de pessoas que dizem que tu, o blessing, o "maldini", etc., nada percebem de bola, nunca joguei futebol sem ser na rua/escola, e, mesmo aí, apenas porque era preciso gente para fazer equipas. o que me parece é que quase todas essas pessoas querem ver, em campo, jogadores com que se possam identificar, e daí quererem suor, e garra, e intensidade, e amor à camisola... ou seja, querem gajos cujo putativo talento pareça ao alcance da mera vontade, querem gajos dos quais se possa dizer «eu também poderia estar ali». resumindo, querem os andrés andrés.
o que não querem é ver gajos que conseguem fazer coisas muito mais complexas e de forma aparentemente mais simples, a tal ponto que o gajo comum que se senta na bancada leva um banho de humildade e tem de admitir: eu nunca poderia ser isto... por isso, escarnecem do talento, como se ele não envolvesse também muito trabalho. mas adiante, que a minha (nossa) vida não é isto.

JON disse...

O Pedro Mendes era um craque. Melhor em campo na final da CL ganha pelo Porto. Claro que o Deco é que fez o golo, mas...

Tomás Fonseca disse...

Nuno,

"A Histeria em torno de André André... "

É histeria ou é uma realidade?

Eu sei ler, graças a Deus... E sou livre de interpretar da maneira que quiser, quer o que leio quero o que vejo!

O lado emocional pesa sempre e acredita Nuno, não há nenhum jogo (individual ou colectivo) em que esse lado não pese. Para ti não pesa porque vês o jogo sem emoção... Vês o jogo pelo jogo, e depois escreves como um entendido mas que de entendido não tem nada porque não percebes o lado emocional.

Quero com isto dizer que, por muitas linhas que escrevas, por muitos blogs q tenhas... não vês o jogo com a principal essência do desporto - A emoção. A partir daí, qualquer coisa que escrevas sobre qualquer desportista perde toda a credibilidade porque hoje és isto e amanha és aquilo.

E hoje a histeria do André André foi uma realidade... Foi a prova de que há jogadores e jogadores, e o André é O JOGADOR. O jogador de todos os adeptos de futebol que percebem o lado emocional do jogo. Repito - "Mais cego é aquele que não quer ver" e tu não tens a capacidade de perceber que o André é tão bom mas tão bom só pelo que NÃO complica... e não sendo um jogador espectacular pelas "fintas" que faz, é espectacular pelo que corre, pela entrega e emoção que dá ao jogo que enche os olhos dos ADEPTOS de futebol. Estas características que só quem vê o futebol com emoção percebe...

Miguel Figueiredo disse...

Boa noite meus caros!
Depois do que acabei de ler e à umas horas atrás ver no dragão, sim estádio do FCP,o AA ficará no FCPORTO mais 2 épocas com sorte e desejo lhe tudo de bom para assinar por um GIGANTE DA EUROPA! Porque existe aqui um Sr que analisa futebol e jogadores mas não entende a ponta de um chicote de futebol! Passes verticais, Pedro Mendes etc AA tem um maluco como treinador que o põe na esq como na direita e no meio, e mesmo assim faz as 3 posições a 100% e hoje viu-se e ajudou o FCP a ganhar!
Abraços PORTISTAS para pessoas sem
Clube.....

Diogo Carvalho disse...

Ora bem Nuno...Afinal sabes muito disto pah...mais um jogo na champions,mais um golo e mais uma grande exibicao do andre,pode nao ter sido brilhante mas foi de uma utilidade extrema para a equipa.

e nao foi contra o arouca ou o moreirense,foi contra o chelsea e contra alguns dos melhores jogadores do mundo...

fiquei muito surpreendido de nao te ver no 11 inicial ou mesmo nos convocados,uma pessoa que e tao iluminada e que possui o dom de ser um entendido do futebol devia estar ali no meio a mostrar como se faz...mas nao..nao te vi la...

vi foi 50 mil em histeria com o golo do andre,e nas coisas que ele acrescenta a equipa,como sabes certamente o futebol nao pode ser so messis e maradonas,ha jogadores com outras caracteristicas que sao importantissimos para o bom funcionamento de uma equipa..

mas com o tempo acho que te vais converter e dar o braco a torcer neste assunto.

digo isto porque para perceber o contexto deste post,li alguns anteriores e de facto ate dizes umas coisas acertadas e interessantes,apesar que este ultimo post infeliz sobre o andre foi escrito com uma sobranceria e arrogancia desnecessarias...

