sexta-feira, 10 de agosto de 2007

Pressão...Cómica...

Quando vejo a comunicação social se insurgir impiedosamente contra a qualidade do nosso futebol não deixo de esboçar um sorriso. Não acho que este desporto esteja muito bem representado, nada disso. Sinto, e continuo a defender que é possível que o nosso futebol dê um salto qualitativo. A diferença é que não acredito que o caminho passe por uma redução/aumento de clubes, ou reestruturação da sociedade futebolística. Passa sim, por uma mudança de mentalidade e de perspectiva sobre o Futebol, mas isto são contas de outro rosário. Acho, porém, que não deixa de ser irónico observar quem não consegue articular duas ideias e cumprir com o minímo de competência a sua profissão, censurar a qualidade do futebol cá do burgo, sem se apresentar argumentos de forma lógica e ordenada.

Nos últimos tempos o jornal " Record" fornece diariamente uma boa dose de humor. Não, não me refiro à "Pancada Central".
Rui Santos. E também não é uma alusão à foto "catita". Todos os dias através do espaço " Pressão Alta" observa-se verdadeiras pérolas...
Vou falar de uma dessas "maravilhas jornalísticas", com o título Losangolândia.
Maravilha.

Neste texto o excelentíssimo Sr. Rui Santos relata uma pergunta que paira há muito sobre o futebol de alvalade. Referia-se à dúbia utilidade de Carlos Freitas à SAD leonina...
Primeiro: descobrimo a verdadeira causa da constante remoção do relavado de Alvalade: É essa maldita pergunta que impede a fotossíntese do relvado de Alvalade.
Segundo: eu acho que o Rui Santos tem um fraquinho pelo Sr. Freitas.

Mais à frente fala do nível das contratações do Sporting ( especificamente). Muito boa ideia. Ainda nao começou o campeonato e já estamos a condenar Izmailov, Vukcevic e companhia... Não fosse Rui Santos jornalista e diria que está a ser preconceituoso.
Continua, falando das contratações falhadas da turma leonina. Pegando nas mesmas para justificar a sua desconfiança em relação ao trabalho do "gestor de activos" de Alvalade mas não sem antes descobrir a pólvora : " Contratar muito não significa contratar bem". O homem é um sábio. Que genialidade.
Giro que ele fale do que correu mal, mas não do que correu bem. Valha-nos a sua total imparcialidade. O Mourinho não ganhou o campenato inglês, e perdeu a Supertaça Inglesa. Este é outro senhor que não verá o sol tão cedo.

Passa também por Nani. Observa que este tem se integrado bem no "United". E é a esta altura que eu me convenço que estou perante um ser divino. Como é que ele consegue ver estas coisas? Qual é o segredo? Será a brilhantina? Tenho de descobrir...
Explica a urgência de melhorar os processo de treino em Portugal. Ok. Porquê? Eu concordo com isto, mas não sei se ele sabe a verdadeira essência deste aforismo. E será o "United" o exemplo a seguir?
Depois faz uma pausa e, finalmente!, faz uma crítica idiossincrática. O Paredes e Farnerud, são pesos mortos. Pareço eu a fazer o Euromilhões. Paredes boa, Farnerud não concordo. Mas aqui admito que eu também sou dos poucos que consegue se aperceber das qualidades do sueco. E depois de ele dizer mal do Paredes... Não sei se não o passarei a ver com outros olhos... Ao Paredes claro.
O Adrien pode fazer os dois lugares como ele diz, mas, pelo menos por enquanto, só é melhor que o Paredes.
Por fim, e para terminar em beleza exprime a necessidade de se rodear Paulo Bento com um clima de exigência. Sim, porque uma das características que sobressaem neste técnico, é a sua displicência. Fala ainda da urgência que o futebol do Sporting tem em ganhar flexibilidade táctica, porque senão o Bento poderá estagnar. Descobre que não basta tirar um jogador e colocar outro no mesmo lugar, e que para além disto, jogar em losango não chega. Isto, ou seja, a "estagnação", chega depois de ele pressupor o futebol do Ferguson como algo evoluído. Ok. Mas então deixa o treinador leonino assim? Não lhe explica o que é que ele está fazer de errado? É a mesma coisa que ir ao médico e ele apenas nos fazer o diagnóstico. Precisamos que tu nos ilumines ò grande Rui... Por favor... Ilumina-nos...

3 comentários:

José Leal disse...

Realmente, um dos problemas com a qualidade do nosso futebol é a "qualificação" daqueles que comentam, explicam e criticam o jogo de futebol nos nossos meios de comunicação.

Ainda no outro dia, durante o BenficaxSporting, Luis Filipe falha todos os cruzamentos efectuados durante o jogo, e o comentador justifica-o com a pouca integração.

Era engraçado eu chegar a um novo emprego e não conseguir escrever no teclado do meu computador. Poderia sempre dizer que ainda era novo na empresa e que não estava integrado.

BAD-RELIGION disse...

HAHAHA, essa tá boa :)

Isto de mudar a coisa para 16 clubes foi só mandar areia para os olhos do pessoal, que vergonha, qualquer dia parecemos o campeonato da escocia.. :|

metralha disse...

O Rui Santos quando embirra não há nada a fazer. É limitado e descobre poucas vezes as razões do insucesso duma equipa. Critica quando joga mal e põe nos pincaros quando faz uma boa exibição. O homem adora-se, só lhe vejo um rival à altura, o JC... não é Jesus Cristo não senhor, é mesmo o José Couceiro.