Espero que continues a ver os jogos do porto,com especial atencao ao andre para veres tudo que consegue dar a equipa...possibilidade de mudanca de sistema,inteligencia com e sem bola,decisoes rapidas e simples,verticalidade no jogo,raca ,entrega etc etc etc

saudacoes portistas

Nuno disse...

Tomás Fonseca diz: "O lado emocional pesa sempre e acredita Nuno, não há nenhum jogo (individual ou colectivo) em que esse lado não pese. Para ti não pesa porque vês o jogo sem emoção... Vês o jogo pelo jogo, e depois escreves como um entendido mas que de entendido não tem nada porque não percebes o lado emocional."

O que é o lado emocional, Tomás? O lado irracional? Se for isso, tens razão, vejo o jogo sem ele. E digo mais: quem quer que o vejo sob esse prisma não o vê. Ao contrário do que pensas, há emoções naquilo que vejo. São as emoções que resultam de perceber a genialidade de um lance, por exemplo. Do facto de reprimir certas emoções não significa que não tenha outras. Por isso, estás enganado, mais uma vez. Já acertavas alguma, pá...

"Quero com isto dizer que, por muitas linhas que escrevas, por muitos blogs q tenhas... não vês o jogo com a principal essência do desporto - A emoção. A partir daí, qualquer coisa que escrevas sobre qualquer desportista perde toda a credibilidade porque hoje és isto e amanha és aquilo."

Não, Tomás, não. Quem não vê as coisas racionalmente é que é um dia uma coisa e no dia seguinte outra. Quando se perceber que o André André é só mais um jogador igual a tantos outros, vais ficar calado. E tu calado é o oposto de tu aos gritos, que é a condição em que estás agora. Queres outro jogador do Porto que eu sempre disse que era banal e que, enquanto esteve no Porto, toda a gente achava que ia ser o melhor do mundo? O Anderson. Hoje em dia, quem é que ainda pensa o que pensava do Anderson? Eu.

Miguel Figueiredo diz: "Depois do que acabei de ler e à umas horas atrás ver no dragão, sim estádio do FCP,o AA ficará no FCPORTO mais 2 épocas com sorte e desejo lhe tudo de bom para assinar por um GIGANTE DA EUROPA"

Que grandes da Europa? O Fenerbahce?

Diogo Carvalho diz: "Ora bem Nuno...Afinal sabes muito disto pah...mais um jogo na champions,mais um golo e mais uma grande exibicao do andre,pode nao ter sido brilhante mas foi de uma utilidade extrema para a equipa."

Diogo, vi apenas o resumo alargado e não vi nada de especial do André. Mas gosto mesmo que o gajo marque um golo que é 90% fabricado pelo Brahimi e as pessoas fiquem malucas é com o tipo que encostou quando o guarda-redes estava no chão. A sério, comove-me mesmo. E ainda me comove mais que acreditem que isso possa ser argumento para lhe demonstrar a qualidade. Enfim...



Antonio disse...

Nuno, deixa lá esta malta.

Até conseguem dizer que ontem se assistiu a um grande jogo!!!!!

Enfim

Miguel Figueiredo disse...

Só dá dois bonecos iguais ao rui Gomes da Silva! Mas parece o Nuno Gomes da Silva e o António Gomes da Silva! A diferença para o boneco da SAD do slb é que tem clube e vocês dois não tem nem saber avaliar os jogadores nem comentar! Como já disse e venho a dizer AA vai ser um dos melhores médios desta liga!

Diogo Carvalho disse...

enfim nuno...ja nem sabes onde te has de meter depois da grande merda que escreveste...como sempre o tempo ha de dar razao a quem a tem
ta visto o entendido que es...

nao vou dar mais audiencia a este blog ,vista a qualidade dos intervenientes

antonio a conversa nao chegou a cozinha,por isso pouca letra

voces sabem quem sou disse...

Antonio explica me uma coisa, tu achas que ontem não foi um grande jogo? achas que o chelsea jogou mal e que o porto jogou mal? Bem então deves ser cego oh animal.

E outra coisa, só apareces cá para chupar a pissa ao Nuno é? és o namoradinho do gajo? sempre que argumentas é a tentar "defender" as malucas respostas do gajo. Bem visto que o que mais há aqui é um gajo que escreve num blogue e que por acertar em dois jogadores acha-se o maior vou abdicar de cá vir e argumentar para nabos que a unica coisa que sabem fazer é dizer mal de quem têm ciumes que não conseguiram chegar onde ele chegou!

Continuação de boas tardes aos que apoiam o AA e aos restantes IDE PÓ CARALHO!!

Nuno disse...

Monsieur Homais, voltaste?

nuno disse...

Off topic: Nuno, o que é que achas do Rúben Neves?

Antonio disse...

É, sou animal!

PicaretaLeonina disse...

O que aconteceu ao artigo sobre o Barça?

Nuno disse...

O Ruben Neves tem qualidade. Abusa das variações de flanco e do passe comprido, mas pode corrigir isso com relativa facilidade. E até nem sei se não abusa disso precisamente porque o Lopetegui lho pede.

O artigo sobre o Barça desapareceu durante umas horas porque introduzi uma mudança e o Blogger deve ter dado erro sem que eu me apercebesse. Já está corrigido.

João Fernandes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
João Fernandes disse...

voces sabem quem sou diz: "vou abdicar de cá vir e argumentar para nabos que a unica coisa que sabem fazer é dizer mal de quem têm ciumes que não conseguiram chegar onde ele chegou!".

Diogo Carvalho diz: "nao vou dar mais audiencia a este blog ,vista a qualidade dos intervenientes".

Olha que pena, que falta que as vossas ideias vão fazer a este espaço.

Miguel Figueiredo disse...

Nuno vais ver o feberbache vais ahahaha tu és gajo para ires treinar ou estares a treinar o UNIDOS AO GARRAFÃO porque com essas teorias e tácticas não consegues mais! AA e também Ruben Neves assinaram por grandes da Europa, ou ficarão com a braçadeira do FCP e o jorge Nuno terá que abrir os cordões a bolsa!

Artur Semedo disse...

sinceramente, acho que o Neves abusa desse tipo de passes por instrução do júlio lopes. se ele fosse o único da equipa a fazê-lo, era uma coisa; mas como parece uma epidemia...

Diogo Carvalho disse...

agora o Ruben Neves abusa das variacoes de flanco,e cada estupidez que te sai da boca para fora...
ja viste o que o miudo joga com 18 anos???

SE es tao iluminado nao sei porque nao deste jogador...

Bruno Pinto disse...

Sim, Nuno, voltei mas so agora. Nao costumo esconder-me atras de outros nicks. Da-me pelo menos esse credito. Ja tu nao podes dizer o mesmo. Ja agora, com que imbecil me confundiste? ;) Um dia destes vi-te algures no facebook. Tens mesmo cara de postal! :)

José Parrila disse...

Deixe de ter um pensamento tão unilateral, eu até compreendo o que escreve e neste caso do André André aceito e concordo na maior parte dos aspectos referidos, mas não concordo quando diz que esse tipo de jogadores já não são precisos. Pode não gostar é uma coisa, mas não entre na estupidez que tanto relata a outros comentadores que de facto dizem cada baboseira. Se tanto se quer diferenciar não cometa os mesmos erros que ele.

E nem estou a falar dos comentários que aqui se lêem. É cada um pior que o Zé ali da tasca.

Mas a você autor deste texto (que espero que continue a publicar artigos por até ter ideias distintas às minhas e que me fizeram quando tenho tempo de ler também perceber um pouco mais de futebol e alargar a minha visão das coisas mesmo não concordando) acho que não fazia mal fazer o mesmo. A si penso que há uma frase que se aplica muito bem:

"O parvo ouve, contesta e nada colhe. O sábio ouve, cala-se e aprende."

Escusado será dizer que é o primeiro, e não não lhe estou a chamar parvo para o ofender antes pelo contrário. É apenas um aspecto que me causa confusão nos seus artigos visto estar muitas vezes a contradizer-se. E eles apenas ganhariam com isso. E eu que gosto de visitar este espaço de vez em quando e ler o que aqui está escrito também ganharia com isso. Uma win-win situation como diria o outro portanto.

Cumprimentos deste vosso leitor.

Rui Pintado disse...

Burro Pinto, tens uma moral para falar! FODASSE! Um gajo que posta fotos com uma prostituta romena, a falar dos outros! Oh QUE CARALHO! Pagas menos ou não pagas pelos mesmos broches que os outros conseguiram por 20€ e ainda falas, seu burro

voces sabem quem sou disse...

http://www.jn.pt/PaginaInicial/Desporto/Interior.aspx?content_id=4835709

VE LA QUEM FOI O PASCO

Nuno disse...

Monsieur Homais diz: "Sim, Nuno, voltei mas so agora. Nao costumo esconder-me atras de outros nicks."


Costumas, costumas. E não poucas vezes.

"Um dia destes vi-te algures no facebook."

Tanto viste que me pediste amizade. O que foi espectacular, diga-se!

"Tens mesmo cara de postal!"

A sério que queres falar de caras?? Com essa foto com que comentas?? A sério?

José Parrila diz: "É apenas um aspecto que me causa confusão nos seus artigos visto estar muitas vezes a contradizer-se."

Onde é que me contradigo, José?

Rui Pintado diz: "Burro Pinto, tens uma moral para falar! FODASSE! Um gajo que posta fotos com uma prostituta romena, a falar dos outros! Oh QUE CARALHO! Pagas menos ou não pagas pelos mesmos broches que os outros conseguiram por 20€ e ainda falas, seu burro"

Ahahahahaha!!

voces sabem que sou, tens razão. Vou mudar a minha opinião acerca do André André. Se a votação da Liga diz que ele foi o melhor jogador dos últimos meses, é porque é bom.

Tomás Fonseca disse...

Nuno,

Não Nuno, não é por ter sido o jogador do mês da primeira liga que passa a ser bom jogador... ele já era bom jogador no Varzim e no Guimarães, tu eq não vias porque já deu para perceber que só vês os messis e os ronaldos. No entanto, pergunto: se os jogos que o viste fazer foram só os que ele fez no Porto achas te mais entendido do que os entendidos, certo? (não me venhas dizer que o vias jogar no Guimarães ou no Varzim)

Nuno disse...

Tomás, não sei de onde tiraste essa ideia. Creio que já disse aqui que já o conhecia antes de ir para o Porto. Não o vi no Varzim, porque raramente vejo jogos da Segunda Liga. Mas vi-o no Guimarães, várias vezes. E a minha opinião, muito antes de ele vir para o Porto, era a de que é um médio banal, útil em equipas de meio da tabela, mas absolutamente incompatível numa equipa que tenha de assumir constantemente o jogo. Mantenho essa opinião, embora ele tenha evoluído, sobretudo a partir do ano passado, na forma como aparece em zonas de finalização e na forma como procura as segundas bolas junto à área adversária. Tu não sabes o que é uma equipa grande, tens como modelo de equipa de futebol o Porto do Artur Jorge e achas, portanto, que o André André é bom. Eu não acho, e é absurdo que tentes diminuir a minha opinião alegando que não vejo tanto futebol como tu. Tenho muitas dúvidas que assim seja, sobretudo porque ver futebol não é olhar para o ecrã nem ir ao estádio.